Mergulhadores ajudam na remoção de detritos marinhos e resgate de pequenos animais. Praia do Curral – IlhaBela – SP

Ilhabela SP – No último domingo 15 foi dia de mais uma Operação Ondas Limpas Sea Shepherd Brasil na remoção de detritos marinhos no Parcel Santa Cruz, Praia do Curral. O local com costão rochoso é muito frequentado por banhistas e possui muitos bares e restaurantes, o que torna a praia suscetível de embalagens de alimento e bebidas, bitucas de cigarro e petrechos de pesca. Na limpeza subaquática tivemos a participação de 14 voluntários entre mergulhadores subaquáticos, mergulho livre, apoio na areia e no mar. Todos muito engajados com a preservação dos oceanos e com a missão da Organização.

Doe para ajudar nas Ações de Educação Ambiental

Na tenda Sea Shepherd montada na areia da praia serviu para a triagem de 7,5 kg de micro lixo com pesagem e coleta de dados. Desalojamos dos detritos os organismos marinhos, salvando pequenos crustáceos, ascídias, ermitões, algas e moluscos que voltaram saudáveis para mar. “O Parcel Santa Cruz é um berçário marinho que abriga diversas formas de vida e o trabalho feito aqui hoje foi de extrema importância para o resgate dos pequeninos animais bem como a conscientização ambiental aos banhistas. Ações como esta mitigam atos contra o meio ambiente pois consiste na ação direta, reduzindo os impactos ambientais nocivos da atividade humana”, comenta Mara Lott – Coordenadora da ação, Sea Shepherd Brasil Núcleo São Paulo.

Doe para ajudar na Operação Ondas Limpas

Agradecimento especial do dia vai para os apoiadores da ação Mar e Vida Eco Trip com a logística marinha e científica, Narwall Operadora de Mergulho com a doação dos cilindros, Caminhos do Mar com a ajuda na retirada do lixo e a todos os voluntários participantes da ação.

Pelos Oceanos.

#OndasLimpas.

ANIMAL PLANET TRAZ PARA O BRASIL ‘WATSON’ O DOCUMENTÁRIO PREMIADO SOBRE FUNDADOR DA SEA SHEPHERD

O documentário ‘Watson’, desenvolvido pela mesma criadora de ‘Uma Verdade Inconveniente’, conta sobre as cinco décadas da bravura e dedicação aos oceanos de Paul Watson, ativista ambientalista e fundador da Sea Shepherd.

PORTO ALEGRE – RS – No dia 19 de abril, o filme “Watson”, que conta a história do fundador da organização de conservação da vida marinha Sea Shepherd, o canadense Paul Watson, chega ao Brasil por meio da programação do canal Animal Planet.

Dirigido por Lesley Chilcott, de documentários como “Uma Verdade Inconveniente”, o filme “Watson” é qualificado pelo próprio homenageado como um bom trabalho. “Realmente cobre a minha vida – é mais do que ‘Whale Wars’. São 42 anos de campanha em prol da vida selvagem no oceano”, diz.

O documentário conta em detalhes a história do Capitão Paul Watson, que dedicou sua vida a navegar o mundo para proteger o oceano e seus habitantes.

Ele apresenta Paul Watson como ele realmente é, um tipo diferente de ambientalista que que é tipicamente visto em documentários. Em “Watson,” a diretora Lesley Chilcott – também criadora  de documentários aclamados como o ‘Uma Verdade Inconveniente’ co-criada com Al Gore – apresenta Paul Watson como um ativista marinho que justifica confronto direto em alto mar.

Watson iniciou a organização de conservação marinha Sea Shepherd em 1977. Ele cruzou os sete mares na frota marinha da Sea Shepherd, conhecida como Neptune’s Navy – ou Marinha de Netuno, a reconhecida como a maior frota marinha privada do mundo.  Ele dedicou sua vida inteira a impedir navios baleeiros, de caça ilegal e de pesca ilegal, não reportada e documentada de cometer seus atos criminais, às vezes até colocando seu próprio corpo entre os animais e os arpões. E conforme pode ser visto neste documentário urgente e cativante, este corajoso ‘eco-guerreiro’ ainda continua sendo uma das mais vitais forças no movimento de conservação ambiental. Por mais que ele tenha sido condenado, preso e colocado na lista da Interpol por seu estilo intervencionista, considerando a atual situação, seus métodos parecem ser apropriados para o nível de emergência a qual nos encontramos.

O filme biográfico de Chilcott une uma fotografia de tirar o fôlego, com as lembranças de Watson sobre sua vida e sua missão pessoal de proteger os mares. Famoso pela série “Whale Wars – Defensores das Baleias” Watson iniciou sua vida em uma vila de pescadores no Canadá, e começou sua atividade ambiental soltando castores de emboscadas, e de lá ele nunca parou; se prendendo em navios de caça de focas, se colocando na frente de arpões e jogando seus navio em navios de caça ilegal. Por mais que as imagens abaixo do mar do filme são encantadoras, elas possuem a mesma intensidade que as filmagens arrepiantes das missões de Watson e as cruéis práticas de caça e pesca perpetuada sistematicamente contra os animais marinhos até os dias de hoje.

O documentário, lançado no ano passado, já recebeu reconhecimento internacional e prêmios de respeito como a premiação da ONU ‘Issues and Solutions Award – Biodiversity’ (Prêmio para Problemas e Soluções – Biodiversidade) e o prêmio Zelda Penzel ‘Giving Voice to the Voiceless’ (Dar Voz aos Sem Voz) do Festival de Filme Internacional Hamptons.

Mais Informações

Estréia de Watson no Brasil: dia 19 de Abril na Animal Planet

Watson na mídia internacional

‘Até para os mais céticos sobre as táticas do Watson, ele é bem engajante quando descreve sua preocupação com o meio ambiente, por exemplo quando explica que vendas a curto prazo criam um incentivo para vendedores de peixe a pressionar certas espécies à extinção. O filme pode ser frustrantemente parcial ao Watson, mas não deixa de ser menos urgente’ – New York Times

‘A mensagem em Watson é amedrontadora: Humanos não podem sobreviver na Terra sem o oceano e seu sistema de suporte à vida que torna esta nave espacial habitável (seu monólogo sobre a importância do fitoplâncton é poética e sombria). “Watson” mistura sua mensagem aterrorizante com toques de esperança e triunfo; este fascinante documentário deveria ser conteúdo obrigatório para todos’. – LA Times

Sobre o documentário Watson

Watson é produzido pela Animal Planet, Participant, Terra Mater Factual Studios e Invented by Girls. O filme é dirigido pela Lesley Chilcott, produzido por Louise Runge, Lesley Chilcott, Wolfgang Knöpfler, com Jeff Skoll, Diane Weyermann, Elise Pearlstein, Walter Köhler e Dinah Czezik-Müller como produtores executivos. Conta com Logan Schneider como cinematógrafo e Christophe Beck como compositor. Pela Animal Planet, a produção foi liderada por Erin Wanner, vice presidente sênior de produção.

Sobre a Sea Shepherd

A Sea Shepherd é reconhecida globalmente como a organização mais poderosa e passional da proteção da vida marinha e dos oceanos. Estabelecida em 1977 pelo capitão Paul Watson, a organização sem fins lucrativos está na missão de defender, proteger e conservar os oceanos e a vida marinha. Ela conta com a maior marinha privada do mundo, e lidera campanhas colaborativas de ação direta ‘Pelos Oceanos’. No Brasil ela está presente desde 1998, e conta hoje com ações de ação direta de limpeza de praias, monitoramento do impacto do óleo nos oceanos e de educação ambiental para comunidades menos privilegiadas. Para mais informações sobre a Sea Shepherd Brasil e suas campanhas por aqui, por favor visite o site seashepherd.org.br. 

Sobre a Animal Planet

A Animal Planet é uma das maiores marcas da empresa de mídia Discovery. Com acesso a 360 milhões de casas em mais de 205 países e territórios, é dedicada a criar conteúdo de alta qualidade com apelo global que reflete sua missão de preservar a curiosidade e encantamento com os animais que temos desde crianças. A Animal Planet também é o canal que transmitiu a popular série premiada do Emmy® Whale Wars – Defensores das Baleias, que seguiu o capitão Watson e membros da Sea Shepherd em diversas ações de conservação a bordo de seus navios. Para mais informações, visite www.discoverybrasil.com/animal-planet.

contato: nathalie@seashepherd.org.br

BR (tel): +55 11 98242 4738 /    (WhatsApp) +1 619 518 17 18

Alerta ao lixo invisível: Sea Shepherd coleta 100 kg de lixo em Itacaré após limpeza intensa de Carnaval.

ITACARÉ, BA – Na manhã de sábado 22 de Fevereiro, um grupo de voluntários da ONG de conservação marinha Sea Shepherd foram à Praia da Coroa de Itacaré – o epicentro das comemorações de Carnaval da cidade – para a realização da ação Ondas Limpas, projeto desta ONG para a limpeza de praias e conscientização do uso e descarte do lixo nas áreas costeiras de todo o Brasil.

Logo antes do início das atividades, lixeiros da Prefeitura de Itacaré finalizaram seus trabalhos com eficiência e deixaram uma praia aparentemente pristina. Os voluntários da Sea Shepherd utilizaram esta oportunidade para focar numa forma de lixo mais invisível – e mais perigosa para os oceanos: eles trabalharam na coleta minuciosa e detalhada de pequenos plásticos, bitucas, tampas de garrafas e pedaços de papel e isopor – lixo que é mais árduo e trabalhoso de ser encontrado e retirado. 

 

Doe para ajudar na Operação Ondas Limpas

Mesmo após a coleta da Prefeitura, os onze voluntários da Sea Shepherd encontraram por volta de 100 kg de resíduos no local – uma faixa de praia de por volta de 600 metros que diariamente é coberta pela maré. Em sua maioria, por volta de 70% da coleta, os resíduos eram feitos de material plástico e isopor, que tendem a ser tóxicos e têm um processo de decomposição de dezenas a milhares de anos. Não fosse pelo dedicado trabalho dos voluntários, este lixo seria carregado para o oceano, afetando seu ecossistema e vida marinha.

Nathalie Gil, coordenadora da ação, comenta: “É alarmante saber que esta realidade acontece todos os dias por toda a costa; não há como nenhum sistema de coleta lixo passar horas coletando estes resíduos invisíveis. O problema não está em como limpamos as praias mas em como as sujamos. Devemos ser conscientes do nosso lixo como um todo – quanto menores mais preocupante é o problema, já que estes resíduos não são coletados, são levados pelo mar e consumidos por microorganismos, corais e peixes, afetando toda a cadeia alimentar.”

A ação contou com a ajuda da Prefeitura de Itacaré para o descarte do lixo coletado, da ONG Recicla Itacaré para informação e divulgação da ação, e do Grupo dos Amigos da Praia (GAP) de Ilhéus na doação de suprimentos e divulgação.

Doe para ajudar nas Ações de Educação Ambiental

#OndasLimpas

Operação Ondas Limpas na Praia de Ipanema – RS

No dia 15 de fevereiro, o núcleo RS da Sea Shepherd Brasil realizou mais uma ação de limpeza na Praia de Ipanema, zona sul de Porto Alegre, como parte da Operação Ondas Limpas. A ação durou aproximadamente uma hora, contanto com a presença de três voluntários do núcleo, percorrendo um pequeno trecho da orla, onde costumam reunir-se pessoas para lazer.

Durante a ação, foram retirados apenas três quilos de resíduos, em sua grande maioria hastes de cotonetes, tampas de garrafas e pequenos pedaços de plástico e papel. Além disso, foram recolhidas 160 bitucas de cigarros, espalhadas pelos mais diversos pontos da orla, e duas giletes descartadas incorretamente.

Mesmo havendo uma pequena quantidade de resíduos na orla, foi possível observar no momento da limpeza, a enorme quantidade de lixo dentro da água. Este fato ocorre principalmente devido aos dias em que há o enchimento da maré, a qual leva para dentro do rio todos os resíduos deixados na areia.

Por fim, a ação se encerrou com uma pequena roda de conversa no Espaço Terra e Brisa, sobre a importância do correto descarte do lixo e os danos que isso pode causar em todo um ecossistema e também para a própria população, relacionando com os fragmentos de gilete que foram encontrados.

Doe para ajudar na Operação Ondas Limpas

Doe para ajudar nas Ações de Educação Ambiental

Operação Ondas Limpas no Paraná

No último sábado (01/02) foi realizada a primeira limpeza de praia de 2020 do núcleo Paraná, como parte da Operação #OndasLimpas da Sea Shepherd Brasil.

A ação, que ocorreu no Balneário Brejatuba no município de Guaratuba, teve duração de 3 horas e contou com a presença de 9 voluntários. Diferentemente das últimas limpezas realizadas pelo núcleo, a quantidade de lixo encontrada na praia foi surpreendentemente baixa. Isso se deve provavelmente ao fato de estar havendo recolhimento do lixo das praias pela prefeitura do município por um período de alta temporada de veraneio.

Foi recolhido da praia um total de 10 kg de resíduos, sendo majoritariamente de microlixo – tipo de resíduos de pequenas dimensões indetectável pelos meios de recolhimento de lixo convencional e formado a partir da degradação de resíduos maiores. Após o recolhimentos dos resíduos, os mesmos passaram por uma triagem.

O que surpreendeu foi o número de bitucas de cigarro encontrada em apenas um balneário e para a proporção de lixo que foi recolhida nesta ação. Foi retirado da areia e da restinga um total de 1101 bitucas, o que reforça a necessidade de serem feitas ações que busquem a conscientização da população a respeito do descarte adequado do lixo, até mesmo destes de pequenas dimensões.

Doe para ajudar na Operação Ondas Limpas

Doe para ajudar nas Ações de Educação Ambiental

#SeaShepherd #OndasLimpas #LixoZero #ConsumoConsciente #MudeSeusHábitos #BitucaNãoéSemente

Operação Ondas Limpas – Mar e Praia em Ilhabela SP

A Praia das Pedras Miúdas recebeu mais um dia de mutirão de limpeza com voluntários e iniciativas locais em defesa dos oceanos no combate do lixo marinho.

O domingo foi de recolher bitucas de cigarro, embalagens de alimentos e latas de bebidas da praia, do costão rochoso, e no mar teve standup e mergulho livre no berçário marinho da Ilha das Cabras. O final de tarde foi propício para conversar sobre o assunto com os banhistas, além da interação com os participantes através de música, mesa de frutas e água para a hidratação, oferecidos pela @Route Brasil que promoveu a ação.

Os detritos coletados foram

1 pneu
1 fio de telefone
1 guarda sol
3 chinelos de borracha
Quase 20 quilos de rejeito, plástico, metal, isopor e tecido.
12,5 kg de plástico
1,35 kg de metal
3,89 kg de rejeito
1,45 kg de isopor
0,560 gramas de tecido

Depende de nós que caminho queremos seguir. Mude seus hábitos! Devemos consumir menos plástico e descartar as pontas de cigarro nos cinzeiros das praias. Lugar de lixo é no lixo.

Doe para ajudar na Operação Ondas Limpas

Doe para ajudar nas Ações de Educação Ambiental

#SeaShepherd #Ilhabela #OndasLimpas #LixoZero #ConsumoConsciente #MudeSeusHábitos #BitucaNãoéSemente

@RouteBrasil

#Recusar #Reduzir #Reusar #Reciclar