Notícias

Sea Shepherd Bélgica realiza flash mob para conscientizar sobre a matança de cetáceos

Transeuntes acompanham flash mob da Sea Shepherd Bélgica em oposição à matança de cetáceos. Foto: Sea Shepherd

A população de Ghent, na Bélgica, foi brindada com uma exibição visual impressionante no fim de semana pela Sea Shepherd Bélgica. Os ativistas locais organizaram um flash mob para chamar a atenção sobre a matança ilegal, desumana e insustentável de mamíferos marinhos pelo Japão.

No sábado, 26 de janeiro, o grupo foi para as ruas de Ghent com ativistas vestidos como baleias e golfinhos, tripulantes da Sea Shepherd, e pescadores japoneses carregando lanças. Enquanto as pessoas estavam fazendo uma caminhada ou fazendo suas compras de fim de semana, elas foram confrontadas com a matança ilegal de golfinhos e baleias pelo Japão. Enquanto as baleias e os golfinhos fugiam para salvar suas vidas, os tripulantes da Sea Shepherd criaram um círculo de proteção em torno deles, e os baleeiros e pescadores japoneses gritavam “pesquisa” e tentavam atingir os animais com lanças.

O objetivo da manifestação pública da Sea Shepherd Bélgica foi o de conscientizar a população sobre os números maciços de cetáceos abatidos todos os anos pelo Japão em nome da pesquisa e da ganância. Milhares de golfinhos e pequenas baleias são mortas a cada ano na enseada infame de Taiji, no Japão, para abastecer a indústria lucrativa de golfinhos em cativeiro, onde cada golfinho pode valer até 150.000 dólares. O restante dos animais esteticamente imperfeitos – aqueles que tiveram o azar de ter manchas, cicatrizes ou barbatanas descascadas e, portanto, vistos como indesejáveis ​​por parques marinhos – são, então, cruelmente abatidos para consumo humano, apesar de níveis muito elevados de mercúrio na sua carne. Em nome da pesquisa e ignorando uma moratória mundial da caça, o governo do Japão tenta matar cerca de 1.000 baleias todos os anos no Santuário de Baleias do Oceano Austral, bem como desenvolve uma operação anual de caça às baleias no Pacífico Norte, que tem como alvo baleias minke, bryde e cachalotes ameaçadas.

A missão da Sea Shepherd é acabar com a matança de animais selvagens nos oceanos do mundo. Nós nos opomos de maneira ativa à matança de golfinhos em Taiji desde 2003, e do programa de caça ilegal de baleias japonês na última década, com a Sea Shepherd Austrália conduzindo essa missão em 2013.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=ggf1cP5t4fQ[/youtube]

Traduzido por Raquel Soldera, voluntária do Instituto Sea Shepherd Brasil

Back to list

Related Posts