Editorial

A Semana do Peixe e o Ministério do Apocalipse

A pesca com bomba e suas vítimas

A pesca com bomba e suas vítimas

Ao comer um camarãozinho, aquele bacalhau, ou um sanduíche de cação os brasileiros estão consumindo animais ameaçados de extinção. De acordo com dados do governo federal, 80% da vida marinha explorada pelo setor pesqueiro sofrem com a sobre pesca ou estão ameaçados. Apesar disso, somente 0,4% dos mares brasileiros são protegidos em unidades de conservação federais e um número menor ainda tem alguma fiscalização diária.

O novo Ministério do Apocalipse instaurado recentemente pelo nosso presidente “Lula Metralha” lançou nacionalmente a “Semana do Peixe”, que incentiva o consumo de peixe e por seqüela práticas de pesca predatória.

Lembrei-me então de um pedido de socorro que recebi através de nosso site de um cidadão e morador de Santa Vitória do Palmar. Replico abaixo sua mensagem:

“Dúvidas e Sugestões: Amigos: O ambiente marinho tem sofrido uma agressão sem igual, na extensão oceânica localizada entre os balneários do Cassino e Barra do Chuí, no extremo sul do Brasil. Ocorre que dezena de barcos vem fazendo sistematicamente pesca de arrastão e com explosivos a poucos metros da orla. Botos, golfinhos, tartarugas e outros animais marinhos, alguns mortos a tiros, vem dar à praia, provas do crime, e vítimas indefesas da ganância humana e da ineficiência e indiferença dos órgãos fiscalizadores. Já fiz denúncia ao IBAMA, Marinha e individual a todos os deputados federais, tendo apenas recebido do IBAMA uma comunicação de que minha denúncia havia sido protocolada e nada mais. Peço sua ajuda, para saber, o que, como e onde posso denunciar ou fazer levar à grande mídia, para tentar fazer as autoridades competentes a tomarem uma atitude. Aguardo sua resposta!!!

Eu respondi, assim como respondo a todos que nos procuram. Fazemos o possível dentro do possível – às vezes até parece impossível o que conseguimos fazer com os pouquíssimos recursos que temos a nossa disposição.

Em uma década de atividades contra a pesca predatória no Brasil o Instituto Sea Shepherd possui mais ações civis públicas contra a pesca predatória que o próprio Ministério Público Federal do nosso estado. Conseguimos a condenação de diversas empresas pela pesca de arrasto ilegal e levamos o problema até o Supremo Tribunal Judicial. Trabalhamos com na fiscalização junto a Patrulha Ambiental da Brigada Militar no Rio Grande do Sul e até capacitamos a marinha do Brasil e a Polícia Federal no Rio Grande do Norte.

A verdade é que o Ministério da Pesca esta colocando a carroça na frente dos bois ao tomar iniciativas como esta da Semana do Peixe. A verdade é que a ganância e cobiça de homens sem visão esta arruinando o que temos de mais precioso neste país. O resultado será a total destruição dos ecossistemas marinhos brasileiros para as presentes e futuras gerações.

O Instituto Sea Shepherd Brasil é totalmente contra a metodologia adotada pelo Ministério da Pesca e suas iniciativas de aumentar o consumo do pescado no país sem a mínima preocupação de como os animais foram abatidos e de que forma.

Comentário por Daniel Vairo, cofundador e diretor geral voluntário do Instituto Sea Shepherd Brasil.

Back to list

Related Posts