ISSB realiza o curso: “Ações para salvar animais marinhos em derrames de petróleo” em São José/SC

Pela primeira vez a Cidade de São José, Santa Catarina, o Instituto Sea Shepherd Brasil recebeu o curso de “Ações para Salvar Animais Marinhos em Derrames de Petróleo”, sob orientação do Diretor Geral e Biólogo, Wendell Estol.

O curso foi realizado nos dias 14 e 15 de Março, na nova embaixada da Sea Shepherd no Estado, a Clínica Veterinária Dr. Braun. Destaque também para o coffee break, que contou apenas com alimentos veganos, livres de derivados de animais.

Foto: ISSB SC

 

Coffee break vegano. Foto: ISSB SC

Em busca desta capacitação, vieram pessoas do Nordeste do Brasil, Rio de Janeiro e interior do Estado de Santa Catarina. Todas com um objetivo em comum, que é a proteção da vida marinha.

Simulação de resgate de cetáceos. Foto: ISSB SC

Foto: ISSB SC

“É muito importante que as pessoas estejam capacitadas para situações onde há necessidade de resgate de fauna marinha, principalmente com a crescente exploração de petróleo no Brasil. Hoje estamos preparados com equipes capacitadas para entrar em ação, caso haja alguma situação que precise aqui no Estado”. Comenta Hugo Malagoli, Diretor Voluntário de SC.

Agradecimentos especiais a quem participou e contribuiu para realização de deste curso.

Foto: ISSB SC

Ação de limpeza do fundo do mar – Pesca fantasma

A Embaixada Sea Shepherd Brasil e a Operadora de Mergulho Colonial Diver em Ilhabela/SP promoveram nos dias 04 a 06/03/2015 a operação de limpeza do fundo do mar com o compromisso de retirar petrechos de pesca fantasma, como linhas, anzóis e redes em locais de muita vida marinha e acesso de pessoas. A ação percorreu os píeres das praias Praia Grande e Praia do Portinho. Na Praia das Pedras Miúdas a ação foi realizada com auxílio de bote inflável motorizado.

Área aproximada de cobertura foi de 1.300 m2.

Praia Grande. Foto ISSB SP

Praia das Pedras Miúdas. Foto: ISSB SP

Praia do Portinho. Foto: ISSB SP

Foto: ISSB SP

Os voluntários, sendo 04 mergulhadores e 02 voluntários em terra e bote, dedicaram-se aos trabalhos com muita satisfação e profissionalismo. Os mergulhadores estavam munidos de equipamentos SCUBA e sacos drenantes e ainda contavam com uma tenda de apoio com material para a coleta e seleção dos animais, dos petrechos de pesca e lixo urbano. Os animais marinhos salvos que se encontravam instalados no lixo (latas e restos de material de construção) foram catalogados, quantificados e devolvidos ao mar. Já o lixo urbano (encontrado na maior parte na operação) como sacos plásticos, plásticos rígidos diversos, borracha, latas e metal, foram descartados na coleta seletiva do município através do Centro de Triagem Municipal.

Praia Grande. Foto: ISSB SP

Praia Grande. Foto: ISSB SP

Na Praia do Portinho onde foi encontrada muita linha de pesca.. Foto: ISSB SP

Dentre os animais salvos estão:

Polvo juvenil. Foto: ISSB SP

Ouriço-roxo juvenil (espécie ameaçada). Foto: ISSB SP

Caranguejos de 5 espécies diferentes. Foto: ISSB SP

Cavalo-marinho em recife com linha de pesca. Foto: ISSB SP

A proposta de limpeza do fundo do mar em Ilhabela foi considerada importante pois a cidade com sua vocação turística, recebe nestas praias muitos banhistas, mergulhadores e pescadores artesanais num ambiente rico em vida marinha e sujo de petrechos perigosos de pesca. Os animais que ali habitam, muitos deles em fase juvenil, sofrem e morrem nas redes fantasmas e em linhas de pesca, principalmente as tartarugas e os peixes.

A ação foi considerada um sucesso e todos que participaram garantiram que atingisse seu objetivo apesar das adversidades encontradas ao longo do processo. Com a experiência desta operação foi possível entender que é necessário o envolvimento de mais voluntários e apoiadores para maiores resultados. Mas o trabalho não termina por aqui, pois além do ISSB cuidar do mar e de suas espécies marinhas, realiza a educação ambiental que é o alicerce do conhecimento e proteção do ambiente marinho.

A vida marinha agradece.

Chamado do Mar: Uma parceria pela vida! Inauguração da embaixada oficial no Brasil do ISSB em São Paulo

Com o intuito de colaborar para a preservação do mundo subaquático e manutenção da vida no planeta Terra, a escola de mergulho Dive For Fun e o Instituto Sea Shepherd Brasil firmam parceria para trazer à cidade de São Paulo maior infra-estrutura e apoio aos ativistas, voluntários e mergulhadores preocupados com a preservação do meio ambiente. No domingo dia 01/03 foi realizado o evento “Chamado do Mar” na sede da Dive For Fun, localizada no bairro da Aclimação na capital paulista, para oficializar essa parceria.

Foto: ISSB/SP

Foto: ISSB/SP

O “Chamado do Mar” foi a oficialização da nova embaixada da entidade na cidade. É muito importante que exista uma embaixada com sede e ampla infra-estrutura para poder receber os ativistas, voluntários, espaço para poder ser ministrados cursos, palestras, workshops e também para colaborar na divulgação e recrutamento de novos associados. A ONG está crescendo no Brasil e é imprescindível haver uma sede em São Paulo, a maior e mais populosa cidade do país. A partir de agora os paulistanos e todos os brasileiros que moram ou visitam a capital paulista poderão contar com nossa casa para saber mais sobre a Sea Shepherd.

Exposição do Fotógrafo Marcio Lisa Foto: ISSB/SP

Fundada em 1977, a Sea Shepherd Conservation Society (SSCS) é uma organização internacional sem fins lucrativos que luta pela conservação dos habitats selvagens de vida marinha. O grupo usa táticas de ação direta para conquistar seu território e independentemente se as leis protegem ou não aqueles que vivem nos mares, seus participantes trabalham para salvar e educar o maior número de pessoas possível. Para a ONG, cada indivíduo na água deve ter seu direito levado em consideração.

 Durante o evento, houve música ambiente tocada por um ótimo DJ e venda de bebidas e comidas veganas pelo Food Truck do Gorilla Vegan Burguer. O evento também contou com exposição de quadros do artista plástico e embaixador da ONG Erick Wilson e exposição de fotografia do brasileiro Marcio Lisa. Vídeos institucionais da organização sobre conscientização ambiental serão apresentados durante todo o dia. O fotógrafo renomado Marcio Lisa esteve presente no evento e fez sua exposição seguindo o tema tão importante sobre os tubarões. Algumas fotos foram leiloadas e o dinheiro todo revertido para a ONG. O evento também contou com a participação dos amigos da marca “Hot Like” que desenvolveram novas camisetas para ajudar a ONG.

Fotógrafo Marcio Lisa Foto: ISSB/SP

Local: Escola de Mergulho Dive For Fun
Endereço: Rua Ximbó, 392 – Aclimação – São Paulo-SP
Site: www.diveforfun.com.br
Email: diveforfun@diveforfun.com.br
Telefone: (11) 3213 0906

Inaugurada embaixada da Sea Shepherd Brasil em São José – Santa Catarina

A noite do dia 04 de Março está marcada nos corações dos voluntários de Santa Catarina com a inauguração oficial da Embaixada da Sea Shepherd Brasil na Clínica Veterinário Dr Braun, na Cidade de São José.

Agora temos um ponto de apoio para reuniões, novas filiações e realização de cursos. “Isso é muito importante para realizarmos nossas ações aqui no Núcleo de SC”. Comenta Hugo Malagoli, diretor voluntário de SC.

Foto: Núcleo SC

Foi organizado pelos voluntários um coquetel vegano, onde os convidados puderam provar as delicias de uma alimentação sem o uso de derivados de animal. Além de uma palestra sobre a Sea Shepherd e suas ações no Brasil e no mundo.

Foto: Núcleo SC

Foto: Núcleo SC

Foto: Núcleo SC

Agradecimentos especiais as voluntárias Flavia Rodrigues, Janice de Souza e Thais Hameister que literalmente colocaram a mão na massa e fizeram as comidas.

Sea Shepherd Brasil realiza operação de limpeza na Praia de Jacumã, na Paraíba

No último sábado, dia 21/02/2015, o Instituto Sea Shepherd Brasil realizou mais uma ação de recolhimento de lixo em praias paraibanas. O alvo dessa vez foi a Praia de Jacumã, no município do Conde.

Foto: Katherine Viana

A Praia de Jacumã é uma das mais visitadas da Paraíba e também uma das mais poluídas. Destino de muitas pessoas durante o feriado de carnaval, Jacumã sofre com a irresponsabilidade de parte de seus frequentadores e também com a omissão do poder público que não fiscaliza o descarte e nem recolhe o lixo deixado na praia.

Imagens que retratam o descaso da Prefeitura com o lixo urbano. Praia da Carapibus. Foto: Bruna Carvalho.

Aliás, a coleta de lixo no município do Conde como um todo é bastante deficitária. Por onde quer que se ande é possível ver amontoados dezenas de sacos de lixo oriundo das residências e dos bares da cidade. Segundo moradores ela é feita apenas em poucas vias do município o que acaba por “incentivar” a prática criminosa de incineração dos resíduos pelos próprios munícipes, piorando uma situação que já é bastante delicada.

Foto: ISSB/PB

Foto: ISSB/PB

Bares da Orla de Jacumã. Foto: Igor Trigueiro.

Tal fato ensejou a abertura de um Inquérito Civil pela Promotoria de Alhandra, que além dos problemas relacionados com o recolhimento, investiga também a reativação de um antigo lixão entre os distritos de Carapibus e Tabatinga, conhecido como “buracão”. O local, conforme o que fora informado aos voluntários, fica a poucos metros de um rio que leva ao maceió de Tabatinga, ponto turístico de outra praia do município do Conde.

Buracão. Foto: José Marinho Falcão.

Durante a ação, o grupo de voluntários da Paraíba, mesmo em pouco mais de 3 horas, conseguiu acumular aproximadamente meia tonelada entre garrafas de vidro, plástico, barracas abandonadas, partes de o que parecia ser uma geladeira usada, uma quantidade incalculável de descartáveis, isopor, cordas e restos de redes de pesca.

A Sea Shepherd agradece a todos que compareceram, em especial aos moradores do Conde que se solidarizam com a causa. O cenário desolador do litoral condense enseja futuras intervenções da ong mas, desde já, pugnamos por uma mudança de consciência da população local, bem como dos turistas. A inércia do poder público e a inadequação da maioria dos municípios brasileiros ao Plano Nacional de Resíduos Sólidos não justifica o comportamento poluidor por parte dos cidadãos. Descarte seu lixo corretamente, reduza seu consumo, recicle e, mais importante, não deixe lixo na praia. A vida marinha agradece.

Foto: Katherine Viana

Foto: Katherine Viana.

Foto: Katherine Viana

Foto: ISSB-PB

Muito mais que apenas divulgar petições ou compartilhar notícias indignadas na internet, a Campanha Dirty Sea Project lançada pela Sea Shepherd está percorrendo o litoral brasileiro desenvolvendo Educação Ambiental e limpezas de orla e submersa.

Fique atento em seu estado e ajude a Sea Shepherd a manter as praias limpas.