Notícias

Mais uma vitória da Sea Shepherd nos tribunais franceses

Cracas Gooseneck na natureza

A Sea Shepherd Conservation Society França recebeu 20.000 Euros na corte francesa de Quimper, na Bretanha, no dia 12 de junho. Quatro caçadores espanhóis foram intimados a pagar à Sea Shepherd França 5.000 Euros cada um, depois de terem sido considerados culpados por caça furtiva de cracas Gooseneck em águas territoriais francesas.

A Sea Shepherd tem um outro caso judicial pendente contra contrabandistas de cracas Gooseneck, que serão ouvidos na França, em janeiro de 2014.

Existe uma grande demanda por cracas Gooseneck na Espanha, onde elas são consideradas uma comida gourmet. São vendidas por até 150 Euros por quilo no mercado espanhol.

Parabéns à Presidente da Sea Shepherd França, Lamya Essemlali, e à Sea Shepherd Lorient, por mais uma vitória judicial, além do veredicto do tribunal de La Reunion, mantendo a proibição da matança de tubarões em uma reserva marinha francesa. E um agradecimento muito especial a Arnaud Pelpel, pela sua representação legal pro bono, em nome da Sea Shepherd França e das cracas Gooseneck.

Cracas Gooseneck devem permanecer no mar e não em pratos gourmet espanhóis.

Cracas gooseneck são considerados uma iguaria gourmet na Espanha

Traduzido por Raquel Soldera, voluntária do Instituto Sea Shepherd Brasil

Back to list