Núcleo Paraná (ISSB) realiza mutirão de limpeza de praia em parceria com o Clube de Ações Voluntárias da UFPR

No dia 13 de maio, o Instituto Sea Shepherd Brasil (ISSB) – Núcleo Paraná, em parceria com o Clube de Ações Voluntárias da UFPR (Universidade Federal do Paraná) e alunos do campus Litoral da Universidade de Caiobá e Matinhos, realizou a segunda ação de limpeza nas praias em 2017, cobrindo toda a extensão da praia de Caiobá, no litoral do Paraná. A ação contou com 45 voluntários no total, sendo 32 de Curitiba (Clube de Ações Voluntárias e ISSB-PR) e 13 alunos do Setor Litoral da UFPR.

A ação de limpeza totalizou em 20 sacos de lixo de 100 litros. Nas áreas de restinga, especialmente, havia grande parte do lixo encontrado, além de clareiras, demonstrando que ali houve grande impacto do ser humano. Os principais materiais encontrados eram garrafas PET e outros plásticos, latas, embalagens, vidros e sachês de temperos de lanchonetes próximas. Grande parte do lixo encontrado era microlixo, como pedaços de isopor, bitucas de cigarro, fragmentos de plástico e sacolas. O microlixo, em especial, é um grande risco à vida marinha, pois muitos animais acabam ingerindo esses materiais, causando sofrimento e muitas vezes a morte do animal.

Há mais de um ano o Instituto Sea Shepherd Brasil (ISSB) – Núcleo Paraná realiza limpezas de praia, não só com o intuito de manter as praias limpas e minimizar os impactos antrópicos na vida marinha, mas também de conscientização do público. Uma das sugestões dadas para parcerias futuras com o Clube é a realização de atividades de conscientização ambiental das pessoas que frequentam as praias, para que aprendam que o que elas muitas vezes consideram como sendo “só um lixinho” pode ter grandes consequências para os ecossistemas marinhos.

O Clube de Ações Voluntárias da UFPR conta com alunos dos mais diversos cursos da Universidade e é aberto à comunidade externa, realizando diversas atividades, tais como arrecadações de alimentos e doações de sangue, entre outras, sendo esta a primeira limpeza de praia do grupo. O núcleo Paraná agradece a oportunidade e parceria, e espera que outras ações possam ser realizadas em conjunto futuramente.

O núcleo Paraná conta com diversos voluntários que se encontram mensalmente para discutir as próximas ações (palestras, eventos, mutirões de limpezas de praias). Se você quer conhecer um pouco do que fazemos, entre em contato através do e-mail nucleopr@seashepherd.org.br.
Outras notícias sobre a Ação:

  • http://www.litoral.ufpr.br/portal/blog/noticia/mutirao-de-limpeza-nas-praias-de-caioba-matinhos/
  • http://www.ufpr.br/portalufpr/blog/noticias/alunos-da-ufpr-fazem-mutirao-de-limpeza-nas-praias-de-caioba-e-matinhos/

Sea Shepherd Brasil na Raia Sul Guarderia Praia Grande – SP

No dia 29 de abril de 2017, a Raia Sul Guarderia tornou-se uma embaixada Sea Shepherd Brasil para servir de apoio às atividades em Praia Grande, na Baixada Santista. O encontro marcou o dia com palestra, limpeza de micro lixo na praia e arte.

Painel Erick Wilson na Guarderia Raia Sul

Na foto acima, a arte em painel pintado pelo Artista Plástico e Embaixador do Mar Erick Wilson, em homenagem a vida marinha e à Raia Sul.

Erick Wilson comenta:
“Mais uma semana incrível… pintando a nova embaixada da Sea Shepherd na guarderia Raia Sul em Praia Grande onde fiz uma grande amizade com Eduardo e sua esposa Lis, logo depois participei de um mutirão de limpeza na praia junto com meu filho de 3 anos que já sabe desde cedo a manter a praia limpa. Já participei de vários mutirões como esse, mas junto com meu filho foi a primeira vez e sem dúvida o mais especial. Estamos fazendo nossa parte”

Na foto Erick e família, todos participando da limpeza da praia.

As atividades da nova embaixada visam a conscientização ambiental em defesa da vida marinha, palestras sobre a ONG, além de servir como um espaço para encontro de voluntários e simpatizantes para novas filiações.

O encontro reuniu voluntários, simpatizantes e amigos em defesa da vida marinha

Apoiadores presentearam o evento com uma mesa de frutas para recepcionar os convidados.

Os proprietários Eduardo Dias e Lizz Dias iniciaram o projeto Raia Sul Guarderia com um dos principais objetivos que é trazer para a população e amantes da natureza “atividades aquáticas, que são tão saudáveis ao corpo e mente”.

Apoiadores presentearam o evento com uma mesa de frutas para recepcionar os convidados

No início da manhã as atividades iniciaram-se com uma apresentação sobre a Sea Shepherd, “Um Movimento Global”, do movimento em defesa da vida marinha no mundo e no Brasil, expondo fotos e vídeos de algumas das principais campanhas mundiais ao exemplo contra a matança e captura de golfinhos em Taiji no Japão, caça de baleias piloto nas Ilhas Faroé na Dinamarca, caça às baleias na Antártica, detritos marinho nas praias e Campanha Icefish que retirou redes ilegais no mar.

Na foto os proprietários da Raia Sul, Lizz e Eduardo Dias e Mara Lott Sea Shepherd Brasil (ao centro).

 

Apresentação Sea Shepherd com a voluntária Mara Lott

No dia não ouve a remada ecológica “Clean Up” porque o mar não apresentou condições de segurança, sendo assim, todo o grupo fez a limpeza do micro lixo na areia da praia a procura de tampinhas de garrafas, canudos, pontas de cigarro e embalagens de alimentos.

 

Tampinhas de garrafa, canudos, brinquedos retirados da orla da praia

 

Acima voluntários e membros da Sea Shepherd na ação de limpeza da praia.

Num curto espaço de tempo numa faixa de areia de 1,5 quilômetros foi retirado cerca de 200 quilos de micro lixo, além de conscientização ambiental às pessoas sobre o ato.

Em poucos minutos 200 quilos de lixo foram retirados e separados na orla da praia.

Para o Sea Shepherd Brasil ações como esta também visam conscientizar o problema do lixo que produzimos todos os dias e acredita que as pessoas podem ajudar na mudança de comportamento em defesa da vida marinha.

Junte-se a nós em defesa da vida marinha

Saiba mais em www.seashepherd.org.br e filie-se em www.seashop.org.br

Curso Biologia e Ecologia de Tubarões é ministrado pela primeira vez em Curitiba

O curso “Biologia e Ecologia de Tubarões” teve sua primeira realização pelo Instituto Sea Shepherd Brasil (ISSB), nos dias 6 e 7 de maio em Curitiba, contando mais uma vez com o apoio da embaixada do Núcleo Paraná, SCUBASUL Cursos de Mergulho.

Ministrado pela bióloga e doutoranda em zoologia com enfoque em fisiologia de elasmobrânquios, Natascha Wosnick, o curso teve como tema central a biologia e ecologia dos tubarões, abordando a morfologia, reprodução, alimentação e predação, fisiologia, migração, comportamento e a situação atual desses animais em relação à pesca dos mesmos, entre outros temas.
Na tarde do segundo dia, foi realizada uma parte prática do curso, em que os alunos puderam simular (utilizando uma boia inflável de tubarão) métodos de captura e contenção de tubarões para a coleta de material biológico e dados morfométricos voltados à pesquisa com metodologias não letais à esses animais. Os alunos puderam também simular a retirada do sangue dos animais utilizando uma seringa e um tubarão de pelúcia.
 
O curso teve um total de 29 participantes, de diversos estados, dentre os quais destacam-se alunos do ensino médio e de graduação dos cursos de Ciências Biológicas, Biologia Marinha e Medicina Veterinária.
Pensando numa forma de reduzir os resíduos do curso e no consumo consciente, os participantes tiveram à disposição copos reutilizáveis em parceria com a Bee Green, que puderam utilizar durante toda a duração do curso. Os copos também puderam ser adquiridos pelo valor de R$ 5,00 ao final do curso. Com essa atitude, houve a diminuição de grande parte do volume de resíduos do evento.
O Núcleo Paraná do Instituto Sea Shepherd Brasil agradece a presença dos participantes, a parceria com o Roberto e a Karine da Embaixada SCUBASUL e aos voluntários que axiliaram durante o curso.

Lembrando que o Núcleo PR possui um grupo de voluntários que se reúnem mensalmente para discutir e programar eventos futuros. Se você é do Paraná e tem interesse em juntar-se a nós, mande email para nucleopr@seashepherd.org.br.

Sea Shepherd Brasil participa do Festival Gastronômico Vegano – VEGNICE, no Rio de Janeiro

O Barra Beach Food Park, na altura do posto 7, na Barra da Tijuca, recebeu nos dias 24 e 24 de março de 2017, o Festival Gastronômico Vegano, segundo evento organizado pela Vegnice, na cidade do Rio de Janeiro.

 

O festival contou com mais de 60 expositores, incluindo uma feira orgânica, atividades para crianças, aula de yôga, atrações musicais, palestras, uma feira de adoção de animais e ONGs engajadas nos temas – animal e ambiental, com a presença do Sea Shepherd Brasil, através do Núcleo carioca.

O objetivo dos eventos Vegnice é promover o veganismo de maneira feliz e atrativa ( com preços até R$ 15,00 !!!). Os visitantes encontraram diversas delícias como feijoada, hamburgers, pizzas, churros, bolos e tortas, sorvetes, além da famosa coxinha de jaca. Tudo com muito sabor e capricho, característica dos maiores eventos gastronômicos organizados pelo grupo, onde não é permitida a venda e consumo de bebida alcoólica e todos os alimentos são sem ingredientes de origem animal, sem lactose e muitas opções são sem glúten.  Em 03 anos de atividades, a Vegnice já realizou 25 eventos tendo recebido públicos de até 30 mil pessoas.

Foto: Sea Shepherd Brasil

Foto: Sea Shepherd Brasil

O stand da Sea Shepherd Brasil contava com vários produtos oficiais (que são nossa única fonte de arrecadação) e recebeu um ótimo público, tanto de quem já conhece a organização e são apoiadores diretos, quanto de pessoas que ficaram curiosas sobre o trabalho desenvolvido e que vieram buscar mais informações.

“É muito importante disseminar a mensagem da necessidade de preservação dos oceanos e o festival é uma excelente oportunidade” – disse Luiz André Albuquerque, Diretor do Núcleo Rio de Janeiro do Sea Shepherd Brasil.

E como já disse o Capitão Paul Watson, fundador da Sea Shepherd Conservation Society: “As refeições veganas se encaixam em nossa mútua motivação primária – salvar este planeta de nós mesmos”.

Foto 05: Sea Shepherd Brasil

A título de conhecimento, um relatório de junho de 2015 do SEBRAE mostra que o mercado vegano está em forte crescimento:

  1. Em 2014, as vendas cresceram 60% em relação ao ano anterior.
  2. 28% dos brasileiros querem reduzir o consumo de carne nas refeições.
  3. 8% da população brasileira se declara vegetariana. Muitos são veganos.
  4. Cerca de 2 mil brasileiros se convertem ao vegetarianismo toda semana
  5. Há um grande número de produtos substitutos no mercado.

Segundo o programa Pequenas Empresas & Grandes Negócios o Brasil é o segundo país onde o vegetarianismo mais cresce no mundo

Caso você tenha interesse em tornar-se um voluntário do Núcleo Rio de Janeiro, escreva-nos um e-mail para nucleorj@seashepherd.org.br

 

Em Santa Catarina, voluntários voltam à Lagoa da Conceição para mutirão de limpeza e conscientização

No último sábado (18), cerca de cem pessoas se reuniram à beira da Lagoa da Conceição, em Florianópolis (SC), para recolher resíduos, conscientizar a população e realizar análises da qualidade da água de um dos mais belos cartões postais de nosso país.

Foto: Todd Southgate

Esta é a segunda vez que o núcleo catarinense do Instituto Sea Shepherd Brasil organiza a ação com base na Ponta do Pitoco, um dos locais mais frequentados e também poluídos da Lagoa. No ano passado, o mesmo mutirão reuniu cerca de 150 pessoas e retirou quase 1,2 toneladas de lixo da Lagoa da Conceição.

Foto: Todd Southgate

A coleta de lixo foi feita a pé, de stand up paddle e com o auxílio de mergulhadores e de um bote, e como no ano passado, muito lixo doméstico foi retirado das águas da Lagoa, como cadeiras, espetos de churrasco, plásticos de todos os tipos, latas, além de milhares de bitucas de cigarro – estima-se que cerca de 4.200 bitucas foram recolhidas.

Foto: Todd Southgate

“Neste ano, encontramos muito menos lixo na área em que realizamos a limpeza com o auxílio de cilindros de mergulho no ano passado – em frente ao restaurante do Boni”, comemorou o diretor do núcleo Santa Catarina da Sea Shepherd, Hugo Malagoli.

Foto: Todd Southgate

Porém, o núcleo catarinense ressalta que os dados preliminares das análises da qualidade da água são muito alarmantes. Em um ponto, os voluntários coletaram esgoto praticamente bruto sendo jogado na Lagoa. Além do acompanhamento dos índices de qualidade de água, estas coletas embasarão protocolos de denúncia nos órgãos responsáveis.

Foto: Todd Southgate

O mutirão contou com o apoio do Café Cultura, que distribuiu água e um cafezinho para dar pique à atividade, além de dois kits de produtos para os ganhadores da gincana de coleta de lixo.

A Parcel Dive Center também contribuiu com os cilindros utilizados na coleta subaquática e a COMCAP (Companhia de Melhoramentos da Capital) com um papa entulhos e sacos para disposição dos resíduos. Mais uma vez, a ação teve a contribuição de Todd Southgate, que durante todo o evento gravou imagens da ação e prontamente disponibilizou um vídeo.

[youtube]https://youtu.be/diBvJ5VKCwQ[/youtube]

Na próxima semana, o núcleo catarinense da Sea Shepherd estará em dois eventos que serão realizados também na Lagoa da Conceição, o Bazar Vegano, no sábado(25/03), e a festa Vem pro Mar(26/03)!, na Casa de Noca (Lagoa da Conceição). O pessoal do Studio 507 vai sortear uma Tattoo e um piercing no dia do Vem pro Mar!!