Home » Destaque, Notícias

Abrolhos recebe mais uma expedição do Instituto Sea Shepherd Brasil

9 setembro 2014

No período compreendido entre os dias 29 e 31 de agosto de 2014, o núcleo Rio de Janeiro do Instituto Sea Shepherd Brasil (ISSB) em parceria com a Apecatu Expedições, localizada na cidade de Caravelas (BA), realizaram mais uma expedição, o “VI WHALE WATCHING SEA SHEPHERD RJ EM ABROLHOS”.

Catamarã Zeus. Foto: Raphael Jordão

 A expedição iniciou-se na cidade de Caravelas, localizada no extremo sul da Bahia, porta de entrada para o Parque Nacional Marinho de Abrolhos. Caravelas é uma tranquila cidade colonial (das mais antigas do Brasil), com um pequeno centro histórico formado por sobrados e casas do início da colonização brasileira.

Na manhã do dia 29, a bordo dos catamarãs Zeus e Netuno, os participantes da aventura navegaram rumo ao Parque Nacional Marinho de Abrolhos, que está localizado a 36 milhas náuticas, ou 70 km aproximadamente. Abrolhos é formado por cinco ilhas vulcânicas e imensos recifes de corais, sendo a principal formação coralínea do Atlântico Sul e considerado um santuário de baleias, golfinhos, tartarugas marinhas e diversas aves marinhas.

Corais. Foto: Vera Leão

 Durante o trajeto até Abrolhos, todos puderam contemplar a beleza das baleias jubarte, animais muito dóceis, que estão espalhadas na região e nos brindam com saltos, esguichos, batidas de nadadeiras e cantorias. Baleias jubarte medem até 16 metros  e podem pesar 40 toneladas

Baleia Jubarte apresentando sua nadadeira caudal. Foto: Vera Leão

Baleia Jubarte saltando. Foto: Vera Leão

 Anualmente, no período dos meses de julho à novembro, o Parque Marinho torna-se um santuário para estas baleias, que migram da Antártica e se beneficiam das águas temperadas do arquipélago para se reproduzirem e amamentarem seus filhotes.

Ao chegarem em Abrolhos, os catamarãs foram recepcionados por Erley Cruz, monitor ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão federal que faz a gestão do parque. Erley explicou a história do arquipélago e informou os procedimentos necessários para a preservação dos ambientes naturais.

Atobá marrom e seu filhote. Foto; Vera Leão

Casal de Grazinas. Foto: Raphael Jordão

 Em seguida, todos visitaram a Ilha Siriba, onde o desembarque é permitido e encontraram diversos atobás com seus filhotes e também a bela grazina, com sua longa cauda e o bico vermelho. Após o almoço, os grupos se dividiram entre os que desejavam ver o espetáculo das baleias e os que desejam mergulhar nas águas cristalinas.

 No dia seguinte ao final da tarde após mais incríveis mergulhos e avistagens de baleias, os participantes tiveram a oportunidade de desembarcar na Ilha de Santa Bárbara para visitar o farol e conhecer o trabalho desenvolvido pela Marinha do Brasil. Ao amanhecer do dia 31, os mergulhadores a bordo do catamarã Zeus, fizeram um sensacional mergulho nos chapeirões da Ilha Sueste, enquanto o catamarã Netuno foi “baleiar”. No início da tarde, após um final de semana os participantes retornaram á Caravelas.

Ilha de Santa Bárbara, portinho norte. Foto:Raphael Jordão

Ilha de Santa Bárbara, farol. Foto:Raphael Jordão

Abrolhos foi o primeiro Parque Nacional Marinho do Brasil, fundado em 1983, e possui a maior biodiversidade do Atlântico Sul. É composto de cinco ilhas: Santa Bárbara, Siriba, Redonda, Sueste e Guarita, e o único lugar no mundo onde são encontradas as formações coralíneas chamadas de “Chapeirões”. Teve criado o seu Plano de Manejo em 1991 e no dia 21 de dezembro de 2012, foi criada a Portaria 138, que estabelece normas e procedimentos para o credenciamento e a autorização de uso para exercício da atividade comercial de visitação embarcada no ParNaM, podendo incluir a realização de atividades de mergulho livre e autônomo, observação de fauna e flora e caminhada monitorada em trilha.

Cardume de Frades. Foto: Vera Leão

Confraternização subaquática. Foto. Raphael Jordão

Nossos agradecimentos à equipe da Apecatu Expedições pelo atendimento impecável, em mais uma expedição de sucesso.

Muito obrigado !

Participantes da expedição. Foto. Sarah Kaufmann

 

All Contents Copyright © 2017 Sea Shepherd Conservation Society.

produzido por GPS Digital
EnglishFrançaisDeutschPortuguêsEspañol