Notícias

Sea Shepherd se posiciona contra a importação de tubarão baleia em Cingapura

O Resorts World at Sentosa, resort/casino de Cingapura que está em fase final de construção, quer capturar tubarões baleia no mar e colocá-los dentro de aquários para a diversão de turistas. Tubarões baleia estão vulneráveis à extinção, e morrem facilmente quando mantidos em cativeiro.

Eles podem chegar a 20 metros de comprimento e mergulhar a 980 metros de profundidade, migrando milhares de quilômetros – não existe nenhum ambiente artificial construído pelo homem que possa reproduzir essas condições naturais. A Sea Shepherd Conservation Society e a PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais, na sigla em inglês) se uniram com organizações de Cingapura em uma campanha de educação contra a importação de tubarões baleia. No endereço http://www.whalesharkpetition.com é possível protestar contra essa crueldade disfarçada de ato conservacionista.

Nome comum: Tubarão Baleia

Nome científíco: Rhincodon typus

Tamanho adulto: Até 20 metros – o maior peixe do mundo

Habitat e distribuição: Distribuição global em águas tropicais. Espécie altamente migratória, viajando até 13.000 quilômetros

Tempo de vida: Até 100 anos

Status de proteção: Consta na Lista Vermelha da IUCN – União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais, listado no apêndice II da CITES – Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção, consta na lista do IBAMA, anexo I, espécie ameaçada de extinção – aquela com alto risco de desaparecimento na natureza em um futuro próximo. Está proibida de ser capturada, “exceto para fins científicos”.

Back to list