Notícias

Navio japonês retorna para fazer reparos

Em 20 de dezembro de 2008, o navio da Sea Shepherd, Steve Irwin, interceptou o navio japonês Yushin Maru 2 em meio a um denso nevoeiro.

O navio arpoador japonês fugiu para norte uma zona de gelo pesado. O Steve Irwin não prosseguiu, para evitar forte tempestade que poderia encurralar o navio em meio a pesados blocos de neve. Ainda assim o Steve Irwin levou dois dias para sair do gelo denso.

“Eles só tinham duas opções”, disse o Capitão Paul Watson. “Eles poderiam ter ido ao sul com o Steve Irwin. No entando optaram pelo rumo norte para evitar a nossa companhia. Escolheram o caminho mais perigoso e parece que eles sofreram danos por essa decisão.”

A tripulação do Steve Irwin não avistou mais o Yushin Maru 2 com a frota baleeira. O navio foi reportado para Suryabaya em East Java aonde chegou em 5 janeiro, para reparos.

Sea Shepherd não sabe informar se o dano foi provocado pelo gelo, mas considera que essa seja a razão do navio ter que retornar. Os Navios baleeiros japoneses estão proibidos de entrar nos portos da Austrália e Nova Zelândia por causa de suas atividades ilegais no Oceano Austral. Isto os obrigou a ir mais longe, ao norte da Indonésia.

O Yushin Maru 2 tem previsão de sair de Surabaya em 16 janeiro, o dia previsto também para a chegada do Steve Irwin em Hobart, Tasmânia. Depois de reabastecido, o Steve Irwin volta imediatamente a persigui-los.

Como o Yushin Maru 2 foi forçada a sair da caça durante cerca de 40 dias isso terá um grave impacto sobre o número de baleias que a frota japonesa será capaz de caçar durante a ausência do Steve Irwin.

A mídia japonesa informou que o marinheiro que havia caído ao mar na noite de 5 de janeiro, cometeu suicídio.

Back to list