Uncategorised

OPERAÇÃO AMÉRICA LATINA SEM BITUCAS

Não é só o canudo! Sea Shepherd e parceiros focam em um grande inimigo dos oceanos: a bituca de cigarro.

SÃO PAULO, BRASIL- 21/03/2020

Em uma ação histórica, a Sea Shepherd, organização sem fins lucrativos de proteção à vida marinha, se une com a ONG Mundo Sem Bitucas e outros apoiadores locais e internacionais para uma ação simultânea de mutirão de limpeza em 9 países da América Latina, focado em um único tipo de lixo: a bituca de cigarro.

Por que bitucas? Segundo a Ocean Conservancy, a bituca é o poluente em maior quantidade afetando os oceanos. No último relatório divulgado pela entidade, nas limpezas realizadas em todo o mundo desde 1986, foram coletadas mais de 60 milhões de bitucas, cerca de um terço do total de objetos retirados das praias.

 

 

Em todo mundo, cerca de 5,6 trilhões de bitucas são produzidos  anualmente, a grande maioria feita de filtros feitos com acetato de celulose, um tipo de plástico. Essa substância leva mais de 10 anos para se decompor na natureza e, durante esse tempo, a bituca liberta diversas substâncias tóxicas, como nicotina, chumbo e arsênico.

Muitos fumantes não descartam as bitucas corretamente, jogando-as no chão. Este hábito dificulta a coleta do lixo, que acaba chegando aos esgotos, rios e, por consequência, ao mar, contaminando as águas.  Peixes, tartarugas e outros animais marinhos, confundem estes resíduos com alimento e ingerem as bitucas, causando grandes contaminações na cadeia alimentar. Pesquisadores encontraram resíduos de cigarro no estômago de cerca de 70% das aves marinhas e 30% das tartarugas marinhas.

No Brasil, o epicentro da ação acontecerá no vão do MASP, no dia 21 de Março, a partir das 10h, além de  ações em outros treze pontos em seis estados do País (mais detalhes abaixo).

Participe desta ação e contribua para um mundo sem bitucas. Os participantes devem levar luvas, uma garrafa reutilizável com água potável e uma garrafa PET usada para coletar as  bitucas. 

Cigarro não faz mal só para nossa saúde, mas também para a saúde do nosso planeta.

#LATAMSEMBITUCAS

Ação América Latina Sem Bitucas:

21 de Março 2020 à partir das 10 da manhã

São Paulo

Cidade de São Paulo – Vão do MASP (organizado pela Mundo SEM Bitucas e Sea Shepherd)

Ilhabela – Praia do Perequê (organizado pela Sea Shepherd)

Ubatuba – Praia Grande (organizado pela Sea Shepherd)

Itanhaém – Praia do Sonho (organizado pela Sea Shepherd)

Diadema – Represa Billings na Estância Alto da Serra (organizado pela Sea Shepherd)

Mauá – Praça 22 de Novembro – em frente ao Shopping Rio Tamanduateí (organizado pela Sea Shepherd)

Valinhos – Praça da Paróquia São Sebastião (organizado pela Caitê)

Botucatu – Local a confirmar (organizado pela Linear)

Rio de Janeiro

Paraty – Praia do Pontal (organizado pela Sea Shepherd)

Paraná

Caiobá – Praia Brava de Caiobá (organizado pela Sea Shepherd)

Santa Catarina

Florianópolis – Praia dos Ingleses (organizado pela Sea Shepherd)

Rio Grande do Sul

Rio Grande – Praia do Cassino, em frente à Iemanjá (organizado pela Colixo)

Pernambuco

Recife – Praia da Boa Viagem, altura do edifício Acaiaca (organizado pela Mar Aberto UFPE)

Mais sobre a Sea Shepherd Brasil 

A Sea Shepherd é uma organização internacional sem fins lucrativos de conservação da vida marinha. Fundada em 1977, pelo Capitão e ambientalista Paul Watson, a missão da Sea Shepherd é defender, conservar e proteger a vida marinha e ecossistemas marinhos.

Com campanhas no mundo todo, defendendo desde as baleias no Santuário de Baleias da Antártica contra caça ilegal até tubarões em Galápagos, a Sea Shepherd usa táticas inovadoras e não violentas de ação direta para investigar, documentar e agir quando necessário e para expor e confrontar atividades ilegais nos oceanos. Salvaguardando a biodiversidade de nossos delicados ecossistemas marinhos, a Sea Shepherd trabalha para garantir a sobrevivência dos oceanos para as futuras gerações.

No Brasil, a Sea Shepherd atua para preservação de sistemas costeiros e marinhos com a Operação Ondas Limpas, de remoção do lixo marinho de praias e rios e de educação e conscientização da população sobre consumo e descarte responsável. A Sea Shepherd Brasil também atua em escolas educando jovens sobre preservação dos oceanos.

A Sea Shepherd é conhecida por ter a maior frota de navios não governamentais de preservação ambiental, e trabalha com governos para auxiliar na fiscalização de leis de conservação existentes e proteger espécies e ecossistemas ameaçados, como no caso da vaquita marinha do México.Desde os gentis gigantes do mar até as menores criaturas, a missão da Sea Shepherd é proteger todas as espécies de vida marinha que vivem em nossos oceanos. Nossas campanhas têm defendido baleias, golfinhos, focas, tubarões, pinguins, tartarugas, peixes, krill e aves aquáticas da caça furtiva, pesca insustentável, destruição de habitat e cativeiro explorador.

Back to list