Notícias

O episódio do embarque no Shonan Maru

Cronograma de acontecimentos

Sexta-feira, 6 janeiro, 2012:

Três membros da Forest Rescue visitam o Steve Irwin no porto de Fremantle, com um pedido para que a Sea Shepherd lhes dê assistência no embarque do Shonan Maru #2. Seu objetivo é mostrar a falta de ação do governo para acabar com a caça às baleias no Oceano Antártico e tentar reduzir a velocidade do Shonan Maru #2, para permitir que o Steve Irwin fuja de sua perseguição. O Capitão Paul Watson concorda com esta solicitação.

Sábado, 7 de janeiro:

O Steve Irwin espera ao largo da ilha Rottnest para observar os movimentos do Shonan Maru #2 e aguardar a equipe da Forest Rescue para fazer os preparativos e garantir um barco para levá-los ao largo da costa. Às 14:42 horas, o Steve Irwin parte para o sul, ao longo da costa da Austrália Ocidental. Às 19:00, a Sea Shepherd divulga na internet que o Steve Irwin está tendo problemas de motor e vai precisar parar para reparos. A Sea Shepherd está ciente de que os baleeiros monitoraram o site da Sea Shepherd. Às 23:05 o Steve Irwin para e flutua cerca de onze quilômetros da costa de Bunbury. O Shonan Maru #2 para a 11 milhas à popa do Steve Irwin.

Os três membros da equipe de embarque da Forest Rescue são Geoffrey Tuxworth, Simon Peterffy, e Glen Pendlebury, todos são da Austrália Ocidental.

Objetivos:

1. Subir a bordo do Shonan Maru #2

2. Retardar o Shonan Maru #2 para permitir que o Steve Irwin escape.

3. Chamar a atenção pública internacional sobre a continuidade das operações ilegais baleeiras do Japão e a falta de ação por parte do governo Gillard.

4. Envergonhar o navio japonês de segurança por violar a sua segurança.

Domingo, 8 de janeiro:

Meia-noite: a Sea Shepherd despacha dois barcos, o Delta e o Bindi, para encontrar a equipe da Forest Rescue. Os três homens são apanhados de seu barco. Os barcos, em seguida, avançam para o Shonan Maru #2 ao abrigo da escuridão da noite.

03:01: O Bindi quebra. O Capitão Watson comunica que o Delta continue com a missão.

04:30: O Delta se move entre dois pontos e contra o casco do Shonan Maru #2 e os três homens negociam seu caminho ao longo das grades e por meio do arame farpado para chegar ao convés. Com os homens no convés, o Delta e o Bindi retornam ao Steve Irwin, às 06:30 horas.

Posição do Shonan Maru #2 no momento do embarque: 32° 57″ 48″ ao sul e 115° 20′ 24″ a leste (16,2 milhas náuticas da costa da Austrália Ocidental).

Segunda-feira, 9 de janeiro:

O Shonan Maru #2 continua a perseguir o Steve Irwin. A posição ao meio-dia é: 37° 41″ ao sul e 115° 14″ a leste (173 milhas náuticas ao sul da Austrália).

Terça-feira, 10 de janeiro:

O Shonan Maru #2 continua a perseguir o Steve Irwin. A posição ao meio-dia é: 41° 19″ ao sul e 115° 58″ a leste (380 milhas náuticas da Austrália).

O Yushin Maru #3 está a 4 milhas ao largo da praia de Ilha Macquarie, como documentado pelo navio da Sea Shepherd, o Bob Barker. A Sea Shepherd se oferece para resgatar os três ativistas da Forest Rescue do Shonan Maru #2, a fim de ajudar o governo a evitar o custo de enviar o Oceano Protector para resgatar os homens. O governo não responde.

Quarta-feira, 11 de janeiro:

O Shonan Maru #2 continua a perseguir o Steve Irwin. A posição às 11:00 horas é: 44° 13 ao sul e 119° 51 a leste (560 milhas náuticas da Austrália). Às 17:00 horas, horário da Austrália, o Yushin Maru #3 permanece dentro do limite de 12 milhas territorial da Ilha Macquarie.

A posição do Ocean Protector é desconhecida. Nenhuma área do governo australiano entrou em contato com o Steve Irwin durante este cronograma. Os únicos contatos foram do gabinete do senador Bob Brown e do Membro Liberal do Parlamento, Greg Hunt.

Traduzido por Raquel Soldera, voluntária do Instituto Sea Shepherd Brasil

Back to list