Notícias

Sea Shepherd lança campanha em defesa dos recifes no Havaí

Sea Shepherd Vice-Presidente da Sea Shepherd, Robert Wintner, é um militante veterano contra o comércio de aquário e seu impacto devastador sobre os recifes do Havaí. Foto: Deb Bassett / Sea Shepherd

A Sea Shepherd Conservation Society tem o orgulho de anunciar o lançamento da Operação em Defesa dos Recifes, uma campanha global para acabar com a destruição dos recifes de coral e as muitas ameaças que eles enfrentam em todo o mundo. Os recifes de coral representam alguns dos mais biologicamente diversos ecossistemas do planeta, proporcionando habitat crítico para cerca de 25% de todas as espécies marinhas, mas eles estão desaparecendo em um ritmo alarmante, devido às atividades induzidas pelo homem, como a poluição, a pesca predatória, o tráfico de animais selvagens dos recifes, o desenvolvimento costeiro e o aquecimento global. Trinta por cento dos recifes de coral do mundo já morreram nos últimos 50 anos, e outros 30% sofreram danos graves. Dos recifes remanescentes, estima-se que 60% poderia enfrentar a extinção em menos de 25 anos.

De acordo com a Diretora da Sea Shepherd Havaí e Líder da campanha em defesa dos recifes, Deborah Bassett, “com os oceanos do mundo sob ataque desde a extração comercial e a poluição, a nossa missão continua firme para defender o habitat marinho e a vida selvagem em toda a extensão – desde as menores espécies de recife até os maiores mamíferos marinhos e predadores. O tempo está se esgotando para estas grandes florestas tropicais sob o mar, por isso temos de agir agora”.

Embora a Sea Shepherd seja mais conhecida por seus esforços de ação direta sobre o alto mar, a Sea Shepherd continua empenhada em proteger a vida marinha em todos os habitats, incluindo a campanha de conscientização costeira orquestrada para a Operação Defesa dos Recifes. A Sea Shepherd pretende colaborar com lojas de mergulho havaianas e com a comunidade de surf para trazer luz para a destruição acontecendo sob as ondas. Com a campanha em andamento no Havaí, núcleos mundiais da Sea Shepherd em breve terão programas similares em suas águas locais.

A degradação dos recifes é uma crise global. Dos 100 países com recifes de corais, a degradação dos recifes é maior no Sudeste Asiático, onde quase 95% dos recifes da região estão ameaçados, principalmente devido à sobrepesca e às práticas de pesca destrutivas. A perda de vida marinha e de habitat também estão sempre presentes em nosso próprio quintal do Havaí, onde as dez espécies de peixes procuradas para aquários diminuíram 59% nos últimos 20 anos, enquanto o peixe de aquário mais popular diminuiu em abundância cerca de 38-57%. Na Jamaica, estima-se que quase todos os recifes estão mortos ou severamente degradados pela sobrepesca e pela poluição costeira.

O Vice-Presidente da Sea Shepherd, Robert Wintner, um veterano ativista contra o comércio do aquário e seu impacto devastador para os recifes havaianos declarou, “a Sea Shepherd irá defender o habitat marinho e a fauna das devastações de águas residuais urbanas e empresariais e da destruição causada pelo comércio do aquário. A fauna maciça dos recifes morre a cada ano, como ornamentação descartável no ciclo vicioso de tráfico de animais selvagens para o comércio de animais. Sua morte gera demanda contínua, conduzindo o comércio do aquário para retirar recifes desprotegidos. Mais de 25 milhões de criaturas do mar estão na mira do aquário comercial a qualquer momento – e quase todos vão morrer dentro de um ano, a partir do momento da captura”.

“A Sea Shepherd está muito preocupada com esta vida selvagem e precisa de apoio da população para transformar essas preocupações em ação. Podemos perder o apoio de pessoas que mantêm animais selvagens marinhos em cativeiro por um hobby, mas como o Capitão Paul Watson afirmou, nossos clientes são as criaturas do mar. Esperamos que todas as pessoas que se preocupam com os oceanos reconheçam a importância de proteger os ecossistemas de recife em todo o mundo, e que, se qualquer um dos nossos apoiadores mantém animais selvagens marinhos em um aquário, eles vão cuidar da vida selvagem que têm e abster-se de comprar mais”, acrescentou Wintner.

Os recifes de coral simplesmente não podem suportar o uso de recursos ilimitados continuado ou comércio global não gerenciado. Tal declínio contínuo drástico dos recifes saudáveis ​​irá representar graves consequências para os animais, tanto em terra como na água, e para as pessoas em todo o mundo.

A especialista em recifes de Maui, Rene Umberger, com o Vice-Presidente da Sea Shepherd, Robert Winter, e a Diretora da Sea Shepherd Hawaí e líder da campanha Operação em Defesa dos Recifes, Deborah Bassett. Foto: Deb Bassett / Sea Shepherd

O lançamento da Operação em Defesa dos Recifes incluiu uma apresentação sobre o tráfico de animais selvagens dos recifes para o comércio do aquário no Deep Ecology Dive Center, em Haleiwa, Oahu. Foto: Deb Bassett / Sea Shepherd

Traduzido por Raquel Soldera, voluntária do Instituto Sea Shepherd Brasil

Back to list

Related Posts