Notícias

Sea Shepherd dança perigosamente com a frota baleeira fora da lei no Santuário Antártico das Baleias

As peças de xadrez náuticas continuam a se mover e continuam a mudar o tabuleiro no Santuário de Baleias da Antártica.

O Shonan Maru # 2 já não persegue o Steve Irwin. A embarcação de segurança foi substituída pelo navio arpoador Yushin Maru #2. Supõe-se que o Shonan Maru #2 irá agora seguir para oeste, em direção ao navio australiano Ocean Protector para entregar os três prisioneiros australianos a bordo. Com o Yushin Maru #2, agora seguindo o Steve Irwin, e o Yushin Maru #3 ainda na Ilha Macquarie, o Nisshin Maru tem agora apenas um navio arpoador restante – o Yushin Maru.

A Sea Shepherd perdeu temporariamente o contato do drone com o Nisshin Maru e não pode garantir que a caça às baleias não tenha começado. Se assim for, ela vai continuar com dois dos três navios arpoadores não envolvidos nas operações de morte. “Se tivéssemos mais um navio, não haveria qualquer possibilidade das baleias serem mortas”, disse o Capitão Paul Watson. “Em julho eu me encontrei com representantes do Greenpeace na Comissão Internacional da Baleia e solicitei que eles enviassem um navio para nos apoiar. Eu disse a eles que mais um navio iria encerrar esta frota inteira. Eles se recusaram, o que é profundamente decepcionante, e como resultado, as baleias podem morrer”.

A Sea Shepherd está trabalhando para garantir um terceiro navio de gelo, grande e rápido, para retornar com reforçada na próxima temporada. O rápido navio de patrulha da Sea Shepherd, o Brigitte Bardot, permanece em Fremantle, na reparação dos danos causados ​​pelas condições climáticas extremas do Oceano Antártico.

“Nós demonstramos que podemos obstruir estes caçadores furtivos, e a cada ano nos tornamos mais eficazes do que no ano anterior. Mais um navio nos dará a capacidade de jogar uma manta de intervenção sobre eles, o que vai extinguir completamente suas operações ilegais”, disse o Capitão Paul Watson.

O afastamento do Shonan Maru #2 elimina a possibilidade da transferência dos três homens da Forest Rescue para o Steve Irwin. A transferência dos homens para o Steve Irwin teria poupado centenas de milhares de dólares do governo australiano. Enquanto isso, apesar de ser expulso das águas territoriais da Austrália da Ilha MacQuarie, o Yushin Maru #3 continua a permanecer ilegalmente dentro do limite territorial australiano de 12 milhas.

“Os baleeiros japoneses agem como se eles fossem donos de todo o Oceano Austral”, disse o Capitão do Bob Barker, Alex Cornelissen, da Holanda. “Eles vão para onde querem, quando querem, e fazem o que querem, com total desprezo pela soberania australiana”.

O Yushin Maru # 3 com a ilha MacQuarie ao fundo, tirada a partir da ponte do Bob Barker. Foto: Carolina A Castro

O Yushin Maru # 3 com a ilha MacQuarie ao fundo, tirada a partir da ponte do Bob Barker. Foto: Carolina A Castro

Traduzido por Raquel Soldera, voluntária do Instituto Sea Shepherd Brasil

Back to list