Campanha Borrifos

Campanha de monitoramento de baleias Jubarte na costa de Ilhabela.

#EUSEIVERBALEIA

A Sea Shepherd vem monitorando a migração das baleias Jubarte e trabalha na conscientização para o público náutico e também em outras áreas urbanas e costeiras. Em Ilhabela, que é o marco zero da Campanha, possui altíssimo volume de tráfego de embarcações que junto aos parceiros locais do  atuamos em apoio às observações e regras de avistamento. As avistagens da migração, que ocorrem de maio a setembro, ocorrem cada vez mais cedo e em maior quantidade já registrada a cada ano.

Esta retomada da rota de migração concorre com o trânsito de petroleiros, poluição sonora, interação com embarcações de recreio e redes ilegais de espera ou cerco nas costeiras. Além de auxiliar nos avistamentos, a Sea Shepherd intercepta via rádio barcos próximos aos avistamentos e monitora a área à procura de redes de pesca para alerta de enredamento.

Baleia

Você conhece a Baleia-Jubarte?

A baleia-jubarte frequenta a região de Ilhabela e São Sebastião, a sudoeste do Brasil, rumo ao Nordeste durante o período de inverno e primavera para se reproduzir em águas quentes. Essa espécie adulta pode chegar a medir 15 metros de comprimento! Foi caçada no passado e hoje a população está em ótima recuperação. O nome científico é Megaptera novaeangliae (grandes asas) que adoram exibir suas caudas através de batida de nadadeira, peitoral e saltos incríveis, num comportamento típico para chamar a atenção de outros indivíduos e grupos da mesma espécie.

Identifique

Como identificar essa espécie?

Cabeça e Nadadeiras: possuem calombos ou nódulos que parecem verrugas e cracas.
Nadadeiras peitorais: podem chegar a medir até ⅓ do seu tamanho corporal.
Nadadeira dorsal: pequena e está localizada sobre uma ligeira corcova que é a característica do seu nome Baleia-corcunda, Humpback Whale.
Nadadeira caudal: Na jubarte adulta esta nadadeira pode medir mais de 5 metros de largura com coloração única de quase branca até totalmente escura, tornando cada forma única, uma “identificação digital” da baleia.

Como reconhecer uma Jubarte? Baixe aqui.

 

Info

Algumas curiosidades

Uma baleiajubarte adulta atinge em média 15 metros de comprimento e seu peso pode chegar a 40 toneladas. Já o seu filhote pode nascer com 4 metros de comprimento e seu peso pode atingir 1,5 toneladas. Esse animal, encontrado em todos os oceanos do mundo, possui uma expectativa de vida de cerca de 60 anos.

Regras

Saiba o que fazer ao avistar uma baleia

  • Mantenha distância de 100m ou mais
  • Mantenha o motor em neutro
  • Fique sempre ao lado da baleia, nunca em frente ou atrás
  • Apenas 2 barcos por vez
  • Permanência máxima de 30 minutos. Se houver filhotes, 15 minutos
  • Fique entre a costa e a baleia, para evitar encalhe
  • Não interrompa o curso do animal, nem o persiga
  • Não reengate o motor sem antes avistá-lo a pelo menos 50m e saia devagar
  • Não mergulhar

 

Baixe as regras completas: Formato PDF ou JPG

Ajude

Avistou Baleia-Jubarte em nossa costa?

Para ajudar a monitorar essa e outras espécies de baleias que aparecem no litoral de São Paulo, siga estes passos:

1. Registre

Pode ser por meio de fotos, vídeos ou apenas informações.
É importante ter data e localização!

2. Nos envie

Via e-mail ou através deste formulário.
VIU BALEIA ENREDADA OU AMEAÇADA?
Faça um vídeo e nos envie. Chamaremos ajuda!

Baixe o app Timestamp, que filma com data e GPS.

A cauda é o RG de uma Jubarte, com padrões únicos de coloração, marcas e cicatrizes. A dorsal também pode ser usada, ainda que não seja tão precisa. Mas respeite as regras: mantenha distância de 100 metros do animal!

Ajude a proteger

As baleias-jubarte já estiveram muito ameaçadas no passado devido à caça industrial e chegaram a menos de 600 indivíduos na década de 1960.

Em 2014, graças a muitos esforços, a espécie saiu da lista de animais marinhos ameaçados de extinção. De 1000 indivíduos na década de 90 hoje aumentou para 20mil em nosso mar brasileiro – os dados são coletados na migração anual para Abrolhos (litoral sul da Bahia) durante os meses de Junho a Setembro.

Como devo agir na natureza ao ver baleias e golfinhos

Tire muitas fotos ou memorize em sua mente! Aprecie e depois de permanecer por 30 minutos saia imediatamente da área dando lugar ao próximo.
Aviste os animais de longe, principalmente havendo filhotes, com 100 metros de distância se barco motorizado e 50 metros de distância se estiver a nado ou prancha. Ligue o motor com distância maior de 100 metros.

CUIDADO

Navegação em alta velocidade pode atropelar tartarugas e baleias causando ferimentos, mutilações e morte. Cuidado ao navegar pela costeira e canais que são lugares de descanso e alimentação de tartarugas marinhas, baleias e golfinhos.

EVITE TOCAR

TOCAR em animais marinhos é proibido por lei por prevenção à saúde de ambos. Nunca saberemos o que podemos transmitir ou sermos infectados. AFASTA-SE UM POUCO! Se encontrar um grupo da mesma espécie afasta-se para não dispersar o grupo e não se posicione entre os animais para segurança de ambos. Evite colisões ou afugentamentos.

Como posso evitar acidentes comigo e com o animal?

Navegue com segurança ao encontrar uma baleia ou golfinho. Diminua a velocidade e mantenha o motor no NEUTRO para indicar aonde você está. Se o animal se aproximar de você, reengrene o motor apenas quando avistar claramente o animal a uma distância mínima de 50m e afaste-se na direção contrária.

Posso ficar quanto tempo acompanhando a baleia ou golfinho?

Deixe que eles se aproximem! Nunca espere na frente e nem persiga por trás da baleia, golfinho. Posicione-se você lateralmente a eles e ao costão ou praia, sem encurralar o animal, que deverá ter área de escape para o mar aberto. 30 minutos são suficientes para apreciar sem incomodar, dando lugar a outro observador.

Distâncias permitidas

50 METROS: Se você estiver mergulhando ou numa prancha. Chegar perto é perigoso, você pode levar um “tapa” da baleia. Além de doloroso você pode se afogar desmaiado.
100 METROS: É a distância permitida para avistar estes lindos animais, você deve ficar com o barco parado e engrenado no NEUTRO.
300 METROS: Com barco ligado em movimento lento lateralmente à baleia.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA CAMPANHA

"Eu me sinto honrado em servir as baleias, golfinhos, focas e todas as outras criaturas nesta Terra. Sua beleza, inteligência, força e espírito me inspiraram.”

“Eu espero que a Sea Shepherd possa trabalhar aqui no Brasil em cooperação com os governos, com as pessoas e com as indústrias para salvar a biodiversidade, para proteger o meio ambiente da poluição e também para salvar as espécies ameaçadas.”

Capitão Paul Watson, Fundador e presidente da Sea Shepherd Conservation Society