Sociedade organizada dá exemplo de cidadania em praias de Ilhabela.

As limpezas de praia são o momento de engajar-se com movimentos locais de limpeza de praia e conectar-se com as pessoas. Unindo forças locais é possível conscientizar ainda mais sobre o descarte indevido de embalagens e pontas de cigarro nas areias praias.

O mar e o fundo marinho também abrigam lixo e alojam e torturam animais. Estas iniciativas que ocorrem com as limpezas de praia trazem reflexão sobre o consumo plástico (bituca também é um tipo de plástico) e retirada do micro lixo para o local adequado. São tampas de garrafas, canudos, fragmentos de plásticos duros e moles, linhas de pesca, isopor e não para por aí! Estudos comprovam que 2 bitucas de cigarro contaminam como 1 litro de esgoto.

Nas últimas limpezas na Praia do Perequê em Ilhabela foram retiradas em 2 dias 5.319 bitucas e mais de 67 quilos de micro lixo em 2 horas de caminhada numa praia de menos de 2 km.

Movimentos em prol da conservação e consciência do consumo partem de atitudes conjuntas e apoiamos iniciativas assim, como ocorreu nas micro limpezas de praia com muitas entidades envolvidas como a Route, Ellus, Flow Sustentável, Prefeitura de Ilhabela, Poiato Recicla,

Meu Copo Eco, Mar Limpo, Limpa Brasil, Lixo Zero Ilhabela.

Por mais boas práticas de consumo e menos lixo em nossas praias, mangues, mar e terra. Participe das próximas limpezas de praia Sea Shepherd da Operação Ondas Limpas e ajude-nos a preservar os oceanos.

Anota aí!
19 Janeiro – Praia do Curral – Ilhabela SP – domingo às 10h
20 Janeiro – Praia do Arpoador – Rio de Janeiro – segunda-feira às 17h.

Pelos oceanos.

Doe para ajudar na Operação Ondas Limpas

#lixomarinho #ondaslimpas

Doe para ajudar nas Ações de Educação Ambiental

Neste verão as BOAS PRÁTICAS são bem-vindas!

Ao desfrutar do verão em praias brasileiras nos orgulhamos das belezas naturais e da biodiversidade do nosso vasto país. Desejamos que sempre mantenham-se conservadas para voltarmos outras vezes! Algumas práticas do dia a dia podem ajudar na manutenção do lugar que estivemos e que queremos voltar, e ainda, a longo prazo, deixar o legado para as seguintes gerações – Vamos conservar o meio que vivemos com mudança de atitude!

Que tal começar o ano mudando alguns hábitos?

Já começando a mudar neste minuto?

Diga NÃO ao plástico de uso único! Outras 5 dicas para você…

DICA 1

Ao se refrescar nos dias quentes tomando aquele delicioso sorvete ESCOLHA a casquinha comestível como recipiente do seu gelato. RECUSE as tigelas plásticas e utilize pazinhas de madeira como colher.

DICA 2

Diga NÃO às sacolas plásticas! Mais de 150 bilhões são usadas pelos brasileiros a cada ano.   Nada mal utilizar caixas de papelão ou sua sacola retornável, mochila ou engradado para carregar suas compras. RECUSE alimentos já embalados em filme plástico. O mesmo para as frutas, verduras e legumes em sacos plásticos.

DICA 3

Pediu comida por telefone? Certifique-se de que o seu fast food não venha embalado em plástico e isopor. Além de prejudicar a saúde com gases tóxicos revelados pelo calor da comida, o isopor e o plástico se decompõem em 200 longos anos. Ao se decompor na natureza, as bolinhas de isopor são confundidas com alimento, assim como o micro plástico, e são ingeridos por baleias, golfinhos, peixes, afetando o sistema digestório. Prefira as embalagens de papel ou papelão para o seu delivery.

DICA 4

NÃO CONSUMA ANIMAIS AMEAÇADOS DE EXTINÇÃO

Gosta de camarão ou cação (tubarão) como petiscos de praia? Você sabia que para cada 1 quilo de camarão 23 quilos de outros animais morrem na pesca de arrasto? Que mais de 100 milhões de tubarões são mortos a cada ano por redes de espinhel? Estas mortes (direta ou indireta) tem efeito devastador causados pela pesca incidental, o bycatch. Somos diretamente responsáveis por consumir animais marinhos desta pesca predatória. As REDES DE PESCA MATAM muito mais do que o oceano produz e o que a sociedade consome, dizimando cardumes inteiros e ecossistemas frágeis.

DICA 5

A BITUCA de cigarro é o item mais encontrado em nossas limpezas de praia. As pontas ou filtros do cigarro são deixados na areia da praia aos milhares como se fossem sementes. Um grande engano para quem acredita que se degradam como sementes… Altamente tóxicos, os filtros de cigarro são feitos de acetato, um tipo de plástico que concentra os mais de 9 mil componentes tóxicos do tabaco.

CUIDE de descartar a bituca em locais adequados pois pode ser reciclada em papel. UTILIZE os cinzeiros de praia espalhados pelas iniciativas de reciclagem do seu município, se não tiver, EXIJA na sua cidade.

2 filtros de cigarro contaminam mais que 1 litro de esgoto

Mude seus hábitos! Recuse, Reduze, Repare, Recicle, Reuse.

Sea Shepherd no Move it Festival

Move It Festival nos dias  21 e 22 dez, 2019.

São Paulo SP – Sea Shepherd Brasil no Move It juntou-se com ambientalistas, artistas, ativistas de causas sociais e público alternativo no último final de semana para falar sobre veganismo, ativismo animal com música pelos animais e oceanos.

O Move Institute atua na “causa animal, e em especial interações e problemas do convívio entre humanos e animais, tais como, venda, maus tratos, abandono, confinamento e exploração” e  o local do evento, o Centro de Tradições Veganas (CTV),  “nasceu com o objetivo de reunir ativistas, ONGs, grupos independentes e conteúdos que tenham sinergia com o veganismo e a construção de um mundo mais justo para todas as espécies”. CTV

O evento reuniu bandas como Dead Fish, Dominatrix , Bioma, Make It Stop, Boca de Lobo, A Vida Toda Um Quase,  , Eskröta, Tpjs , Queerpunx, In Venus, Der Baum com feira vegana, bate papo, flash tattoo, workshops, brechó para as atividades do CTV,  comidinhas veganas e muita consciência ambiental num local de muito verde e ótima energia. E o Sea Shepherd Brasil teve a oportunidade de falar da missão de defender, conservar e proteger os oceanos com exposição da Operação Ondas Limpas, Bycatch e lojinha para arrecadação de fundos.

Junte-se a nós nesta missão de encontrar alternativas mais sustentáveis para a humanidade, protegendo os animais e os ecossistemas marinhos.

Pelos oceanos!

Ondas Limpas em Porto Alegre

No dia 21 de dezembro, o núcleo do Rio Grande do Sul da Sea Shepherd Brasil realizou uma ação de limpeza na Praia de Ipanema, zona sul de Porto Alegre, como parte da Operação Ondas Limpas. A ação durou aproximadamente 3 horas e contou com a presença de 8 voluntários, percorrendo um trecho de 150 metros da orla.

Durante a ação, foram retirados 6,7 quilos de resíduos, em sua grande maioria canudos, tampas de garrafas (plásticas e metálicas), abraçadeiras de plástico, pedaços de corda, bitucas de cigarros e diversos outros itens de plástico e papel. Além disso, foi encontrada uma ponta de seringa com agulha descartada incorretamente.

Apesar de ser um trecho pequeno, toda a orla em si é utilizada diariamente pela população para pratica de atividades físicas e lazer, no entanto, é comum aos finais de semana, especialmente aos sábados e domingos no final de tarde, o encontro de pessoas que consomem bebidas alcoólicas e descartam incorretamente estes resíduos no calçadão e na beira da praia, não levando em consideração o apreço por uma área tão bonita da capital.

Por fim, a ação se encerrou com uma roda de conversa sobre a importância de se descartar corretamente o lixo e também o quão são fundamentais estes tipos de ações para conscientizar acerca do consumo, hábitos e do correto descarte e destinação do lixo.

O Natal sem lixo: formas simples de criar menos lixo

O natal está quase chegando e gostaríamos compartilhar algumas dicas para reduzir o consumo e o descarte de lixo nessa época do ano. Se repensamos no real significado do natal, talvez comecemos a mudança de uma experiência de natal sem lixo.

        1.  Use sacolas reutilizáveis.

Antes de comprar qualquer coisa, no mercadinho, nas feirinhas das ruas, na padaria, na livraria, ou shopping, seja presentear ou acalmar esse desejo próprio de consumo. Por favor, lembre-se de trazer sua sacola de tecido ao invés de receber sacolas de plásticos ou de papel. Seja sincero consigo mesmo, apenas você os usa uma vez e logo vá para o lixo. 

     

2.  Use utensílios de vidro, alumínio, porcelana.

Nestas festas, as visitas são muito comuns. Por isso, evite comprar descartáveis (copos, pratos, talheres). Faça, de lavar louças, parte de uma atividade entre sua família. Cantando, contando histórias, ou experiências enquanto lavem elas. A gente tem convívio na hora de lavar louças, também.

3  . Faça decorações com suas próprias mãos, decorações sustentáveis.

Fomos abençoados com o dom da criatividade. Use sua imaginação e crie suas próprias decorações com materiais reutilizáveis.

4.  Pare de adivinhar o que a pessoa deseja para o natal…

Sei que você amaria surpreender a aquela pessoa querida com um presente especial, mas outras vezes compramos presentes, na qual a pessoa realmente não deseja ou precisa. É Melhor perguntar o que eles (as) gostariam receber, ou também, pode pedir sugestões.

   

5.   Presenteie coisas que você fez.

Você poderia tricotar ou costurar uma peça de roupa, criar e escrever um cartão de natal, cozinhar um bolo especial ou criar algum objeto artesanal. Este tipo de detalhes é muitas vezes mais apreciado do que os objetos comprados em lojas.

6.   Presenteie experiências ao invés de objetos materiais.

Ingressos para o teatro, cinema, paradisíacas praias, festivais gastronômicos ou culturais, viagens inesquecíveis. Os objetos ficam ali em algum espaço, mas as lembranças/experiências são levadas para sempre nos nossos corações.

  7.   Pare de embrulhar presentes.

Oculte os presentes. Prepare atividades, pequenos mapas ou dicas de onde estão cultas. Podem participar crianças e adultos que se resistem em crescer. Procurando os presentes em lugares comuns ou lugares inesperados como na geladeira, embaixo da pia, entre outros. Outra opção é embrulhar com folhas e decorá-las com flores e folhas.

 

 8.   Evite comprar presentes sem conhecer bem às pessoas.

É inegável que o amigo segredo é uma forma de socializar e conhecer melhor aos colegas ou conhecidos. Sejamos sinceros: Se você não conhece à pessoa bem, terá uma alta probabilidade de dar e receber um presente que em curto tempo se tornará em lixo, também.

Espero que estas dicas sejam úteis a vocês, um natal sem lixo é o desejo para esta festividade.

Por Evelyn Peñaloza, voluntária do núcleo Rio de Janeiro da Sea Shepherd Brasil