Notícias

O Guardião da Enseada, Erwin Vermeulen, é recebido como herói em Amsterdã

Erwin falando com a imprensa e apoiadores em sua chegada na Holanda. Foto: Boyan Slat

Erwin falando com a imprensa e apoiadores em sua chegada na Holanda. Foto: Boyan Slat

Após relatar as tribulações nos seus 63 dias na prisão, posteriormente ao julgamento e absolvição na prefeitura de Wakayama, próximo a Taiji, ontem no Clube dos Correspondentes Estrangeiros, em Tókio, no Japão, para a imprensa reunida, o Guardião da Enseada da Sea Shepherd, Erwin Vermeulen, jubilosamente embarcou em um avião e rumou para casa.

Ele chegou no aeroporto Schiphol, em Amsterdã, às 14h00 para ser recebido como herói.

Erwin foi saudado por sua família e apoiadores da Sea Shepherd da Holanda. Numerosos representantes da imprensa, rádio nacional e noticiário estavam presentes para registrar seu retorno triunfante. Depois de muitos abraços e tapinhas nas costas, Erwin agradeceu pelo apoio enquanto estava encarcerado. Ele contou para a multidão reunida no aeroporto que estava feliz, pois sua provação não foi em vão. Sua experiência tinha focalizado mundialmente a atenção nas atrocidades cometidas contra os golfinhos em Taiji. De fato, este foi o motivo de ter se tornado Guardião da Enseada, em primeiro lugar.

Após seus comentários, Erwin parou em um bar no aeroporto, onde alguém comprou-lhe uma cerveja gelada. Ele levantou seu copo e humildemente brindou aos seus defensores ao redor do globo, por não desistirem dele durante seus dois meses de aprisionamento, dizendo simplesmente: “Obrigado a todos vocês” e “É bom estar em casa”.

Erwin cumprimentado por familiares, apoiadores e imprensa, em seu retorno à Holanda. Foto: Boyan Slat

Erwin cumprimentado por familiares, apoiadores e imprensa, em seu retorno à Holanda. Foto: Boyan Slat

Traduzido por Ana Dias, voluntária do Instituto Sea Shepherd Brasil

Back to list