Notícias

Notícia de seis golfinhos embarcados em Taiji

Golfinhos transferidos via Japan Airlines pelo aeroporto de Heathrow a caminho de parque marinho desconhecido

Comprador levado de esquife para visitar os golfinhos no cativeiro. Foto: Sea Shepherd

Desde as notícias de 9 de outubro da compra e embarque de seis golfinhos pegos na Enseada de Taiji, a Sea Shepherd Conservation Society tem recebido relatórios não confirmados do paradeiro de seis golfinhos-nariz-de-garrafa levados da enseada e colocados em containers de transporte aéreo para traslado.

A Sea Shepherd descobriu, através de fontes em terra hoje, que seis golfinhos chegaram ao aeroporto de Heathrow pela Japan Airlines no voo JL401 de Tóquio. Embora nem a Japan Airlines, nem o aeroporto de Heathrow em Londres confirmem se os golfinhos chegaram, o Departamento de Meio Ambiente, Alimentos e Assuntos Rurais do Reino Unido confirma que receberam a papelada para liberar a entrada dos golfinhos. Os animais partiram das águas do cercado da união de pescadores de Taiji, dentro do porto de Taiji, aproximadamente às 6 da manhã, hora do Japão, em 9 de outubro, depois de um processo de embarque que levou quatro horas estressantes.

Um Guardião da Enseada observador estava no mesmo voo que o comprador e notou que a bagabem do comprador tinha a logomarca de Marineland Mallorca (um parque Aspro). Por acaso, ele o viu novamente na Enseada no dia seguinte, trabalhando com os golfinhos e preparando-os para o transporte junto com os treinadores. Ele também estava gerenciando o local e filmando o processo de embarque com os matadores da união de pescadores. Fontes em terra identificaram o homem como sendo um possível ex-funcionário de Marineland Mallorca. Essas fontes têm razão para acreditar que ele possa ter adquirido os golfinhos em nome de um zoológico de Lisboa, ou de um parque marinho dos Emirados Árabes Unidos, para onde podem estar sendo levados. Em relação às novas informações obtidas, parece que os golfinhos não estão sendo levados aos parques marinhos da Aspro International, na Europa, conforme havia sido informado antes. A informação recebida estava errada, pois esse comprador não estaria comprando para a Aspro, de modo que a Sea Shepherd retira esta informação.

“Seis golfinhos-nariz-de-garrafa foram roubados de suas famílias e de tudo que lhes é natural e foram embarcados em tanques de transporte para voarem ao redor do mundo”, disse Melissa Sehgal, líder dos Guardiães da Enseada. “Já fazem mais de dois dias e os golfinhos ainda não chegaram ao seu destino final. O que isso mostra sobre o fato desses animais terem que sofrer para uso como entretenimento humano? Quando alguém compra uma entrada para um show de golfinhos ou um programa de nadar com golfinhos, essa pessoa participa do seu sofrimento imenso”, completou.

O comprador os adquiriu e, na segunda-feira pela manhã, transferiu seis golfinhos-nariz-de-garrafa capturados na natureza há seis semanas na infame Enseada da Morte de Taiji. Visto aqui e ali desde sábado na união de pescadores de Taiji, pescadores que conduzem as caçadas a golfinhos e baleias-piloto, o comprador passou horas trabalhando com os golfinhos e os treinadores locais para prepará-los para o transporte. Esses golfinhos-nariz-de-garrafa foram adquiridos do Museu de Baleias de Taiji, que pega golfinhos capturados na natureza da enseada e vende-os por centenas de milhares de dólares cada para viverem vidas vazias e solitárias em cativeiro.

Comprador e treinador local nos cercados de golfinhos cativos. Foto: Sea Shepherd

Taiji é o local inicial do comércio internacional lucrativo de golfinhos vivos. Esses seres altamente sociais e inteligentes são roubados de suas famílias na natureza e forçados a uma existência solitária de confinamento, onde precisam realizar truques para comer. Na maioria dos casos, o restante do grupo capturado é morto e sua carne consumida. Como parte de um acordo entre a união de pescadores e a Associação Mundial de Zoos e Aquários, os seis golfinhos adquiridos não eram parte de uma caçada na qual outros golfinhos fossem mortos, como ocorre geralmente. Entretando, uma das caçadas, na qual os golfinhos não escolhidos para venda foram levados de volta ao mar, um dos golfinhos sucumbiu ao estresse, ou foi ferido no processo de soltura e, posteriormente, foi encontrado flutuando morto ao largo da enseada. Os Guardiães da Enseada acreditam que seu corpo possa ter sido levado para o matadouro e vendido como carne.

O massacre brutal de golfinhos que ocorre em Taiji é uma matança mundialmente conhecida, que ganhou fama pelo documentário vencedor de Oscar “The Cove – A Enseada” (2009). Os Guardiães da Enseada são sentinelas da Sea Shepherd que testemunham e documentam as matanças terríveis dos golfinhos que ocorrem anualmente na pequena vila de pescadores. São voluntários de todo o mundo que trabalham incansavelmente em terra, em Taiji, para evidenciar as atrocidades cometidas contra essas criaturas amáveis, cativantes e sociais, com o objetivo de por um fim ao massacre.
________________________________________
O que VOCÊ pode fazer pelos golfinhos:

• Telefone, envie um fax, ou mande um email para a Japan Airlines e, com firmeza e cortesia, diga que você exige que eles parem de transportar golfinhos capturados na enseada de Taiji.

Japan Airlines Corporate Office
número gratuito: 0120-25-8600 das 9:00 às 17:00 diariamente
Usando um telefone celular (cobrado): 0570-025-519
Fazendo chamada internacional. (cobrado): Tóquio 03-5460-3715

• Escreva para:

JAPAN AIRLINES Customer Support
NRE Tennozu Building 2-4-11 Higashi shinagawa Shinagawa-ku,
Tóquio 140-8790 Japão

• Envie comentários online:
Role a página até o link ‘your comment to JAL

• Observe golfinhos que estejam a caminho de um parque marítimo na sua região. A primeira pessoa a identificar de modo preciso e a localizar o paradeiro destes golfinhos, receberá uma camiseta dos Guardiães da Enseada. Procure nossa postagem na página do Facebook de Sea Shepherd Cove Guardians para maiores informações.

Comprador e treinador local observam os golfinhos “fazendo truques” em troca de peixe morto. Foto: Sea Shepherd

Comprador e treinador local. Foto: Sea Shepherd

Comprador (de jaqueta vermelha) filma golfinho que chora ao ser erguido por guindaste para o caminhão de transferência a caminho do aeroporto. Foto: Sea Shepherd

Golfinho aterrorizado chora ao ser erguido por guindaste para caminhão de transferência Foto: Sea Shepherd

Traduzido por Carlinhos Puig, voluntário do Instituto Sea Shepherd Brasil

Back to list

Related Posts