Sea Shepherd Brasil – Núcleo SP faz apresentação em defesa dos tubarões na Faculdade FMU – Faculdade Metropolitanas Unidas

FMU Unidade Ponte Estaiada- imagem internet

FMU Unidade Ponte Estaiada- imagem internet

Em apresentação no último dia 11/04 na Faculdade FMU em São Paulo na Unidade Estaiada, o Instituto Sea Shepherd Brasil – Núcleo SP teve a oportunidade de apresentar aos alunos de medicina veterinária a missão da Sea Shepherd, com toda a sua história, legado, trajetória até os dias atuais como também as campanhas no Brasil e no mundo.

A palestra apresentou vídeos com o Capitão Paul Watson que contou a fundação da ONG e seu objetivo. Destacou-se os trabalhos realizados no Brasil, os trabalhos realizados no mundo e finalmente a conservação e preservação dos tubarões da Campanha Mar de Sangue. Entre outras ações apresentadas aos alunos, a Campanha Mar de Sangue criou um abaixo assinado que pede a moratória – paralisação total – da pesca de tubarões pelo período de 20 (vinte) anos em toda a costa brasileira. O pedido foi baseado na ineficiência dos órgãos públicos de fiscalização em conter a prática do “finning”.

 

Turma de medicina veterinária FMU

Turma de medicina veterinária FMU

Foto 3

Voluntária Dayuri Priolean em apresentação da Ong

Assine a petição online em www.seashepherd.org.br

O Finning é uma prática cruel, que está dizimando os tubarões por todo o mundo. Nela, o animal é capturado e suas nadadeiras/barbatanas são cortadas. O tubarão é jogado de volta ao mar, sangrando e incapacitado de nadar, tendo uma morte agonizante. O apoio à moratória é necessário para toda a pesca de tubarões, seja industrial ou artesanal.

Cerca de 100 milhões de tubarões são mortos a cada ano para abastecer o comércio mundial de nadadeiras/barbatanas pela prática do “finning”, segundo dados da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO). Assine a petição online!

Voluntário Raphael Camargo em apresentação

Voluntário Raphael Camargo em apresentação

 

foto 7

Apresentação em áudio visual da Organização

 Turma de Medicina veterinária FMU

Turma de Medicina veterinária FMU

Ao final, todos os presentes entenderam a importância da Organização e da Campanha Mar de Sangue em defesa dos tubarões. Contribuíram de forma significativa, fazendo perguntas na apresentação, em assinar a petição online, como também encorajaram-se em se tornarem voluntários em defesa da vida marinha.

Assine a petição online em www. seashepherd.org.br

A vida marinha agradece!

A preservação dos tubarões é tema de palestra no Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro

Diante de uma plateia atenta e visivelmente interessada pelo tema, foram abordadas várias questões como a importância ambiental, suas características, as espécies no litoral brasileiro e os incidentes com humanos em Pernambuco.

“Tubarões são animais que despertam a curiosidade, mas também o medo nas pessoas. É muito importante mostrar a importância destes belos animais para mantermos os oceanos saudáveis, sendo fundamentais para a vida no Planeta, bem como desmistifica-los como animais agressivos” – comenta Luiz André Albuquerque, Diretor Regional do ISSB no Rio de Janeiro.

O evento ocorreu no dia 22 de outubro e foi organizado pela professora e coordenadora do Curso Técnico de Meio Ambiente, Monica Belchior, ao qual agradecemos mais este convite e esperamos poder retornar para outros debates.

Nossos agradecimentos também à Direção do Colégio Pedro II, na pessoa da Sra. Lygia Vuyk de Aquino, Chefe da Seção de Ensino Técnico.

SEA SHEPHERD BRASIL NO SÃO PAULO BOAT SHOW e PADI DIVE FESTIVAL 2015

Sea Shepherd Brasil esteve presente no São Paulo Boat Show e no 14º Padi Dive Festival que aconteceu no início de outubro. Na capital paulista reuniram-se milhares de pessoas para a maior feira de barcos e mergulho da América Latina. Houve também palestras com os palestrantes mais renomados como também dezenas de expositores do Brasil e do exterior.

No grande evento, a Sea Shepherd pode expor aos visitantes no estande as campanhas nacionais, a missão em defesa, conservação e proteção dos oceanos como também filiou novos voluntários na aquisição dos produtos oficiais.

Entrada São Paulo Boat Show e 14º. Padi Dive Festival – Transamérica Expo Center/SP

Entrada São Paulo Boat Show e 14º. Padi Dive Festival – Transamérica Expo Center/SP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foram seis dias de muita informação, ativismo ambiental, voluntariado e boas compras. Os visitantes e convidados que visitaram nosso stand tomaram conhecimento da Campanha “Mar Adentro” que tinha o objetivo de ajudar o Instituto Sea Shepherd Brasil a adquirir um motor de embarcação e estar mais presente no litoral brasileiro, campanha esta que foi um grande sucesso.  Aguardem, novidades estão por vir !

E ainda tiveram ciência sobre as outras campanhas nacionais em andamento,  como a Campanha “Mar de Sangue” contra a matança de tubarões e cetáceos;  a Campanha “Dirty Sea Project” que aborda o tema do descarte irregular e ilegal de resíduos sólidos nas praias e mares; bem como também as atividades de Educação Ambiental que é exercida há 16 anos pela organização e nos últimos anos está presente em 09 (nove) territórios brasileiros –  RS (onde se localiza a sede nacional), SP, RJ, SC, ES, PR, PB/PE, BA, e DF.

Voluntários da Sea Shepherd Brasil no PADI Dive Festival 2015

Estande da Sea Shepherd no Padi Dive Festival 2015

Estande da Sea Shepherd no Padi Dive Festival 2015

Na ocasião, os voluntários do Sea Shepherd Brasil explicaram aos convidados a importante missão de proteger os oceanos, e no Brasil, uma das grandes batalhas é em defesa dos tubarões contra a prática do finning – comércio ilegal de nadadeiras de tubarão para sopa asiática e cosmética em geral. Alertou sobre a pesca industrial que está dizimando os estoques pesqueiros e a vida marinha, que este consumo está contribuindo para aumento dos animais ameaçados de extinção. Convidou a todos para a  Campanha Dirty Sea Project que é executada em nossas praias brasileiras e que qualquer voluntário pode participar. Estendeu o convite para capacitação, na educação ambiental, na qual são oferecidos diversos cursos, entre eles o  curso de Ações para Salvar Animais Marinhos em Derrames de Petróleo que já formou mais de 3.000 pessoas no Brasil. Informe-se pelo site www.seashop.org.br.

Estes foram alguns temas abordados na oportunidade, mas tantos outros assuntos foram conversados, novas parcerias foram formadas, novos voluntários filiados. Recebemos muito apoio os brasileiros Bia Figueiredo e Guiga Pirá que trabalham como voluntários nos navios da Sea Shepherd Global e participaram da última campanha internacional, a Operação “Sleppid Grindini, realizada nas Ilhas Faroé, contra a matança cultural das baleias piloto.

Livro do Capitão Paul Watson – Guerreiros da Terra

Estande da Sea Shepherd Brasil no PADI Dive Festival 2015

O evento ainda ofereceu diversas palestras com a presença dos nossos Embaixadores do Mar que com seus trabalhos ao redor do mundo puderam mostrar ao público sua história, educação ambiental, projetos, imagens da vida selvagem e muito mais.

 

Marcio Lisa - Palestra Underwater & Wildlife Images

Sofia Graça Aranha com o projeto Shark Free

Cristhian Dimitrius - Cinematografia Selvagem

Com o apoio dos voluntários, das pessoas que visitaram nosso estande e dos que acreditam na causa ambiental, o evento para nós  foi um grande sucesso. Com isso, pudemos mais uma vez conscientizar a sociedade da importância da defesa e conservação dos oceanos e que devemos continuar a com a missão de fiscalizar, denunciar e proteger os ecossistemas marinhos em prol dos animais e da nossa própria espécie.

ISSB desenvolve o Projeto “EducaMar em Ação” no litoral norte do RS

Por Rodrigo Marques, Coordenador Núcleo RS

No dia 15 de outubro o Instituto Sea Shepherd Brasil através de seu Núcleo no Rio Grande do Sul deu sequência ao projeto “EducaMar em Ação” lançado este ano na Península de Maraú BA. O propósito do projeto é apresentar os trabalhos do Instituto na costa brasileira e mostrar que é possível conservar e proteger nosso frágil ecossistema marinho através de pequenos gestos e ações simples.

Abertura do projeto e palestra institucional. Foto: Bibiana Pegorari

Um ônibus foi fretado para levar os 40 alunos da Escola Estadual Rio Branco até a praia de Cidreira no litoral norte do estado, onde eles puderam assistir a uma palestra institucional do ISSB com imagens e vídeos referente aos principais crimes ambientais que são frequentes em nossa costa e no mundo. Após a palestra de apresentação os alunos passaram por um treinamento de como agir em casos de encalhe de pequenos cetáceos e como proceder em caso de encontro com pinípedes e pingüins, comuns em nossa costa nos meses de inverno. A intenção da oficina foi de mostrar que com a atitude certa eles podem maximizar as chances de sobrevivência do animal e sem correr risco algum.*Os alunos foram instruídos a NUNCA tocar nos animais e tentar um resgate, deixando essa tarefa SOMENTE para o profissional habilitado.

Primeiras instruções. Foto: Bibiana Pegorari.

Foto: Bibiana Pegorari.

Pequenos gestos podem salvar a vida do animal. Foto: Bibiana Pegorari.

Com a presença de barcos e redes de pesca à beira mar, os alunos aprenderam um pouco sobre o trabalho do ISSB no combate a pesca predatória. A pesca de arrasto, as redes ilegais, a época de defeso e a prática do Finning (retirada das barbatanas de tubarão) foram alguns dos assuntos abordados e discutidos ao longo do projeto.

Aprendendo a identificar a pesca de arrasto. Foto: Bibiana Pegorari.

Foto: Bibiana Pegorari.

Para o ISSB esse trabalho teve um enorme significado e mostra o quanto é importante valorizarmos os nossos jovens. Cada um dos alunos presentes mostrou um intenso desejo de aprender mais sobre as questões do nosso oceano e mostraram um enorme repúdio à matança de golfinhos em Taiji no Japão e na questão do Finning, assuntos desconhecidos entre eles até então.

Foto: Bibiana Pegorari.

O ISSB gostaria de agradecer aos envolvidos no projeto e esperamos que mais parcerias em prol da vida marinha surjam com essas iniciativas.

Participaram do projeto EducaMar em Ação:

Escola Estadual de 1ª e 2ª graus Rio Branco – Alunos e professores

Núcleo RS do Instituto Sea Shepherd Brasil

Marcão – Surfista local que auxiliou na execução do projeto

O projeto contou com o apoio da Sunrise Pub e de seu proprietário Daniel Portella Rocha que mais uma vez abriu suas portas para a Sea Shepherd e da Bióloga Bibiana Pegorari.

“Bio na Rua 2014”: Instituto Sea Shepherd Brasil e a proteção dos tubarões

No último sábado (08/09), foi realizado mais uma edição do “Bio Na Rua” na Quinta da Boa Vista, projeto realizado pelo Centro Acadêmico de Ciências Biológicas da UFRJ. Com participação de outras instituições como o Instituto Estadual do Ambiente – INEA e Laboratório de Mamíferos Aquáticos e Bioindicadores – MAQUA, o Núcleo RJ do Instituto Sea Shepherd Brasil – ISSB novamente esteve presente, abordando o tema da preservação dos tubarões.

Evento “Bio na Rua 2014”, na Quinta da Boa Vista/RJ. Foto:ISSB Núcleo RJ

 

O “Bio na Rua” teve como propósito multiplicar conhecimento entre a população e as organizações envolvidas com exposições das diferentes áreas de atuação de um biólogo, além de aproximar a ciência à sociedade civil. Crianças, jovens e adultos tiveram a oportunidade de conhecer os projetos desenvolvidos pelo Instituto Sea Shepherd Brasil e as campanhas da Sea Shepherd pelo mundo.

Voluntários do Núcleo RJ procuraram expor para os visitantes, um problema que vem acontecendo em toda a costa brasileira: a prática do “finning”, ou seja, a retirada das barbatanas de tubarão. O Brasil é o 10º maior fornecedor de barbatanas para o mercado asiático e grande parte das 200 toneladas exportadas são ilegais e obtidas por essa prática. A campanha em defesa dos tubarões é uma das principais campanhas do Instituto Sea Shepherd Brasil.

Visitante recebendo informações de Luísa Sanches. Foto:ISSB Núcleo RJ

“Estamos próximos de um colapso no ecossistema marinho. Não é exagero, infelizmente é realidade. Os tubarões estão no topo da cadeia alimentar, caso sejam extintos, independente da espécie, toda a estrutura biológica marinha cairá. Inclusive o homem perecerá, todos os seres vivos estão ligados. Nunca esquecendo que vivemos em um planeta onde 2/3 da superfície é composta por água. Estamos em um momento crucial”, afirma Wendell Estol, biólogo e diretor geral do ISSB.

Além da abordagem de conscientização, os voluntários Grégor Salles, Luísa Sanches, Raphael Jordão e Raphaella Valadão, que integram o grupo de Educação Ambiental do Núcleo RJ desenvolveram atividades com as crianças, utilizando jogos e pinturas com diversos temas: poluição, biodiversidade e ambiente marinho. Tais atividades visam trabalhar de uma forma lúdica e acolhedora os referidos temas.

Raphaella Valadão e Luísa Sanches em atividade de EA com as crianças. Foto:ISSB Núcleo RJ

Visão parcial do stand do Núcleo RJ / ISSB. Foto:ISSB Núcleo RJ

O evento contou com uma participação grande de pessoas, mostrando mais uma vez o sucesso que é a iniciativa. Agradecemos a Comissão Organizadora do “Bio na Rua” pela nossa participação e quem desejar contribuir para continuidade do nosso trabalho, entre na página www.seashepherd.org.br e filie-se.

Assine também nossa petição “Salve os tubarões”, que visa a criação de uma moratória da pesca destes incríveis animais, mantenedores do equilíbrio dos oceanos: http://goo.gl/V8NOUg

Voluntários do Núcleo RJ e integrantes da Comissão Organizadora do evento. Foto:ISSB Núcleo RJ