Notícias

IMATA deve incluir assassinos de Taiji em sua lista negra

A Associação de Treinadores de Animal Marinhos (IMATA, em inglês) divulgou na sua página do Facebook que se opõe à pesca de news_101111_1_02_dead_dolphinsanimais realizada pelos japoneses, e que “condena a matança desumana de golfinhos e outros cetáceos nas pescas japonesas”.

Keisuke Futura, do Parque Aquático Suma, estará participando da Conferência da IMATA em Boston, em 05 de dezembro. O Parque Aquático Suma recebeu golfinhos diretamente de Taiji em 03 de outubro deste ano.

Esta declaração da IMATA não tem credibilidade alguma, a menos que a sua “lista negra” inclua todos os funcionários e treinadores dos aquários e parques temáticos que tenham comprado ou que pretendam comprar golfinhos de Taiji.

Se Keisuke Futara está autorizado a participar da conferência da IMATA em dezembro, é um sinal claro de que a IMATA apoia o massacre de golfinhos em Taiji. Palavras sem ação são inúteis.

news_101111_1_01_IMATA_must_blacklist_Taiji_dolphin_killersOs treinadores de golfinhos que se dedicam à tortura e matança de golfinhos são o problema. Se eles pararem de comprar os golfinhos de Taiji, o massacre vai acabar.

Qualquer membro da IMATA que participa desta conferência, juntamente com estes treinadores desprezíveis de locais como o Parque Aquático Suma, é cúmplice no assassinato dos golfinhos.

Os ativistas precisam protestar nesta conferência em Boston. Ativistas de todo o mundo precisam deixar a IMATA saber que um comunicado à imprensa não exime a sua culpa. Eles continuam sendo culpados por se associarem com os instrutores sádicos que participam do show de horrores em Taiji.

Traduzido por Raquel Soldera, voluntária do ISSB

Back to list

Related Posts