Notícias

Baleeiros japoneses são escoltados para fora da área de matança de baleias

Sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011.
 
A frota baleeira japonesa está se dirigindo para o leste, na velocidade máxima, e está agora a leste da fronteira de sua área de matança de baleias. A fronteira leste das operações dos baleeiros japoneses é de 145 graus a oeste. Os navios baleeiros e os dois navios da Sea Shepherd estão agora em 72 graus ao sul e 133 graus a oeste, em um curso de 145 graus. Com o Bob Barker e o Gojira em seu encalço, o Nisshin Maru continua se dirigindo para o leste, a 14 nós.

O Yushin Maru 3 e o Nisshin Maru fogem do Bob Barker (Foto: Sam Sielen)

O Yushin Maru 3 e o Nisshin Maru fogem do Bob Barker (Foto: Sam Sielen)

Ambos os navios baleeiros e os navios da Sea Shepherd, Bob Barker e Gojira, estão agora mais próximos da América do Sul do que da Nova Zelândia e Austrália. Esta posição é de 3.000 milhas náuticas a sudeste de Hobart, na Austrália, e 1.700 km a sudoeste da Patagônia, na Argentina.

O Nisshin Maru está fazendo mudanças de curso irregulares. “É como se estivessem decidindo para onde ir”, disse o capitão do Bob Barker, Alex Cornelissen. “Não há racionalidade nessas mudanças de curso. Eles vão para o leste, depois para o sul, depois para o oeste, depois para o norte, e depois para o leste novamente. Em suma, eles estão queimando um pouco de combustível, indo a lugar nenhum, e sem matarem uma única baleia”.

Bosun Benjamin Potts observa o Nisshin Maru e Yushin Maru 3 da proa do Bob Barker (Foto: Sam Sielen)

Bosun Benjamin Potts observa o Nisshin Maru e Yushin Maru 3 da proa do Bob Barker (Foto: Sam Sielen)

O Steve Irwin está vindo do sudeste, saindo de Wellington, a caminho do encontro com os outros dois navios da Sea Shepherd e da frota baleeira japonesa, o que deve acontecer dentro de uma semana.

Traduzido por Raquel Soldera, voluntária do ISSB.

Back to list

Related Posts