Notícias

Núcleo SP participa do I Fórum de Tecnologias Limpas, Oportunidades de Negócios e Geração de Empregos

Por Claudia Heloisa Hallage, voluntária de Comunicação do Instituto Sea Shepherd Brasil, Núcleo SP

No último sábado, 16/02, o Núcleo SP do Instituto Sea Shepherd Brasil participou do I Fórum de Tecnologias Limpas, Empregos e Oportunidades de Negócios, organizado pelo MOAI (Movimento Ambientalista Inter-regional) e pela Ocean Defenders, na Estância Balneárea de Peruíbe, litoral sul de São Paulo.

O evento reuniu empresas e ONGs sob o mesmo foco da preservação ambiental e as possibilidades econômicas de crescimento sustentável.

Núcleo SP durante evento

Nossa palestra sobre a importância de preservação da vida marinha e as possibilidades de negócios voltados para o turismo sustentável fez parte da importante discussão que tivemos.

Peruíbe e São Vicente são as duas cidades do Litoral Sul de São Paulo que assinaram o compromisso de desenvolvimento econômico sustentável.

Com acesso à unidade de conservação Estação Ecológica da Juréia-Itatins e com grande área verde ainda preservada, a cidade de Peruíbe encontra atualmente possibilidades de desenvolvimento sustentável e alguns obstáculos para a preservação ambiental, como a situação dos aterros sanitários na possibilidade iminente do transbordo e a intenção de grandes capitais na construção de um porto na cidade o que causaria enorme impacto ambiental e econômico, entre outros pequenos problemas.

Reserva ecológica. Foto: ISSB/ Núcleo SP

Durante o Fórum foram apresentados problemas e soluções para o poder público e a população. Descobrimos, por exemplo, que mais da metade dos presentes não sabia que cação é tubarão! O que foi possível perceber dos poucos participantes foi a enorme vontade de fazer acontecer, por isso estaremos presentes nesta sexta, 22/02, no mesmo evento que será realizado na cidade de São Vicente.

Núcleo SP durante evento

Após o Fórum, fomos conhecer o bairro do Guaraú, e avistamos a estação Ecológica da Juréia-Itatins, paraíso com área de 79 hectares na faixa litorânea do estado de São Paulo seriamente ameaçada pela construção do porto, e que o Instituto Sea Shepherd Brasil vai fazer de tudo para impedir, como no caso da Operação Biguasujo Não.

Praia da Juréia. Foto: ISSB/ Núcleo SP

Back to list

Related Posts