Home » Destaque, Notícias

Balneário de Porto Fino recebe voluntários do Sea Shepherd Brasil para mais uma limpeza de praia

24 dezembro 2018

PARANÁ – Balneário de Porto Fino recebe voluntários do Sea Shepherd Brasil para mais uma limpeza de praia.

Na última limpeza de praia do ano de 2018 o núcleo Paraná da Sea Shepherd Brasil fez uma ação na cidade de Pontal do Paraná, no balneário de Porto Fino. A atividade contou com a participação de um grupo de 31 voluntários e durou um pouco mais de 4 horas.

Grupo de voluntários Sea Shepherd Brasil do Paraná em mais um dia de limpeza

Foram encontradas grandes quantidades de lixo, tanto na areia quanto na vegetação de restinga. Dentre o lixo que foi tirado da praia estavam muitos objetos de plásticos de todos os tipos e tamanhos, como copinhos, sacolas, embalagens de alimentos, garrafas PET, embalagens de produtos de limpeza, canudos, tampinhas, óculos de sol, tampa de assento sanitário, brinquedos de criança e apetrechos de pesca, como pedaços de rede, boias e várias partes de cordas de nylon.

A restinga do balneário de Porto Fino recebeu cuidados de limpeza do lixo urbano deixados à beira mar.

 

Em ação conjunta, os voluntários realizaram limpeza da restinga no Paraná.

 

Os petrechos de pesca, tão mortais para a fauna marinha, é encontrado em nossas praias, ameaçando os mais diversos animais.

Além do plástico, também foram encontradas latinhas de cerveja e refrigerante, artigos de higiene pessoal, fraldas usadas, roupas, calçados, pedaços de isopor, isqueiros, velas, pedaços de cerâmica, restos de material de construção, placas, lâmpadas, garrafas de vidro, medicamentos, embalagens de preservativos, seringas, muitas bitucas de cigarro, etc. Foram encontrados, inclusive, embalagens de produtos de outros países, como Japão.

Embalagens plásticas de alimentos de outros países são carregados pelas correntes marinhas até chegarem na beira da praia.

 

Toda a família pode participar das ações de limpeza do Sea Shepherd. Seja um voluntário!

 

Campeã das coletas, as bitucas de cigarro infestam nossas praias.

Todo o material coletado totalizou mais de 180 kg de lixo, evidenciando a falta de respeito das pessoas pela natureza, descartando tudo sem a menor preocupação com os efeitos maléficos que esse lixo causa aos animais marinhos, às aves e aos próprios seres humanos. Outro fato que chamou a atenção foi a grande quantidade de animais mortos, dentre eles peixes, aves, tartarugas e alguns crustáceos.

Na separação e contagem do material coletado, a ciência de catalogar e contar cada itens requer organização e métodos.

 

As bitucas de cigarro foram contadas uma a uma.

 

Outro fato que chamou a atenção foi a grande quantidade de animais mortos, dentre eles peixes, aves, tartarugas e alguns crustáceos.

Animais marinhos mortos na praia chamou atenção pela diversidade.

 

Foram encontrados crustáceos, aves, peixes mortos na faixa de areia e restinga

 

Um casco de tartaruga registrou mais uma morte no cleanup.

Os detritos impressionam pela quantidade coletada (3.438 itens) em poucas horas de limpeza. Foram recolhidos da praia 33 sacos de lixo pesando 187 quilos. Entre eles:
1524 itens de plástico
1146 pontas de cigarro
201 itens de papel
116 itens de metal
170 itens de vidro
23 itens de borracha
57 itens de petrechos de pesca
69 itens de tecido

Pelos oceanos!
Sea Shepherd Brasil – Paraná

All Contents Copyright © 2017 Sea Shepherd Conservation Society.

produzido por GPS Digital
EnglishFrançaisDeutschPortuguêsEspañol