Notícias

Navegando na tempestade em busca de um coração negro solar

Sábado, 15 de janeiro de 2011.

É o décimo sétimo dia desde que encontramos a frota baleeira japonesa, está um pouquinho incômodo hoje depois que o navio de suprimentos Sun Laurel decidiu nos levar a uma tempestade, numa tentativa de tirar o Bob Barker e o Steve Irwin de sua popa.

O navio de abastecimento Sun Laurel

O navio de abastecimento Sun Laurel

Estamos agora há mais de 300 quilômetros ao norte da Zona de Fronteira do Tratado da Antártica e do Santuário de Baleias do Oceano Austral, e o Sun Laurel vaga para norte e leste, esperando para descarregar sua carga de combustível pesado no Nisshin Maru para uso do mesmo e das embarcações arpoadoras. 

É incompreensível que o capitão coreano acredite que ele pode nos perder em uma tempestade. O Bob Barker e o Steve Irwin são embarcações muito superiores a este navio, e o balanço do navio de abastecimento é desconfortável para a tripulação, muito mais desconfortável do que para a nossa tripulação.

Atrás dos dois navios da Sea Shepherd avistamos o Yushin Maru 1 e Yushin Maru 2. Ambos estão há mais de um dia da área de caça às baleias, e se eles não estão na área de caça, eles não estão matando baleias.

O Gojira continua à procura do Nisshin Maru e do Yushin Maru 3. O Capitão Paul Watson decidiu que a tática mais eficaz que pode ser implementada é cortar os suprimentos do Nisshin Maru. O Bob Barker e o Steve Irwin serão capazes de prosseguir o Sun Laurel mais do que o Nisshin Maru pode sobreviver sem combustível.

O Nisshin Maru tem agora quatro opções: (1) encerrar a caça e retornar para o Japão, (2) tentar reabastecer com o Sun Laurel, (3) ir para um porto distante para abastecer, ou (4) encontrar outro navio em algum lugar para reabastecê-los, e espero que eles não sejam descobertos antes de fazer isso.

A opção dois vai colocá-los em um confronto direto com os navios da Sea Shepherd. As opções três e quatro vão lhes custar semanas.

Ontem, a tripulação do Steve Irwin foi acompanhada por um grande número de baleias-piloto.

As tripulações do Bob Barker e do Steve Irwin estão em alto astral com a continuação dessa perseguição.

Traduzido por Raquel Soldera, voluntária do ISSB

Back to list

Related Posts