Destaque, Notícias

SeaShepherd Brasil participa com demais entidades da remoção de petrechos de pesca no Yacht Clube de Ilhabela/SP

O Instituto SeaShepherd Brasil – ISSB, Embaixada Ilhabela, participou no dia 16/05 – sábado, da remoção de Petrechos de Pesca Abandonados, Perdidos ou Descartados (PP-APD) no píer compartilhado do Yacht Clube de Ilhabela e Píer dos Pescadores. Na ocasião participaram em força tarefa as entidades como Ibama, IcmBio, Marinha do Brasil, Grupamento de Bombeiros, Instituto de Pesca, Cebimar-USP, UFABC, Unicamp, Fundação Florestal,  Projeto Garoupa, DAN ,IANTD, NAUI, como também  as operadoras de mergulho Colonial Diver, Cesar Dive Team, Bella Azul, estudantes e colaboradores do YCI.

Auditório Yacht Clube de Ilhabela – Foto: ISSB

Instruções finais do local do mergulho – foto: ISSB

Reconhecimento do píer onde foi feita a remoção - Foto: ISSB

Após as apresentações, interação entre os participantes, instruções aos mergulhadores e ao pessoal de apoio, o grupo iniciou a remoção dos petrechos de pesca e lixos diversos. Foram retirados do mar mais de 100 quilos de detritos com muitos animais alojados. Os detritos retirados passaram por uma triagem no qual foram resgatados diversos tipos de animais como caranguejos, siris, poliquetos, cavalo-marinho, moluscos diversos, larvas, esponjas, ascídias, ermitões, vieira, camarões, etc.

Interação dos grupos e apoio no deck das embarcações - foto: ISSB

Flutuante náutico para base de mergulho e base para retirada do material – foto: ISSB

Barcos de apoio no local do mergulho – foto: ISSB

Triagem do lixo e animais - foto: ISSB

Salvamento de pequenos crustáceos alojados no lixo. Foto: ISSB

Poliqueto retirado da rede de pesca – Foto: ISSB

Rede com mandíbula animal – Foto: ISSB

A operação contou com varreduras do local por meio de um sonar side scan para detecção de objetos perdidos no fundo. Houve também apoio náutico aos mergulhadores e aos voluntários em terra, onde foi realizada a separação, catalogação e pesagem do material retirado do fundo do mar. Além dos petrechos de pesca como redes, anzóis, linhas de diversos tamanhos e artefatos de pesca, foram retirados também diversos tipos de lixos plásticos, metais, artigos de borracha, tecidos, madeira, vidro.

Embarcação rastreando o fundo com sonar side scan – foto: ISSB

Diversos tipos de lixo urbano – foto: ISSB

A retirada dos petrechos de pesca abandonados, perdidos ou descartados é importante para evitar a Pesca Fantasma, ou seja, a mortandade causada pelo aprisionamento destes animais nestes detritos. Desta forma, retirando os dejetos do mar, contribuímos para que o ambiente marinho se torne mais saudável e ainda evita que os animais marinhos morram por causa do nosso lixo.

Equipes Sea Shepherd, Ibama, YCI e Petrechos de Pesca

Acreditamos que a mudança de comportamento através da educação, fiscalização e garantias para a perduração das espécies seja a maneira mais eficiente de evitar este tipo de poluição nos oceanos. Entendemos também que ações como esta devem ser permanentes e contínuas, congregando mais entidades e apaixonados pelo mar.

 

A vida marinha agradece!

 

 

 

 

Back to list

Related Posts