Editorial

Tubarões, Drogas, Mentiras e Corrupção na Costa Rica

Por anos, a pequena nação da Costa Rica tem aproveitado os frutos do mito de que é algum tipo de paraíso ecológico. A verdade é que a Costa Rica é uma das nações mais corruptas e ecologicamente destrutivas da América Latina.

Equador, Panamá e Colômbia estão bem mais preocupados com questões ecológicas e com o controle do crime ambiental do que a Costa Rica. Mas a Costa Rica tem uma boa agência de Relações Públicas e uma vasta natureza mantém a Costa Rica estonteantemente verde como uma esmeralda por fora enquanto, por dentro, uma podridão permeia a nação.

Fora a poluição química da indústria da banana e a destruição da Floresta Tropical pela derrubada das árvores, a Costa Rica é uma das nações mais destrutivas de tubarões no planeta Terra. No porto de Puntarenas, a “máfia das barbatanas de tubarão” controla a polícia e os tribunais, comprou os políticos locais e tem tentáculos que envolvem as burocracias governamentais de San Jose com sua corrupção.

Nós temos assistido como a população de tubarões nas águas das Ilhas Coco e pela costa da Costa Rica tem diminuído quantidade alarmante. É uma situação séria que está sendo encobertada pela corrupção política e burocrática costa-riquenha.

A extensão dessa atividade criminosa pode ser vista na recente apreensão de 1 tonelada de cocaína encontrada dentro de corpos de tubarões congelados a bordo do cargueiro Dover Strait por autoridades mexicanas.

Os tubarões congelados foram carregados em Puntarenas, onde a indústria ilegal do comércio de barbatanas opera abertamente e sem interferências policiais.
Inspetores da Marinha , a sudeste, no porto de Progreso, no estado de Yucatan , na terça-feira, detectaram uma anomalia em dois containers de navios durante uma checagem de raio-x rotineira, de acordo com uma notícia da Marinha.

Os inspetores miraram em um carregamento de tubarões. Ao abrir um dos peixes congelados, encontraram sacos pretos contendo pacotes retangulares recheados de cocaína.

Ao todo, as autoridades recuperaram 870 pacotes de cocaína pesando 894kg, segundo declaração da Marinha.
Os mesmos elementos criminais envolvendo o tráfico de barbatanas de tubarão também envolvem tráfico de drogas. Acabar com o finning na Costa Rica já seria meio caminho andado de acabar com o trafico de drogas.

Julie Andersen, da Shark Angels _ entidade em prol da conservação da vida dos tubarões _ , responde à apreensão das drogas dizendo: “Talvez agora as
pessoas verão a realidade do comércio de barbatana de tubarões: uma asquerosa e destrutiva indústria, formada por assassinatos, ganância, quadrilhas e muito, muito dinheiro…assim como o tráfico de drogas. Apesar de chocante, não é uma surpresa que drogas estejam sendo escondidas em tubarões mortos, pois, como se sabe, há tempos os traficantes vêm fazendo lavagem de dinheiro através do comércio da barbatana de tubarão. O que muitos não percebem, no entanto, é que os tubarões estão desaparecendo de nossos oceanos, logo seu valor poderá ser bem maior do que aquele da cocaína apreendida – não apenas na mesa de jantar, mas para os nossos oceanos cambaleando para um precipício.”

Operações da Sea Shepherd na Costa Rica foram suspensas em 2005 depois que a Sea Shepherd equipou os guardas florestais da ilhas Cocos com geradores de energia, radares e roupas. Oito pescadores simplesmente nos acusaram de tentativa de assassiná-los, e apesar da cobertura de vídeo de todas as atividades da Sea Shepherd, documentado no filme Sharkwater e sem nenhuma prova além da acusação, os tribunais de Puntarenas ordenaram minha prisão e detenção por um ano enquanto eles investigavam a acusação. Depois, um juiz me contatou para dizer que a ordem poderia ser revogada por $100.000. Eu respondi que nós não participamos nesse tipo de jogo.

Nesse exato momento, nas águas de Puntarenas, os caçadores estão carregando e descarregando barbatanas de tubarões, secando-os em seus telhados e recheando seus corpos com cocaína antes de congelá-los. Ainda assim, nenhum policial ou membro da Guarda-Costeira costa riquenha investigou seriamente esse nicho de carnificina e corrupção.

Vício e propina são a lei em Puntarenas. Os juízes, promotores e a polícia são subornados e a eterna destruição de ecossistemas marinhos continua impune.
Barbatanas de tubarões e drogas, propina e corrupção, destruição ecológica, pesca ilegal, e poluição química são os demônios que dominaram a Costa Rica. O governo é dirigido por políticos inescrupulosos e os tribunais por leis inescrupulosas, todos dispostos a vender o que uma vez foram as belíssimas e variadas maravilhas ecológicas da Costa Rica. Logo, a “rica costa” não mais será rica em diversidade e a destruição dos tubarões e o colapso da pesca irão consagrar a destruição da nação da Costa Rica, uma nação sendo destruída por aqueles que deveriam guardá-la politicamente e legalmente.

A Sea Shepherd saúda a vigilância e profissionalismo das autoridades mexicanas por interceptarem aqueles tubarões congelados e suas entranhas de cocaína.

Muchas gracias a los Federales Mexicanos por un trabajo bien hecho!

Back to list