Notícias, Operação Ondas Limpas

Alagamentos e falta de coleta causam rio de lixo que desemboca na Lagoa em Florianópolis

FLORIANÓPOLIS, SC – VOLUNTÁRIOS DA SEA SHEPHERD FAZEM LIMPEZA NOTURNA DA ORLA DA LAGOA DA CONCEIÇÃO.

Devido às fortes chuvas que ocorreram esta semana em Florianópolis, a lagoa de estabilização da estação de tratamento de esgoto da Casan rompeu, ocasionando um alagamento na região da Lagoa da Conceição. Ainda, a Comcap, empresa que administra a coleta de lixo em Florianópolis, está em greve, deixando um acúmulo alto de lixo nas ruas. Com o rompimento e alagamento, estes resíduos acumulados foram arrastados para a lagoa da Conceição, ponto turístico da cidade.

 

Voluntários da Sea Shepherd em Florianópolis se reuniram para fazer uma ação noturna de limpeza da orla da lagoa dia 27 de janeiro, quando houve uma pausa nas chuvas.  A ação faz parte da campanha Ondas Limpas da Sea Shepherd Brasil que visa remover o lixo marinho de praias e rios, educar e conscientizar pessoas sobre consumo e descarte responsável.

 

Durante a pandemia, a Sea Shepherd vem trabalhando com equipes reduzidas e fazendo ações menores e restritas para poder respeitar os protocolos sanitários durante as limpezas. Seis voluntários se reuniram para retirar os detritos do ambiente.

 

A equipe de voluntários da Sea Shepherd Brasil retirou 28kg de lixo da orla da lagoa da Conceição e a ação que durou uma hora e meia. Os voluntários fizeram a coleta, separação e contagem do material recolhido e deram a destinação correta. Durante a ação foram encontradas vestimentas, garrafas de vidro, bitucas de cigarro, calçados, garrafas PET e outras formas de plástico.

É necessário e urgente tomarmos medidas para gerir os resíduos de plástico que já produzimos até agora. Porém, somos conscientes que o mais urgente agora é fecharmos a torneira da produção e consumo de plástico virgem, já que o que já produzimos nestas 7 décadas já é muito para se trabalhar.

Para ajudar a Sea Shepherd e suas atividades de conservação do oceano, seja onde você estiver, repense seu impacto com a geração de plástico: recuse o que puder, reuse o que puder, use plásticos 100% reciclados, garanta que seu plástico está sendo destinado para sistemas de reciclagem adequados, repense seu consumo de animais marinhos e de produtos que utilizam animais marinhos em sua produção – pois uma grande parcela dos plásticos encontrados no oceano vem de apetrechos de pesca (isso sem falar dos um inúmeros animais mortos por pesca acidental nestas atividades).

Suas ações e escolhas diárias são a maneira mais eficiente de proteger o oceano.

Para se voluntariar e ajudar a Sea Shepherd em suas atividades em terra e mar, inscreva-se aqui.

#seashepherd #pelooceano #ondaslimpas

Doe para ajudar nas limpezas, resgate de fauna e comunidades que necessitam de assistência.

Back to list

Related Posts