Sea Shepherd Brasil realiza ação ambiental em Guaratuba/PR

No dia 2 de abril de 2016, o Instituto Sea Shepherd Brasil – Núcleo Paraná realizou o segundo mutirão de limpezas de Praias. A ação ocorreu na região de Guaratuba/PR e contou com a presença de doze voluntários!

foto3

Em grupos separados de 3 e 2 indivíduos, os voluntários percorreram os seguintes locais: Balneário Eliane, Coroados e Barra do Saí. Ao total, foram retirados 9 sacos de lixo de 100 litros e, entre os itens encontrados com mais frequência pelos voluntários estão: bitucas de cigarro, objetos de plástico (tampas de garrafa pet, embalagens de sorvete, pirulitos e bala), isopor e restos de rede de pesca. Os animais marinhos, a exemplo de tartarugas e golfinhos, são um dos maiores prejudicados por este lixo descartados pelo seres humanos diariamente nos oceanos, seja pelos banhistas ou até mesmo pelas embarcações.

foto4 foto6 foto7 foto1

O Núcleo Paraná conta com diversos voluntários que se encontram mensalmente para discutir as próximas ações (palestras, eventos, mutirões de limpezas de praias). Se você quer conhecer um pouco do que fazemos, ou tem interesse em se juntar a nós na próxima limpeza de praias, entre em contato através do email? nucleopr@seashepherd.org.br ou pelo facebook: Clarissa Teixeira (coordenadora do Instituto Sea Shepherd Brasil – Núcleo Paraná).

Rico berçário marinho em Ilhabela precisa de proteção

Assista ao VÍDEO: O rico berçário marinho, da Ilha das Cabras à Praia do Portinho, em Ilhabela/SP, precisa de proteção !!!

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=fMrF-kSFoVY[/youtube]

Berçário marinho Praia das Pedras Miúdas – Ilhabela/SP ao fundo São Sebastião e terminal petrolífero.

Berçário marinho Praia das Pedras Miúdas – Ilhabela/SP ao fundo São Sebastião e terminal petrolífero.

De grande beleza cênica e alta importância do ponto de vista ambiental e social, esta área sem proteção das autoridades requer atenção especial pela sua diversidade e variação genética que conserva em seu ecossistema os processos ecológicos fundamentais.

O Sea Shepherd Brasil alerta sobre a importância da proteção do fundo do mar da Ilha das Cabras à Praia do Portinho. O local é conhecido como o Santuário Ecológico Municipal de Ilhabela através do Decreto Municipal 953/1992 e pelo IBAMA há proibição de pesca nos 20 metros no entorno da Ilha das Cabras.

Entre nesta campanha. Seja um multiplicador.
Assista e divulgue este vídeo. A vida marinha agradece !

#SeaSeapherdBrasil #Ilhabela #IlhaDasCabras

Tubarões em Risco de Extinção – Campanha pela moratória da pesca de tubarões na costa brasileira

No último dia 26 de março, o Instituto Sea Shepherd Brasil – Núcleo SP fez atividade em defesa dos tubarões em Ilhabela/SP. A atividade chamou a atenção para a ameaça de extinção dos tubarões e divulga a Campanha Mar de Sangue.

No topo da cadeia alimentar os tubarões são animais da época dos dinossauros sendo responsáveis pelo equilíbrio dos oceanos.  Estes seres altamente evoluídos em seu habitat natural estão na terra há mais de 400 milhões de anos, mas hoje se encontram ameaçados de extinção. Mais de 100 milhões de tubarões são mortos todos os anos para abastecer o mercado mundial e são caçados principalmente pela a prática do “finning”.

 O “finning” é uma pesca cruel que consiste na retirada das nadadeiras dos tubarões que depois são jogados de volta ao mar, mutilados e ainda vivos, para uma morte vagarosa no fundo do oceano.

Nadadeiras de tubarões da prática do “finning”

A pesca para retirada das nadadeiras de tubarão é uma ação predatória e insustentável, que ameaça seriamente as populações de tubarões. Esta crueldade já dizimou um número inacreditável de animais:  mais de 90% da população de grandes tubarões do mundo foi exterminada. Esta brutalidade é mais rápida que a sua capacidade de reprodução pois sua maturidade lenta não admite a caça.  Em nosso litoral, 67% das espécies de tubarões já se encontram com alguma ameaça de extinção. Segundo as pesquisas, nos últimos 20 anos, as populações de tubarões declinaram em até 90% e dezenas de outras espécies estarão extintas nas próximas décadas.

Representação da morte dos tubarões em um caixão com nadadeiras.

Representação da morte dos tubarões em um caixão com nadadeiras.

PRECISAMOS DE SUA AJUDA PARA SALVAR OS TUBARÕES E PROTEGER O ECOSSISTEMA MARINHO. Extinção é para sempre!

Mosaico de fotos. Voluntários em atividade em Ilhabela/SP na Campanha Mar de Sangue em defesa dos tubarões

Mosaico de fotos. Voluntários em atividade em Ilhabela/SP na Campanha Mar de Sangue em defesa dos tubarões

O INSTITUTO SEA SHEPHERD BRASIL  lançou um pedido de moratória – paralisação total – da pesca de tubarões pelo período de 20 (vinte) anos em toda a costa brasileira.

O pedido foi realizado no Senado Federal em uma audiência pública (https://www.youtube.com/watch?v=kgWGJlodtXw)  baseado em que: tendo em vista a ineficiência dos órgãos públicos fiscalizadores em conter este crime ambiental e o crescente número de nadadeiras apreendidas a cada ano no País, se faz necessária a moratória de toda a pesca de tubarões, na costa brasileira,  pelo prazo de 20 (vinte) anos, seja ela industrial ou artesanal.

 

ASSINE A PETIÇÃO PÚBLICA ONLINE PELA MORATÓRIA DA PESCA DE TUBARÕES NA COSTA BRASILEIRA EM WWW.SEASHEPHERD.ORG.BR

Campanha Mar de Sangue – em defesa dos tubarões – Núcleo SP

Campanha Mar de Sangue – em defesa dos tubarões – Núcleo SP

A vida marinha agradece.

Campanha Saneamento Já ! Sea Shepherd Brasil- Núcleo SP e Fundação SOS Mata Atlântica somam esforços pela universalização do saneamento e pelo fim dos “rios mortos”.

saneamento ja

Em parceria com a Fundação  SOS Mata Atlântica que lançou  a Campanha Saneamento  Já com demais entidades, tem como meta  fortalecer o comprometimento  das políticas públicas e comportamentos responsáveis para a questão do saneamento ambiental.

Esta campanha pede pelo fim dos “rios mortos”, pelo  saneamento para todos e por água limpa nos rios e no mar brasileiro.

Os “rios mortos” são aqueles utilizados para diluir esgotos, como  é o caso do Rio Tietê na região metropolitana de São Paulo.

Na legislação brasileira, os rios mortos são enquadrados na classe 4 (Resolução Conama 357 e correlatas), que são rios destinados a diluir efluentes (esgotos) com baixa eficiência de tratamento e, na grande maioria, sem tratamento.

– Saneamento no Brasil-  Qual a nossa situação atual?

O Brasil ainda está longe da universalização dos serviços de saneamento básico. Universalização do saneamento básico seria ter água tratada, coleta e tratamento de esgoto para toda a população. Estima-se que 35 milhões de brasileiros ainda não têm acesso à água tratada.

Já a situação do esgoto é bem pior. Segundo dados do último diagnóstico de serviços de água e esgoto, apenas 49,8% da população possui acesso à rede coletora de esgoto, ou seja, mais de 100 milhões de pessoas não são atendidas pela coleta de esgoto. E nem todo o esgoto coletado é tratado, já que o Brasil trata apenas 40% do total de esgoto gerado. Todo o resto é despejado sem tratamento, poluindo rios, lagoas e mar.

>>>   apenas 40% dos esgotos gerados  no Brasil são tratados (Fontes: Diagnóstico Ministério das Cidades/SNIS 2014; e Instituto Trata Brasil).

>>>  35 milhões de brasileiros não tem acesso à água tratada (Fontes: Diagnóstico Ministério das Cidades/SNIS 2014; e Instituto Trata Brasil).

>>>  85% dos 111 rios e córregos avaliados pela Fundação SOS Mata Atlântica não apresentam boa qualidade da água  (Fonte: SOS Mata Atlântica – relatório do Observando os Rios 2015).

>>>  Mais de 70% das doenças que levam a internações hospitalares no país são decorrentes de contato com a água contaminada (Fontes: OMS, Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde SIH/SUS, IBGE-Morbidade Hospitalar no SUS).  Fonte Fundação SOS Mata Atlântica.

A poluição por esgotos também atinge o mar, seja por meio dos rios poluídos que deságuam no mar ou por meio dos “emissários submarinos”, que são soluções de saneamento ainda aceitas hoje em dia, na qual o esgoto coletado nas cidades costeiras é direcionado diretamente para o mar por tubulações até um determinado ponto onde se acredita que todo o esgoto liberado pode ser diluído sem riscos à saúde. Mas a experiência vem provando o contrário seja por deficiências nas redes coletoras ou por falhas nos próprios emissários. Várias praias brasileiras são constantemente classificadas como “impróprias para banho” por terem suas águas contaminadas.

Fora a questão das doenças às pessoas, a poluição hídrica tem vários outros impactos, pois compromete o uso dos rios e mar. Deprecia valores turísticos, oportunidades recreativas, captação de água para abastecimento e irrigação, possibilidades de cultivo, sem falar na perpetuação das espécies.

O que faremos?

Nossa meta é mobilizar mais de 1 milhão de pessoas para pressionar o poder público, demonstrando que a população brasileira quer saneamento como uma prioridade. Todas as assinaturas demonstrando apoio à campanha serão entregues para a presidência da república e governos estaduais.

Como apoiar?

Assinando o abaixo-assinado e também nos ajudando a repercutir a campanha.

No site da Fundação SOS Mata Atlântica a pessoa encontra o link do abaixo-assinado online para compartilhar com os amigos em suas redes sociais e também orientações de como ela mesma pode imprimir folhas do abaixo-assinado e coletar assinaturas no seu trabalho, escola, condomínio, vizinhança etc. Pode também assinar a petição online no endereço>  http://bit.ly/saneamentoja

“Estas águas poluídas atingem o mar, piorando ainda mais a poluição do mar e praias. Os poluentes dos rios, córregos e mar não possuem limites e muitos são clandestinos. A indisponibilidade de reuso destas águas quer seja para a preservação das espécies à produção de alimentos torna o desperdício uma herança amarga e cruel para a atual e futuras gerações”, explica Mara Lott , Coordenadora do Instituto Sea Shepherd Brasil – Núcleo SP.

Tubarões em risco de extinção – Conscientização em Ilhabela

TUBARÕES EM RISCO DE EXTINÇÃO – SEA SHEPHERD BRASIL NÚCLEO SP em Ilhabela no dia 26/03 sábado à noite.
Compareça! Prestigie!
índice

No  sábado, dia 26/03 à noite, o Instituto Sea Shepherd Brasil estará em Ilhabela para conscientizar as pessoas da importância da preservação dos tubarões.

Por que isso é importante?

Os tubarões estão na terra há mais de 400 milhões de anos desde antes dos dinossauros. São responsáveis pela manutenção e equilíbrio do ecossistema marinho. Sendo animais do topo da cadeia alimentar, acumulam metais tóxicos em seu corpo. O que significa que todos os produtos derivados podem apresentar sérios riscos a nossa saúde como doenças degenerativas, aborto e câncer.

Todos os anos mais de 100 milhões de tubarões são mortos em todo mundo. Uma velocidade muito maior da que eles conseguem se reproduzir. O colapso destes animais está em ritmo acelerado. Em nosso litoral, 67% das espécies de tubarões já estão correndo algum tipo de risco de extinção. Nos últimos 20 anos, as populações de tubarões declinaram em até 90%, e dezenas de espécies estarão extintas nas próximas décadas.

“Não consuma carne de tubarão, cação e todos os seus derivados. Se você não compra, eles não pescam” – Projeto Shark Free.

Tubarões em risco de extinção. Campanha pela moratória da pesca de tubarões na costa brasileira.

Acesse o link https://goo.gl/mWH7zv e assine a petição pública pela moratória da pesca de tubarões no litoral brasileiro.

Compareça, Prestigie ! O Planeta agradece !!!

www.seashepherd.org.br