Destaque, Notícias

Sea Shepherd Brasil participa do lançamento do “Movimento Praia Viva”, no Rio de Janeiro

No dia 20 de janeiro de 2015, o Núcleo carioca do Instituto Sea Shepherd Brasil (ISSB) participou do lançamento do “Movimento Praia Viva”, organizado pela Associação Brasileira de Lixo Marinho – ABLM.

O evento foi realizado entre os postos 7 e 8 da Praia de Ipanema, na zona sul do Rio, e teve o objetivo de conscientizar os banhistas sobre a necessidade de manter as praias limpas.

O lançamento do movimento no dia 20 de janeiro, foi motivado pela data comemorativa de São Sebastião, padroeiro da cidade, e pela proximidade das comemorações pelos 450 anos de fundação do Rio de Janeiro, divulgando a ação “por mais 450 anos de praia, sem lixo”.

No ano de 2014, foi constatado que durante o feriado do padroeiro da cidade, os banhistas deixaram cerca de 40 (quarenta) toneladas de lixo, somente na Praia de Copacabana, também na zona sul da cidade.

“A proposta da Associação Brasileira do Lixo Marinho é trabalhar a educação ambiental para sustentabilidade das praias e mares, organizando e mobilizando a sociedade, organizada ou não” – disse Fernanda Cubiaco, representante da ABLM no Rio de Janeiro.

No trecho de 1 km, debaixo de um sol de 40 graus, os voluntários da Sea Shepherd, juntamente com integrantes de outras instituições, coletaram todo o material sólido descartado irregularmente no trecho de areia e no calçadão, tendo um foco no microlixo que causa grande impacto nos oceanos.

Ao mesmo tempo que o lixo encontrado era coletado, os voluntários da Sea Shepherd conversavam com os banhistas, explicando-lhes a necessidade do descarte adequado dos resíduos, os impactos na saúde humana, e a ameaça à fauna marinha.

“Este verão de altas temperaturas tem levado um grande número de banhistas às praias cariocas, ocasionando um aumento considerável de lixo nas areias, notadamente aqueles que costumamos encontrar, como guimbas de cigarro, latas, palitos de picolé, cotonetes e muito plástico. Pretendemos seguir adiante neste trabalho de conscientização, através da campanha “Dirty Sea Project”, lançada em 2014 pela Sea Shepherd Brasil, que visa expor a necessidade de uma mudança de comportamento em relação ao descarte de resíduos sólidos, que vem impactando de forma significativa a vida marinha. Desta forma, apoiamos qualquer movimento que tenha este objetivo, como o Movimento Praia Viva, lançado pela ABLM ” – explicou Luiz André Albuquerque, Diretor Regional do ISSB no Rio de Janeiro.

Crédito foto: Guilheme Rivera

Back to list

Related Posts