Home » Editorial

Porque você nos ajudou, o Steve Irwin está livre

9 agosto 2011

Comentário pelo Capitão Paul Watson

O Steve Irwin embarca para as Ilhas Faroé. Foto: Bill Rankin

O Steve Irwin embarca para as Ilhas Faroé. Foto: Bill Rankin

Obrigado pelos seus esforços generosos para nos ajudar a garantir a libertação do Steve Irwin. Graças a você, nós conseguimos! Em menos de duas semanas, os nossos maravilhosos apoiadores levantaram o suficiente para que pudessemos pagar a fiança. Felizmente, a fiança foi reduzida de um milhão de libras esterlinas exigido pela empresa de pesca de Malta, para £520.000. Apesar disso ainda ser uma soma muito grande de dinheiro, valeu a pena para libertar o nosso principal navio.

Com sorte, teremos esse dinheiro devolvido após o processo civil contra nós ser ouvido nos tribunais britânicos. Nós sentimos que temos uma defesa forte e que podemos provar a ilegalidade da operação que fizemos a intervenção no largo da costa da Líbia. Esta empresa, Fish & Fish Limited, tem um histórico de litígios utilizados para silenciar a oposição. Atualmente eles têm os jornais malteses amordaçados, com ações judiciais que os impedem de expor as atividades ilegais, até que os fatos sejam apurados. Em outras palavras, não é o veredicto que a empresa está interessada em ganhar, é a inconveniência, a intimidação, e o mais importante, o silenciamento de sua oposição, que eles estão tentando alcançar através de ações punitivas de pré-julgamento, como exigir fiança e abafar os meios de comunicação.

A Sea Shepherd não é uma organização que é facilmente intimidada. Esta é a nossa primeira experiência com uma ação civil, temos mantido um escritório de advocacia em Londres para nos defender e apresentar os nossos próprios argumentos perante o tribunal. Acreditamos que a nossa prova é forte e podemos ganhar este processo, mas mesmo se perdermos, o fato é que a nossa oposição à caça intensiva de atum-azul ameaçados não será intimidada.

Não existe uma organização de conservação no mundo que tem se levantado contra os caçadores furtivos do atum-azul no mar, como nós temos. Há muitos que falam sobre isso, escrevem cartas, recolhem petições e realizam campanhas de mala direta, pedindo doações para salvar o atum-azul. Estes tipos de campanhas não geram ações civis em grande parte porque elas não têm impacto significativo. Com a sua imensa riqueza, as empresas de atum-azul contratam advogados para silenciar qualquer ameaça real para os seus crimes, e este processo revela que eles consideram que a Sea Shepherd é uma ameaça muito real.

A Fish & Fish alega que a Sea Shepherd libertou 800 atuns-azul de sua rede. Sinceramente, não sabemos exatamente quantos peixes estavam na rede, mas o que sabemos é que estes peixes têm mais valor nadando livremente no mar do que sendo engordados em uma rede fora da costa de Malta para o mercado de peixe japonês. Algo realmente fede em Malta, e as ações tomadas pela Fish & Fish para sufocar os jornalistas é uma boa indicação de que nem tudo é completamente limpo com esta empresa.

Temos a intenção de combatê-los nos tribunais e em alto-mar. Não vamos ceder à intimidação ou estratégias de litígio. Se a Fish & Fish deseja usar o sistema de tribunal britânico para perseguir a Sea Shepherd, vamos usar os mesmos tribunais para nos defender e defender o atum.

Se eles nos atingem, precisamos atingi-los ainda mais. Precisamos ajudar o mundo a entender que Malta está abrigando empresas que são responsáveis ​​pela condução desta espécie magnífica para a extinção. O atum-azul está sendo crucificado na cruz de Malta, e isso será um legado para todos os ignóbeis malteses, para suportar quando o atum-azul não mais existir.

Assim, podemos avançar nos tribunais e sobre os mares, em nossos esforços contínuos para defender e proteger essa criatura única e magnífica – o milagre de sangue quente que é como o leopardo marinho.

E com sua ajuda, vamos ter sucesso contra o impossível, contra uma indústria poderosa, rica, gananciosa e sem escrúpulos.

Obrigado,

Capitão Paul Watson

Traduzido por Raquel Soldera, voluntária do ISSB

All Contents Copyright © 2017 Sea Shepherd Conservation Society.

produzido por GPS Digital
EnglishFrançaisDeutschPortuguêsEspañol