Home » Destaque

SEA SHEPHERD AFASTA OS BALEEIROS JAPONESES PARA FORA DA ZONA DO TRATADO ANTÁRTICO

9 janeiro 2014

Tradução: Igor Ramos, voluntário do ISSB

Nisshin Maru deixando o Santuário Antártico

Na última segunda-feira, 6 de janeiro de 2014, às 1650 AEDT, depois de uma perseguição de 360 milhas, os navios da Sea Shepherd Conservation Society conduziram toda a frota de caça japonesa – incluindo o navio-fábrica – para fora da Zona do Tratado Antártico. A Sea Shepherd tem todos os navios da frota baleeira japonesa contabilizados e localizados, e pode confirmar que a frota, apesar de dispersa, não esta caçando baleias. Os navios arpoadores estão separados por centenas de milhas. O Nisshin Maru está tentando se afastar, mas não conseguiu parar até o momento.

A frota baleeira foi escoltada até o limite de 60º Sul e ultrapassou o limite norte do Zona do Tratado Antártico. Os navios da Sea Shepherd: Sam Simon, Steve Irwin e o helicóptero do Steve Irwin seguem acompanhando cada movimento dos navios. Os três navios da Sea Shepherd estão ainda no Oceano Antártico e continuarão as patrulhas. Caso o Nisshin Maru tente retornar para o território de caça, a Sea Shepherd estará pronta para, mais uma vez, interceptar e encerrar suas operações ilegais.

O capitão do Steve Irwin, Siddarth Chakravarty disse: “Este é um início otimista para a operação Relentless. Dentro de um dia e meio, teremos todas a frota baleeira em completa desordem”. O capitão do Sam Simon, Adam Meyerson disse: “Ganhamos essa batalha, mas a guerra pelo Santuário Antártico das Baleias irá continuar sendo travada ao longo dos próximos meses.”

O GPS do helicóptero indicando o lado norte da Zona do Tratado Antártico

Nisshin Maru e Yushin Maru cruzando ao norte 60 ° S

All Contents Copyright © 2017 Sea Shepherd Conservation Society.

produzido por GPS Digital
EnglishFrançaisDeutschPortuguêsEspañol