Destaque, Notícias

Sea Shepherd Brasil participa de debate em frente parlamentar de combate a pesca predatória e preservação de nascentes, manaciais, manguezais e lagoas.

A Assembleia Legislativa do Espírito Santo conta agora com a Frente Parlamentar de Combate a Pesca Predatória e Preservação de Nascentes, Mananciais, Manguezais e Lagoas.

Foto: Assessoria de Imprensa Bruno Lamas

Foto: Assessoria de Imprensa Bruno Lamas

O Núcleo do Estado do Espírito Santo do Instituto Sea Shepherd Brasil esteve presente na primeira reunião da Frente Parlamentar de Combate a Pesca Predatória e Preservação de Nascentes, Mananciais, Manguezais e Lagoas criada pelo Deputado Estadual Bruno Lamas (PSB). O Núcleo do ES tem o objetivo de colaborar ao lado da Frente no combate a pesca ilegal, elaborar denuncias e sugestões, e, principalmente cobrar uma maior fiscalização daqueles que possuem o devido dever e poder.

Foto: Assessoria de Imprensa Bruno Lamas

Foto: Assessoria de Imprensa Bruno Lamas

Foto: Assessoria de Imprensa Bruno Lamas

Foto: Assessoria de Imprensa Bruno Lamas

As leis que tratam do meio ambiente no Brasil estão entre as mais completas e avançadas do mundo. A sociedade brasileira, os órgãos ambientais e o Ministério Público contam com diversos mecanismos para a punição aos infratores do meio ambiente. Mas, infelizmente o que muitas vezes não temos é a vontade política, social e econômica de fiscalizar e fazer cumprir essas leis. São verdadeiras pessoas que resolvem os problemas. São verdadeiras pessoas que fazem realmente a diferença. Disse Thiago Barrack Lavander, Diretor Regional do Espírito Santo do Instituto Sea Shepherd Brasil.

Foto: Núcleo ES do Instituto Sea Shepherd Brasil

Foto: Núcleo ES do Instituto Sea Shepherd Brasil

Pesca de arrasto ilegal acontecendo a menos de 30 metros da costa em Vila Velha capturados pela equipe do Espírito Santo do Sea Shepherd Brasil. No Espírito Santo a pesca de arrasto é proibida a menos de 500 metros da costa. Foto: Núcleo ES do Instituto Sea Shepherd Brasil

Pesca de arrasto ilegal acontecendo a menos de 30 metros da costa em Vila Velha capturados pela equipe do Espírito Santo do Sea Shepherd Brasil. No Espírito Santo a pesca de arrasto é proibida a menos de 500 metros da costa. Foto: Núcleo ES do Instituto Sea Shepherd Brasil

O Núcleo ES também destacou para a questão da mortandade exorbitante de diversas espécies de tubarões na costa capixaba, algumas delas contidas na portaria 445/2014 do Ibama de espécies protegidas. Essas mortes estão muitas vezes relacionadas com causas acidentais. O Núcleo capixaba explanou também possíveis denúncias sobre embarcações arrendadas por empresários brasileiros e financiadas pela máfia japonesa que fazem a prática do finning no litoral Norte do Espírito Santo.

Campanha “Mar de Sangue” realizada em 2015 pelo Núcleo do Espírito Santo do Instituto Sea Shepherd Brasil que ocorreu em Vitória e Vila Velha contra a mortandade e á favor da moratória dos tubarões. Foto: Núcleo ES

Campanha “Mar de Sangue” realizada em 2015 pelo Núcleo do Espírito Santo do Instituto Sea Shepherd Brasil que ocorreu em Vitória e Vila Velha contra a mortandade e á favor da moratória dos tubarões. Foto: Núcleo ES

Os nossos oceanos estão sendo comandados por verdadeiras máfias pesqueiras ilegais. Esses mafiosos aproveitam muitas das vezes da ineficácia da fiscalização e agem à vontade no litoral do Espírito Santo e no resto do Brasil. Não são grupos de interesses locais, é um interesse de ambito mundial. Quando iniciamos projetos como o da moratória dos tubarões, do qual lutamos pela proibição da captura e comercialização de no mínimo 20 anos de quaisquer espécies de tubarões na costa brasileira, não estamos atingindo e nem falando de uma atividade pesqueira tradicional ou legal que gera renda e emprego. Esse tipo de pesca pelo contrário, gera pobreza ao pais. Não estamos atingindo o pescador artesanal. Estamos atingindo criminosos que agem em nosso país livremente e poucos são punidos.  Finalizou Barrack, Diretor Regional do Espírito Santo do Instituto Sea Shepherd Brasil.

O Núcleo do ES aproveitou a oportunidade e entregou diversos cartões para os presentes, contendo um “link” para a assinatura da petição da moratória dos tubarões no Brasil, do qual foi entregue pelo Instituto Sea Shepherd Brasil, através do Diretor Geral Nacional, Wendell Estol, em uma audiência pública realizada no Senado Federal em 2012.

Além das contribuições do Instituto Sea Shepherd, que contou com a presença do Diretor Regional do ES, Thiago Barrack Lavander, e, dos voluntários ativistas Rafael Poltronieri e Guilherme Stoffel, a mesa teve também a participação e colaboração do Givanildo dos Santos Lima, responsável pela fiscalização do (Ibama-ES); Andréia Pereira Carvalho, Secretária Municipal de Meio Ambiente de Serra (Semma); Tenente coronel do Batalhão de Polícia Militar (BPMA), Fransciso José Gomes; Fabiano Zamprogno, gerente de recursos naturais do Iema; Luciano Macal da Secretaria Estadual de Agricultura; Associação de Amigos Pantaneiros de Pesca Esportiva do Espírito Santo; Estudantes e Biólogos. A frente também foi transmitida pela TV Assembleia para a sociedade, ao vivo.

Ao vivo na TV ALES debate e entrevista do Diretor Regional do Núcleo do Estado do Espírito Santo do Instituto Sea Shepherd Brasil. Foto: Assembléia Legislativa do Espírito Santo

Ao vivo na TV ALES debate e entrevista do Diretor Regional do Núcleo do Estado do Espírito Santo do Instituto Sea Shepherd Brasil. Foto: Assembléia Legislativa do Espírito Santo

Ao vivo na TV ALES debate e entrevista do Diretor Regional do Núcleo do Estado do Espírito Santo do Instituto Sea Shepherd Brasil. Foto: Assembléia Legislativa do Espírito Santo

Ao vivo na TV ALES debate e entrevista do Diretor Regional do Núcleo do Estado do Espírito Santo do Instituto Sea Shepherd Brasil. Foto: Assembléia Legislativa do Espírito Santo

O Núcleo do Espírito Santo vem por meio deste agradecer o convite e parabenizar o Deputado Estadual Bruno Lamas (PSB), pela criação da frente, e, pelo seu projeto idealizado em destinar R$ 30 mil da emenda anual a Polícia Ambiental para comprar equipamentos e veículos e assim melhorar os seus trabalhos de fiscalização ao redor do Estado. O Núcleo do Estado do Espírito Santo do Instituto Sea Shepherd Brasil se coloca disponível para colaborar em futuras participações.

*NOTA: Após denúncias e 5 dias passados da criação da Frente Parlamentar de Combate a Pesca Predatória e Preservação de Nascentes, Mananciais, Manguezais e Lagoas, a equipe náutica do Batalhão de Polícia Militar Ambiental já apreendeu 46 quilos de pescados diversos, 13 quilos de camarão, 02 balões para pesca de arrasto, 02 pares de portas de arrasto e cerca de mil e novecentos metros de rede na baia de Vitória. O pescado foi doado a entidade filantrópicas. Os abordados que estavam pescando de forma irregular responderão por crime ambiental, conforme art 34 da lei de crimes ambientais. Frente Parlamentar vai seguindo firme. Parabéns para as atividades em andamento e resultados da Polícia Militar Ambiental.

Back to list