Notícias

Fim da longa disputa judicial entre Pete Bethune e a Sea Shepherd

O Shonan Maru 2 deliberadamente abalroou o Ady Gil. Foto: Joanne McArthur / Sea Shepherd

Pete Bethune, fundador da Earthrace Conservation, e a Sea Shepherd Conservation Society, chegaram a um acordo em sua disputa judicial de longa duração. O acordo, que envolve um ajuste financeiro para Bethune, também prevê que ele vai ajudar a Sea Shepherd a garantir que Paul Watson não seja extraditado para o Japão.

A disputa entre a Sea Shepherd e Bethune teve início depois que a embarcação Ady Gil foi danificada na campanha em defesa das baleias da Sea Shepherd, em 2010, enquanto tentava deter os baleeiros japoneses na Antártida. O Ady Gil foi deliberadamente abalroado pelo Shonan Maru 2, uma embarcação de segurança japonesa, e após um período de reboque, o Ady Gil foi abandonado.

Nos termos do acordo assinado entre Bethune e a Sea Shepherd em 2009, se o navio fosse perdido ou destruído, a Sea Shepherd teria que fazer certos pagamentos a Bethune. A decisão judicial foi sobre o pagamento e o seu montante.

Bethune disse: “Estou feliz que o caso chegou ao fim e estou satisfeito com o resultado. Disputas entre indivíduos e organizações que fundamentalmente trabalham pelos mesmos objetivos é um desperdício de tempo, dinheiro e esforço, que poderiam ser melhor gastos na proteção da vida e ambiente marinho. Este acordo significa que eu serei capaz de retribuir a todos aqueles que têm sido tão generosos em me ajudar a manter minha cabeça acima da água, bem como todos aqueles que me apoiaram firmemente ao longo deste episódio todo, especialmente todos os voluntários da Earthrace. Sem esse apoio, eu teria sido afundado, assim como o Ady Gil“.

Bethune e a Sea Shepherd estão agora focados em trabalhar juntos para o bem dos oceanos, e como parte desse esforço, Pete Bethune tem ajudado Paul Watson em seus esforços para evitar a sua extradição para o Japão, após um alerta vermelho da Interpol que foi emitido contra Paul Watson a pedido do Japão.

A Sea Shepherd afirma que o alerta vermelho é motivado politicamente, e que suas alegações são falsas. Bethune, que foi condenado por cinco crimes por um tribunal no Japão, logo após a campanha em defesa das baleias da Sea Shepherd em 2010, diz que as alegações do Japão contra Watson são essencialmente falsas ou enganosas, e seu objetivo é ver o alerta vermelho contra Paul Watson ser retirado.

“A Sea Shepherd tem honrado o acordo que fizemos com Pete Bethune”, disse Susan Hartland, Diretora Administrativa da Sea Shepherd. “Agora, ambas organizações podem fechar este capítulo da nossa história e seguir em frente para apoiar a vida marinha em todo o mundo”, acrescentou.

A Sea Shepherd prosseguirá as suas diversas campanhas para proteger os mamíferos marinhos e peixes ameaçados de extinção. A organização gostaria que o alerta vermelho contra Paul Watson fosse retirado antes da sexta temporada do seriado de TV da Sea Shepherd, “Whale Wars – Defensores de Baleias”, ir ao ar, ainda este ano.

Pete Bethune e a Earthrace Conservation estão prestes a implantar sua unidade tática na África, onde eles estão filmando a série de TV documentando a pesca ilegal por navios estrangeiros. Dois episódios da série já foram filmados, e outros seis serão filmados de julho a outubro deste ano.

O dano ao Ady Gil foi grave o suficiente para que ele tivesse de ser abandonado. Foto: Joanne McArthur / Sea Shepherd

Traduzido por Raquel Soldera, voluntária do Instituto Sea Shepherd Brasil.

Back to list

Related Posts