Home » Editorial

Os baleeiros foram parados!

17 fevereiro 2011

Quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011.
 
Comentário pelo Capitão Paul Watson

Os três capitães da Operação Sem Conciliação da Sea Shepherd (Foto: Sam Sielen)

Os três capitães da Operação Sem Conciliação da Sea Shepherd (Foto: Sam Sielen)

É um blefe ou é real?

A Agência de Pesca Japonesa está dizendo que a caça às baleias foi suspensa devido à intervenção da Sea Shepherd Conservation Society.

Eu acho que é prematuro ver isso como uma vitória para as baleias, ainda. Não houve nenhuma menção de quanto tempo a suspensão vai durar. Pode ser permanente, por esta temporada apenas, ou pode ser por semanas, ou mesmo dias.

O que sabemos é que os baleeiros não matarão qualquer baleia nas próximas semanas. Não por causa da suspensão, mas porque é fisicamente impossível para eles fazerem isso. Esta não é uma suspensão voluntária. As intervenções da Sea Shepherd forçaram o encerramento de suas atividades ilegais de caça furtiva.

O navio-fábrica japonês Nisshin Maru está agora há 2.000 milhas a leste da área de caça às baleias. Está sendo seguido pelo Capitão Alex Cornelissen e sua equipe, a bordo do Bob Barker. Parece que eles estão indo para a Passagem de Drake, passando o Cabo Horn, abaixo do Chile e da Argentina, e ao sul do Oceano Atlântico. Se eles fizerem isso, eles então muito provavelmente vão continuar a leste em todo o continente da Antártida, até a fronteira ocidental da sua área de caça, há algumas 2.500 milhas a leste, abaixo da África do Sul.

O Yushin Maru 3 está tendo problemas mecânicos e deixou o Nisshin Maru, há dois dias, para voltar para o Ocidente. O Yushin Maru 1 e o Yushin Maru 2 provavelmente ainda estão no Mar de Ross. As três embarcações arpoadoras são inúteis sem o navio-fábrica Nisshin Maru.

O continente da Antártica é como uma grande mesa redonda, com o Nisshin Maru e o Bob Barker circulando no sentido oeste para leste. Se esta é sua intenção, vou enviar o Steve Irwin e o Gojira a oeste, em sentido anti-horário, para encontrá-los, já que eles vêm em torno do oeste. Estou assumindo que os navios arpoadores também estão indo para o oeste, para se encontrarem com sua nave-mãe. Com cinco navios dirigindo para oeste e dois navios em direção a leste, ambas as frotas provavelmente se encontrarão em algum lugar abaixo da África do Sul.

A menos, claro, que toda a frota baleeira japonesa decida voltar para casa dentro dos próximos dias.

Os navios da Sea Shepherd não vão deixar o Oceano Antártico, até os baleeiros desistirem e voltarem para o Japão.

O Nisshin Maru está atualmente nas águas territoriais do Chile, e o governo chileno, a mídia e as pessoas estão observando de perto. É ilegal transportar carne de baleia através das águas territoriais chilenas. A Sea Shepherd tem estado em contato com a Marinha Chilena a fim de mantê-los atualizados sobre a posição do navio-fábrica japonês.

Este tem sido um início de campanha muito bem sucedido, com a localização da frota japonesa em 31 de dezembro, antes que eles tivessem matado uma única baleia, mantendo dois de seus três navios arpoadores ocupados durante mais de um mês, e mantendo o navio-fábrica e o terceiro navio arpoador correndo. Tivemos vários enfrentamentos com o Nisshin Maru e seu trio de arpoadores assassinos. O Yushin Maru 3 parece ter sofrido algum dano mecânico.

A tripulação de 88 voluntários de 23 nações diferentes, nos três navios da Sea Shepherd, conseguiu deixar a frota baleeira japonesa de joelhos. Precisamos mantê-los assim.

Cada dia que eles são impedidos de matar uma única baleia é uma vitória.

Uma baleia no Oceano Antártico (Foto: Gary Stokes)
Uma baleia no Oceano Antártico (Foto: Gary Stokes)

Todos os esforços de nossas equipes, voluntários em terra e os nossos filiados está valendo a pena. Nós demonstramos que um pequeno grupo de voluntários dedicados pode fazer uma diferença significativa. Estou confiante que vamos restaurar a integridade de santuário para o Santuário de Baleias do Oceano Antártico, e que vamos tirar permanentemente esses caçadores e açougueiros do Oceano Antártico.

A Operação Sem Conciliação, nossa sétima viagem para defender as baleias do Oceano Antártico, tem sido um enorme sucesso. Muitas centenas de baleias serão deixadas vivas e livres para viver quando deixarmos as águas da antártida em março.

 

 

Traduzido por Raquel Soldera, voluntária do ISSB.

All Contents Copyright © 2017 Sea Shepherd Conservation Society.

produzido por GPS Digital
EnglishFrançaisDeutschPortuguêsEspañol