Voluntários retirando pneu do rio

Mutirão de limpeza retira mais de 270 kg de lixo de rios do Paraná

Um mutirão de limpeza organizado pelos moradores do município de Quatro Barras (PR), com o apoio da Sea Shepherd Brasil, retirou mais de 270 kg de lixo dos leitos e dos arredores dos rios Cercado e Curralinho neste domingo (20). A mobilização contou com aproximadamente 20 pessoas, além do auxílio da prefeitura da cidade e da Sanepar, e também realizou o plantio de mudas nativas da mata atlântica local.

De acordo com coordenador da Sea Shepherd Brasil, Jackson Silva, a limpeza nos rios tem impacto direto na represa do Iraí, que abastece Curitiba. “Sabemos da situação precária que se encontra a represa do Iraí, atuando aproximadamente com 20% de sua capacidade. Com essa seca, podemos ver o volume absurdo de lixo descartado incorretamente”, afirma.

Um dia antes da limpeza dos rios paranaenses, no dia 19, foi celebrado o Dia Mundial Da Limpeza. Para Silva, o fato de a limpeza ter sido uma mobilização da própria comunidade é algo a celebrar. “Os próprios moradores da região se organizaram para fazer essa limpeza. A educação e conscientização ambiental pode e deve fazer a diferença nas nossas comunidades”, aponta.

Voluntários coletando lixo

Doe para ajudar nas limpezas, resgate de fauna e comunidades que necessitam de assistência.

Doe para ajudar nas limpezas, resgate de fauna e comunidades que necessitam de assistência.

Vamos fazer um grande mutirão em casa no Dia Mundial da Limpeza

A meta é superar 3 mil itens recolhidos no dia 19 de setembro

No Dia Mundial da Limpeza, 19 de setembro, a Sea Shepherd Brasil e a iniciativa Limpa Brasil farão uma grande mobilização de recolha do lixo nas casas e ruas. O objetivo é ir além do resultado alcançado no esquenta em agosto, quando nossos voluntários destinaram corretamente quase 3 mil itens somente nas cidades de Ilhabela e Arujá (SP), Curitiba e Florianópolis.

Neste ano, devido à Covid-19, o Dia Mundial de Limpeza será uma mobilização em casa, por meio de ações individuais ou em família, para evitar aglomerações. É uma oportunidade para protegermos o meio ambiente em pequenos atos que fazem muita diferença.

Para participar, os voluntários devem se cadastrar no site do Limpa Brasil. 

Lixo coletado

Mutirão na sua casa

Voluntária segurando bitucas

Há muitas coisas que os voluntários podem fazer individualmente ou em família no Dia Mundial da Limpeza:

  • Mutirão de eliminação do Foco de Dengue
  • Doação de roupas
  • Limpeza de arquivos desnecessários em dispositivos digitais
  • Separação dos resíduos (recicláveis, compostos e rejeitos)
  • Coleta de óleo
  • Coleta de resíduos eletrônicos
  • Horta e compostagem
  • Reaproveitamento de alimentos
  • Revitalização de espaços
  • Descarte de remédios vencidos em farmácias
  • Ações de bem-estar emocional, como meditação, esporte, yoga, leitura, dança.

O problema do lixo

No mundo, anualmente são jogados nos oceanos mais de 8 milhões de toneladas de lixo. Mais de 1,3 bilhões de toneladas são produzidas ao ano.

No Brasil, apenas 1% a 3% é enviado para a coleta seletiva. Somos o terceiro maior produtor de resíduos no mundo! O lixo domiciliar representa 54% do todo volume gerado no país e metade das cidades brasileiras ainda despejam a céu aberto. Em 2019, mais de 10 toneladas de resíduos e mais de 25 mil bitucas de cigarro foram despejadas em nossas praias.

Como podemos mudar esta realidade?

A Sea Shepherd desenvolve campanhas para mitigar os impactos do lixo no mar e nos rios. Todos os anos, são retiradas toneladas de detritos pelos nossos voluntários no Brasil e mundo. Aqui no país, a campanha Ondas Limpas faz mutirão de limpeza em seis estados com a ajuda de voluntários.

Lixo coletado

A segurança de todos

Durante a ação, os voluntários devem se manter em distanciamento social e usar luvas, máscara, álcool em gel para a segurança.

Usar a camisa Sea Shepherd Brasil é importante. Vamos registrar o mutirão e publicar nas redes sociais marcando a @seashepherdbrasil e com as hashtags: #EuCuidoDoMeuQuadrado, #OndasLimpas e #SeaShepherd.

Outra recomendação é calcular e pesar o lixo recolhido para avisar ao coordenador da região. Assim podemos contabilizar o resultado e termos certeza de que superamos a meta!

Dia: 19/09/2020
Onde: na sua casa
Inscrições: www.limpabrasil.org/cadastro-voluntarios 

Conheça o Sea Shop e Ajude a Sea Shepherd

Tubarão

Sea Shepherd assina acordo com governo do Peru para preservação de áreas marinhas

Esta nova parceria oferece suporte marítimo e legal para lutar contra a exploração de um dos ecossistemas marinhos mais vulneráveis do mundo.

Como parte de seus esforços contínuos para proteger a vida marinha no Pacífico Tropical Oriental e outros nichos de biodiversidade, a Sea Shepherd Conservation Society e a Sea Shepherd Legal firmaram um acordo oficial com a SERNANP, agência nacional do Peru para áreas naturais protegidas. Por meio do acordo, a Sea Shepherd apoiará os esforços do Peru para estabelecer várias novas áreas marinhas protegidas e reduzir as ameaças aos ecossistemas aquáticos.

Navio Ocean Warrior

A Sea Shepherd Conservation Society fornecerá um navio para auxiliar a SERNANP e outras agências peruanas com observações de espécies em risco e migratórias, monitorando a área em busca de ameaças à biodiversidade. Já a Sea Shepherd Legal ajudará as autoridades a cumprir as leis existentes e desenvolver políticas de apoio para as novas áreas marinhas protegidas.

“Estamos extremamente honrados por ter esta oportunidade e muito satisfeitos em seguir em frente com esta próxima etapa em nosso apoio ao Peru”, disse Catherine Pruett, Diretora Executiva da Sea Shepherd Legal. O escritório de advocacia ambiental ofereceu apoio técnico ao governo do Peru em questões de pesca ilegal, não declarada e não regulamentada, crime organizado e aprimoramento das proteções legais para a vida selvagem marinha desde 2016.

Tubarão

“A Sea Shepherd tem o orgulho de apoiar a iniciativa do governo do Peru de colocar mais de suas águas soberanas sob proteções de conservação, ao mesmo tempo que reconhece a importância de ficar de olho na água – tanto para avaliar adequadamente as ameaças à biodiversidade quanto para impedir os ilegais, não declarados, e pesca não regulamentada ”, disse Peter Hammarstedt, Diretor de Campanhas da Sea Shepherd Conservation Society. “Estamos entusiasmados por nosso navio e tripulação trabalharem com cientistas de classe mundial, sob a direção do governo do Peru, na linha de frente da conservação marinha.”

Doe para ajudar nas limpezas, resgate de fauna e comunidades que necessitam de assistência.

Garrafas de cerveja Praya junto a um boné do Sea Shepherd

ONG Sea Shepherd anuncia parceria com Cerveja Praya

Com o objetivo de incentivar à preservação dos oceanos e associar sua marca às causas ambientais, a Cerveja Praya é a mais nova parceira da ONG internacional de conservação marinha Sea Shepherd.

Com doações mensais para as campanhas de ação ambiental e educacional da ONG no Brasil, a cervejaria entra dentro do programa Empresa Amiga da Sea Shepherd Brasil.Vegana, 100% natural e sem aditivos químicos, a Cerveja Praya tem como uma de suas bandeiras a consciência ecológica em sua própria equipe, clientes e público. Além disso, a cervejaria preza por minimizar o impacto ambiental de sua produção.

Para Nathalie Gil, que veio de uma carreira de construção de marcas no exterior e hoje é Diretora de Desenvolvimento da Sea Shepherd Brasil, o valor de empresas que defendem bandeiras de sustentabilidade é inestimável: “Internacionalmente, temos parceiros de grandes a pequenos que compartilham nossos valores e se unem à nossa causa; como KeepCup, Dr Bronner’s, Billabong (com sua marca Kustom), Futures Fins e Baron Papillon. Aqui no Brasil já temos o apoio de marcas como Ellus, e agora a Praya. É muito esperançoso ver que podemos contar com esse tipo de perfil empreendedor aqui no Brasil também”, afirma.

Paulo Castro, mais conhecido como Zeh, DJ e co-fundador da Cerveja Praya, acredita que associar à organizações que ajudam a responder diretamente ao propósito da empresa em outras frentes é a melhor maneira de garantir seu sucesso. “Fazemos nossa parte na diminuição do impacto do lixo nas praias, mas sabemos que a sociedade ainda está longe de alcançar este objetivo. Portanto além de oferecer produtos que não poluam os oceanos, com a Sea Shepherd agora também contribuímos diretamente para retirar os produtos de marcas que ainda não buscaram esta mudança. Damos um passo à frente, focando não apenas em minimizar nosso impacto ambiental, mas também o da categoria como um todo”, afirma.

Cerveja Praya

Doe para ajudar nas limpezas, resgate de fauna e comunidades que necessitam de assistência.

Peixe morto em petróleo

Um ano depois de tragédia, óleo ainda tem impacto grave no litoral do Nordeste

Há exatamente 1 ano, a notícia do maior derramamento de óleo na história do país chocava os brasileiros.

Passados 12 meses, ainda pouco se sabe sobre a origem da gigantesca mancha de petróleo, que atingiu cerca de 270 praias em 9 estados do Nordeste e 2 do Sudeste. Mais de 2.350 quilômetros de costa foram afetados, 1.200 dos quais são manguezais ou recifes de coral, santuários de fauna marinha extremamente vulneráveis. O arquipélago de Abrolhos, área com maior biodiversidade marinha de todo o Oceano Atlântico Sul, também foi atingido pelos resíduos altamente tóxicos.

As autoridades brasileiras, que foram lentas na resposta de controle, ainda não encontraram a causa nem puniram nenhum responsável pela tragédia. A marinha brasileira finalizou as investigações sem apontar culpados ou a origem exata do desastre.

Tudo que se sabe é que, segundo inquérito, o petróleo surgiu a uma distância de 700 km da costa brasileira e trafegou submerso por 40 dias. A investigação apontou que o óleo seria de origem venezuelana, mas isso não significa que ele tenha sido lançado por navios ou empresas daquele país.

Este desastre ambiental sem precedentes matou animais marinhos e prejudicou milhares de pessoas e comunidades costeiras. Foi o trabalho dos voluntários, que retiraram petróleo cru das praias e resgataram animais coletivamente, que fez a diferença. Graças a eles, que se mobilizaram apesar dos riscos que a limpeza de óleo traz a saúde, algumas vidas puderam ser poupadas.

A Sea Shepherd esteve engajada no apoio aos voluntários e enviou doações em dinheiro para compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para organizações e civis que trabalharam nas praias do Nordeste. A Sea Shepherd Brasil agradece aos parceiros que atuaram na ponta Recife sem Lixo, Xô Plástico e Salve Maracaípe, que hoje também trabalha junto na campanha Salve Mar, de monitoramento dos recifes de corais de Ipojuca, Pernambuco.

Doe para ajudar nas limpezas, resgate de fauna e comunidades que necessitam de assistência.

Doe para ajudar nas limpezas, resgate de fauna e comunidades que necessitam de assistência.