Home » Notícias

Sea Shepherd Austrália bloqueia as operações ilegais da indústria baleeira japonesa

16 fevereiro 2013

As operações de pesca ilegal por parte da frota baleeira japonesa foram bloqueadas às 08:00 (horário australiano) de ontem. O Steve Irwin juntou-se ao Bob Barker, bloqueando o navio fábrica baleeiro Nisshin Maru. Os navios perseguiram a frota baleeira ilegal e interceptaram o Nisshin Maru às 10:00 horas (horário australiano) de ontem.

Os dois navios da Sea Shepherd, registrados na Holanda, seguiram o navio fábrica até o fim da Terra e voltaram. O Steve Irwin e o Bob Barker perseguiram o Nisshin Maru ao sul no Mar de Cooperação, até que chegaram na plataforma de gelo Amery, momento em que o Nisshin Maru mudou o curso e dirigiu-se ao norte. O Bob Barker e o Steve Irwin estão mantendo uma distância segura do Nisshin Maru e pretendem seguir o navio-fábrica pelo tempo que durar a temporada de caça às baleias.

Os arpoadores Yushin Maru 2 e Yushin Maru 3 estão nas proximidades, mas não estão caçando baleias. Todos os cinco navios estão no mar de Cooperação. Esta posição é perto da costa da Antártida, no Território Antártico Australiano, e está diretamente ao sul da Índia.

A temperatura é de nove graus centígrados negativos, o mar em torno dos navios está preenchido com inúmeros icebergs e os ventos estão aumentando. Apesar do frio, as equipes estão de bom humor. Já estamos no mar à bordo do Steve Irwin por 103 dias desde a partida em Melbourne, na Austrália, no dia 05 de novembro de 2012.

O Co-Líder da Campanha, Senador Bob Brown, disse: “Em setembro de 2007, o governo australiano declarou que teria a coragem de enfrentar os baleeiros. Bem, já fazem mais de 5 anos e se não fosse a Sea Shepherd, mais de quatro mil baleias teriam perdido suas vidas como resultado desses caçadores cruéis e bárbaros. A Sea Shepherd está fazendo o trabalho que o povo australiano quer que seja feito, eles não querem ver as baleias na Austrália sendo massacradas por estes caçadores baleeiros do Japão”.

O Sam Simon, navio registrado australiano, está a cerca de 300 quilômetros a leste do Bob Barker e do Steve Irwin, bloqueando o Sun Laurel, navio de abastecimento da frota baleeira, que está transportando óleo combustível pesado (HFO). Este ato em si, bem como o ato de abastecer outro navio em alto-mar, seria considerado ilegal de acordo com a MARPOL (Convenção Internacional para a Prevenção da Poluição por Navios), Anexo 1, Regulamento 43, incluindo o capítulo 9 especial, que proíbe o uso e transporte de HFOs na área, com a exceção de navios envolvidos em garantir a segurança dos navios ou em uma operação de busca e salvamento. O Capitão do Sam Simon, o australiano Luis Manuel Pinho, informou ao Diretor Australiano da Sea Shepherd, Jeff Hansen, da incursão do Sun Laurel na área abaixo de 60° ao sul, que oficialmente comunicou a posição do navio petroleiro para o Autoridade Marítima de Segurança Australiana (AMSA).

“Eu acredito que a Antártida é um dos lugares mais bonitos da Terra, um lugar que dá um sabor de ser um dos últimos lugares selvagens em nosso planeta”, diz Hansen. “Isso é motivo de alimentação das baleias no verão, é um estabelecido santuário de baleias e é ilegal matar baleias nos termos da lei federal australiana. No entanto, aqui nós vimos estes caçadores do Japão arpoando uma baleia Minke adulta, na cara dos australianos, e em águas da Austrália”.

A tripulação do Bob Barker ficou horrorizada ao ver o Yushin Maru 2 arpoar ilegalmente uma baleia em uma posição de 68° 02′ Sul, 75° 44′ Leste, às 17:53 no dia 15 de fevereiro, dentro do Território Antártico Australiano.

Desde o dia 29 de janeiro, a frota da Sea Shepherd tem perseguido a frota baleeira japonesa por cerca de 2.500 milhas para o oeste do Mar de Ross.

O Yushin Maru 1 está a centenas de quilômetros ao leste da nossa posição, e com pouco combustível.

Veja o vídeo do Bob Barker bloqueando a transferência da baleia Minke morta pelos baleeiros:

Imagem de Amostra do You Tube

Traduzido por Raquel Soldera, voluntária do Instituto Sea Shepherd Brasil

All Contents Copyright © 2017 Sea Shepherd Conservation Society.

produzido por GPS Digital
EnglishFrançaisDeutschPortuguêsEspañol