Notícias

Navio ativista Ady Gil chega na Antártida

Os navios da Sea Shepherd, o Ady Gil e Steve Irwin, ambos reuniram-se em alto mar ás 00h30 de hoje (quarta-feira, 23 de dezembro).

O Ady Gil se defende com desreguladores fotônicos, que causa cegueira momentânea.

O Ady Gil se defende com desreguladores fotônicos, que causa cegueira momentânea.

O navio japonês de segurança, Shonan Maru No.2, estava a sete milhas do Steve Irwin e foi incapaz de ver a abordagem do Ady Gil.

O Ady Gil é pintado com tinta anti radar e é um barco de aproximação eficaz. O radar do Steve Irwin também foi incapaz de detectar a abordagem do Ady Gil.

Aproveitando as duas horas de escuridão relativa, a tripulação do Ady Gil fez uma rápida transferência de materiais e de tripulação, e em seguida o Steve Irwin partiu deixando ao Ady Gil a tarefa de intimidar e diminuir a velocidade do Shonan Maru N º 2, de modo a permitir que o Steve Irwin ficasse livre da perseguição do navio japonês, que tem impedido a Sea Shepherd de localizar a frota baleeira até o momento.

No início a estratégia parecia boa e o Steve Irwin foi capaz de colocar doze milhas de distância entre o Shonan Maru No.2 e ele próprio.
Mas apesar de ser assediado peloAdy Gil por duas horas, os japoneses mantiveram a calma e conseguiram reduzir a distância para seis milhas.

Para isso eles tiveram que aumentar sua velocidade a mais de vinte nós, uma velocidade da qual, infelizmente, o Steve Irwin não consegue manter.

Durante o encontro, tanto o Ady Gil quanto o Shonan Maru No.2 alcançaram velocidades superiores a 20 nós.

O Shonan Maru No.2 perseguiu o Ady Gil logo que o navio ficou na mira dos canhões de água e Dispositivo Acústico de Longo Alcance (LRAD, em inglês). A tripulação do Ady Gil defendeu o barco utilizando desreguladores fotônicos e assim fazer o Shonan Maru No.2 recuar a uma distância segura.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=8wBfHzFW1WM[/youtube]

O Ady Gil atualmente transporta cinco membros: quatro neozelandeses e um holandês.

O tripulante Laurens De Groot declara, “Esta é uma equipe altamente treinada para defender a lei internacional de conservação. A bordo, temos 2 ex-policiais, 1 ex-fuzileiro naval e um bombeiro profissional, todos determinados a acabar com a caça ilegal japonesa no Santuário de Baleias do Sul. “

Back to list

Related Posts