Notícias

Instituto Sea Shepherd Brasil esteve presente no PUC SURF, no Rio de Janeiro

Por Luiz André Albuquerque, Diretor Voluntário do Instituto Sea Shepherd Brasil, Núcleo Estadual Rio de Janeiro

No dia 05 de novembro de 2011, o Instituto Sea Shepherd Brasil esteve novamente presente no Campeonato de Surf Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC SURF, que aconteceu no Posto 03 da Praia da Barra da Tijuca.

Campeonato de Slackline. Foto: Gisele Pontes

Campeonato de Slackline. Foto: Gisele Pontes/ISSB

Esta parceria com a organização já adentra o segundo ano consecutivo, sendo este um evento tradicional no meio universitário, que como sempre se desenvolveu com muita diversão e confraternização entre alunos e ex-alunos da Universidade, contando ainda com a participação de equipes de outras universidades da cidade do Rio de Janeiro.

Além do campeonato de surf, foram realizadas diversas atividades, como campeonato de “altinha”, teste de equilíbrio no slackline, pinturas e ação ambiental.

Gisele Pontes e Sofia Graça Aranha na tenda do ISSB. Foto: Caio Faro/ISSB

Gisele Pontes e Sofia Graça Aranha na tenda do ISSB. Foto: Caio Faro/ISSB

O núcleo carioca do ISSB contribuiu com o apoio social, desenvolvendo trabalho de educação ambiental em relação ao lixo que é deixado nas praias.

“Costumam dizer que brasileiro gosta de praia, mas não consigo crer que isso seja verdade, em razão da grande quantidade de lixo que diariamente é encontrado”, disse o Diretor Voluntário do Núcleo do Rio de Janeiro, Luiz André Albuquerque.

Luiz André Albuquerque na limpeza de praia. Foto: Sofia Graça Aranha/ISSB

Luiz André Albuquerque na limpeza de praia. Foto: Sofia Graça Aranha/ISSB

Os voluntários fizeram o trabalho de conscientização dos banhistas, entregando-lhes sacos plásticos biodegradáveis, e realizaram coleta de lixo no local da competição, sendo focada principalmente no microlixo, como guimbas de cigarro (o inimigo nº1 das praias em todo o mundo, segundo a ONU-UNEP), tampas de refrigerante, pedaços de plástico, canudos, palitos, etc. Comumente, estes resíduos não são retirados pelos órgãos públicos de limpeza e tornam-se um dos grandes responsáveis pela morte de animais marinhos e a contaminação da areia.

Ana Paula e Fabio coletando resíduos. Foto: Sofia Graça Aranha/ISSB

Ana Paula e Fabio coletando resíduos. Foto: Sofia Graça Aranha/ISSB

Em um “toco” de prancha que seria descartada, doada pelo shaper Merrê Antônio, o designer Filipe Gouveia, voluntário do Núcleo do Rio de Janeiro, exemplificou a arte da reciclagem, demonstrando a preocupação ambiental através da pintura.

Filipe Gouvea e sua arte, na prancha doada pelo shaper Merrê Antônio. Foto Gisele Pontes/ISSB

Filipe Gouvea e sua arte, na prancha doada pelo shaper Merrê Antônio. Foto Gisele Pontes/ISSB

A tenda do Instituto Sea Shepherd Brasil também divulgou a necessidade de preservação e defesa dos oceanos, notadamente, a campanha em defesa dos tubarões, que tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância e fragilidade desses animais.

Os voluntários Caio, Pedro, Luiza, Rodrigo, Sofia, Raphael, Gisele, Fabio, Ana Paula e Luiz. Foto: ISSB

Os voluntários Caio, Pedro, Luiza, Rodrigo, Sofia, Raphael, Gisele, Fabio, Ana Paula e Luiz. Foto: ISSB

Back to list