Destaque, Notícias

Pós-Operação: Golfo Toxico 2014

Tradução: Igor Ramos, voluntário ISSB

Apesar de a operação Toxic Gulf 2014 estar chegando ao fim e de o R/V Odyssey ter retornado ao porto, o trabalho para defender o frágil ecossistema e recuperar o Golfo do México apenas começou.

Plataforma de Petróleo similar a que vazou óleo em 2010. Foto Sea Shepherd

Nesse verão, a Sea Shepherd Conservation Society se juntou à Ocean Alliance pelo segundo ano consecutivo para pesquisar os impactos ambientais causados no Golfo após o derramamento de petróleo em 2010 e o impacto dos mesmos nas longas cadeias alimentares. A Ocean Alliance passou 5 anos pesquisando o ecossistema marinho do Golfo e estudando muitas espécies que chamam aquele local de casa.  A Sea Shepherd teve o prazer de ajudar na continuidade do projeto pelos dois últimos anos.

Amostrar de pele foram retiradas para analise de presença de materiais tóxicos. Foto Sea Shepherd

As descobertas não serão utilizadas apenas para avaliar e quantificar os impactos causados no Golfo como também serão utilizados para recupera-lo.

Durante a pesquisa na Operação Toxic Gulf 2014, as baleias foram as primeiras a serem estudadas, pois ela são o ápice da cadeia alimentar e estudar elas significa estudar de forma indireta todo o resto da cadeia. Os estudos envolveram biópsias, em cuja pele retirada servirá de amostra para identificar a presença de toxinas nas baleias. Um total de 63 biópsias foram realizadas.

Esse teste não machuca as baleias – e ele não apenas ajuda a determinar o quão saudáveis as baleias e outros animais estão, como também mostra que pesquisa não letal é possível nas baleias.

Conforme eles se aventuraram pelo Golfo, a Sea Shepherd e a Ocean Alliance foram recebidas por diversas espécies pelas quais foram lá defender e pesquisar. Eles tiveram sorte o suficiente para avistar uma “baleia branca” ou Orca Branca, cuja população é estimada em 30 exemplares em todo o Golfo.

Um total de 7 tripulantes embarcaram no RV Odyssey na viagem final da Operação Toxic Gulf 2014, mas muitos voluntários se mobilizaram com essa ação.

A Sea Shepherd gostaria de agradecer a todos que nos apoiaram em terra e providenciaram suporte ou se uniram a nós. A tripulação contou também com muitas doações da população local além de ter recebido muito suprimentos, além das doações online.

Obrigado a todos que apoiaram essa campanha tão importante!

E, é claro, obrigado a Ocean Alliance pelos esforços feitos por e para esse ecossistema ao lado da Sea Shepherd.

Baleias foram o foco da pesquisa no Golfo. Foto: Sea Shepherd

Para ler mais sobre a campanha Toxic Gulf 2014, assim como visualizar fotos e vídeos da campanha, acesse nosso site: http://www.seashepherd.org/toxic-gulf/

 

Back to list

Related Posts