Notícias

França apoia ação judicial contra baleeiros japoneses

Por Karina Ramos da ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

A França diz que adotar uma ação legal contra a caça às baleias é “uma boa ideia”, embora a Austrália esteja um tanto indiferente em relação ao assunto.

O Partido Trabalhista, nas últimas eleições, prometeu levar o Japão ao Tribunal Internacional de Justiça para acabar com a caça às baleias. Dois anos se passaram e nenhuma atitude foi tomada.

O representante do Meio Ambiente do governo da França, Laurent Stefanini, disse que a França e a Austrália estavam trabalhando unidas na questão das baleias. Ele apoiou dar passos em direção à ação legal, possivelmente em conjunto com outros países.

“Leva tempo… mas é uma boa ideia”, declarou Stefanini ao AAP em Paris.

A França ainda não decidiu se vai levar a situação aos tribunais. Uma questão seria se os países respeitariam as convenções internacionais que assinaram.

A organização Sea Shepherd pretende perseguir a frota baleeira japonesa no Oceano Austral neste ano e já avisou que os japoneses provavelmente caçarão baleias em águas australianas.

A Sea Shepherd é famosa por bater nos navios e jogar bombas de mau cheiro nos navios-fábrica dos caçadores. A Austrália é cautelosa com as atividades da Sea Shepherd, mas Stefanini apoia mais os protestos.

“Acho que levar adiante uma campanha, interferir de alguma maneira, não é uma coisa ruim”, disse ele.

A Austrália diz que a iniciativa mostra que os pesquisadores não precisam matar baleias para estudá-las. O Japão diz que caça baleias para fins “científicos” , embora já esteja provado que a carne do animal vai parar nos pratos.

Os franceses estão pesquisando os efeitos da poluição sonora nas baleias e planejam compartilhar os resultados dos estudos, de acordo com o relatado por Stefanini.

Fonte: News.com.au

Back to list

Related Posts