Editorial

Estará Hoo destruindo os tubarões?

Comunicado do Capitão Paul Watson

Barbatanas de tubarão desidratando em uma calçada de Hong Kong. Foto: Gary Stokes/Sea Shepherd

A corrupção é um dos principais motivos por trás da perpetuação da destruição de nosso oceano e de nosso planeta. Já há décadas estamos lutando para combater esta doença de que sofrem governos, empresas, organizações e indivíduos no mundo todo. Suborno, propina, conflito de interesses, nepotismo, arrogância, ignorância e cobiça são as razões pelas quais estamos perdendo a guerra pela proteção da fauna marinha.

Na busca egoísta de lucros a qualquer custo, extinguem-se espécies e destroem-se habitats. As gerações futuras estão sendo saqueadas e a própria sobrevivência da humanidade é posta em risco por causa da inimaginável cobiça e desonestidade de governantes e legisladores corruptos.

Graças ao jornalista Frank Pope, um destes insidiosos indivíduos foi exposto hoje no London Times.

Giam Choo Hoo integra o comitê que avalia cientificamente as ameaças às espécies cobertas pela Convenção sobre Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas (CITES, na sigla em inglês) da ONU. Ele é um destacado e altamente influente membro do organismo da ONU que auxilia na regulamentação do comércio de espécies ameaçadas. Hoo é também representante da indústria da barbatana de tubarão, que está levando à extinção algumas espécies deste animal.

Membro do Colégio Real de Cirurgiões Veterinários de Londres, o Dr. Giam descartou as ressalvas a respeito de seus interesses comerciais. “Para mim, isso é irrelevante. Devo ser julgado pelo que digo e não pelo fato de ter, ou não, vínculo com a indústria da barbatana,” declarou.

Não, Dr. Giam, nós o julgamos pelos seus atos e pelo seu vínculo com a indústria, sim. Tê-lo em um cargo que determina quais são as espécies de tubarão que devem ser incluídas na lista de ameaçadas é como ter Rush Limbaugh participando de uma comissão de regulamentação do uso ilegal de medicamentos. Existe aí um conflito de interesses. Você não pode lucrar com as barbatanas de tubarão e, ao mesmo tempo, bloquear normas que protegeriam os tubarões e depois vir dizer que é imparcial. Assim, pare de urinar nas nossas pernas e dizer que está chovendo.

Giam Choo Hoo é sujo e precisa ser expulso da CITES. Necessitamos de cientistas neutros que não usufruam ganhos pessoais com a destruição da vida em nossos oceanos.

Enquanto Giam Choo Hoo não sair, a CITES continuará a ter credibilidade zero.

Nossos oceanos estão morrendo e os próprios carrascos estão responsáveis pela aplicação da lei.

Giam Choo Hoo é um criminoso ambiental e um ecoterrorista. Suas vítimas são as espécies ameaçadas e as gerações futuras.

Visite o blog de Frank Pope para maiores detalhes deste caso (em inglês): http://frankpope.co.uk/2012/03/15/in-conversation-with-the-shark-fin-godfather/

Clique aqui para assinar o abaixo-assinado pela exoneração do Dr. Giam: https://www.change.org/petitions/save-the-sharks-vote-to-remove-dr-giam-from-cites-and-demand-conflict-of-interest-provisos-be-adopted-by-cites

Traduzido por Luciana F. Piva, voluntária do Instituto Sea Shepherd Brasil

Back to list