Editorial

MENSAGEM AOS VERDADEIROS SURFISTAS!

ilha-dos-lobos

A Vida é surpreendente! A Vida é mesmo surpreendente. Quantas vezes já lemos e ouvimos esta frase. Nos últimos meses fomos surpreendidos novamente. Será ?

Ao longo dos mais de 20 anos de história ativista da Sea Shepherd, sempre lutamos contra a ganância dos pesqueiros industriais que utilizam redes ilegais e linhas que capturam aves e tartarugas. Lutamos contra a matança de tubarões. Não desistimos de perseguir japoneses e noruegueses que insistem em matar baleias e unimos todos os esforços para salvar animais marinhos que agonizam contaminados por derrames de petróleo. Milhares de pessoas no mundo admiram e respeitam nossa luta e nossa dedicação, que na verdade é uma luta de todos, de todos que amam o planeta e acreditam em um mundo melhor para as futuras gerações.

Nunca poderíamos imaginar que teríamos que nos preocupar com a atitude irresponsável de alguns surfistas. Irresponsável porque o surf motiva e serve de exemplo para muitos jovens e assim como outras indústrias, a indústria do surf necessita ser responsável em suas propostas. E não é justo que alguns surfistas irresponsáveis ponham em questão a seriedade dos verdadeiros surfistas, sejam esportistas ou empresários do surf.

Durante os últimos 2 anos trabalhamos intensamente para proteger a Reserva Ecológica da Ilhas dos Lobos, uma das áreas mais importantes para a proteção de baleias, golfinhos, aves e principalmente lobos marinhos no Brasil. É a menor Unidade de Conservação Federal e o único ambiente natural que recebe estes animais no litoral brasileiro. Desenvolvemos este trabalho porque os animais estão sofrendo com a presença da pesca ilegal, do turismo desordenado, da retirada de mariscos e com a cumplicidade do IBAMA local. A administração do município de Torres, fecha os olhos a tudo e ainda intitula-se uma cidade ambiental. Com apoio da UNISINOS, da Fundação O Boticário de Proteção à natureza e com a dedicação sem limites, estamos tentando fazer com que a área seja efetivamente protegida.

Infelizmente nos últimos 06 meses alguns surfistas, se aproveitando da fragilidade da legislação e da situação, começaram a identificar a Ilha dos Lobos como o novo “paraíso” do surf no sul do Brasil, mas esqueceram de dizer que esta atividade é ilegal e qualquer atividade sem licença específica do IBAMA é ilegal no entorno de 500m da ilha.
Respeitamos a comunidade do surf e somos respeitados pela comunidade do surf nacional e mundial. Mas estou falando de verdadeiros surfistas. Teco Padaratz que apoia nossas ações, Carlos Burle, Rodrigo “Pedra” Dorneles, natural de Torres, Ricardo Bocão; enfim pessoas que amam a natureza e se dedicaram para construir o surf no Brasil. No setor empresarial, temos o apoio da Mormaii, da Trópico Surf Shop e da Free Surf. No mundo, nossas ações são admiradas pela principal ONG ambientalista dos surfistas a Surfrider Foundation, com representação também no Brasil. O Diretor Peter Brown fez o filme “Blue Rage” em homenagem a Sea Shepherd e contou com a participação do lendário Gerry Lopez e Laird Hamilton.

Estimular o surf na Ilha dos Lobos é uma iniciativa de quem quer se promover as custas da natureza. Quer visibilidade, sucesso e reconhecimento de forma rápida. Ou será que eles acreditam que pelo simples fato de serem surfistas já estão cumprindo uma missão ecológica? Assim como não acredito que por participar de uma ONG ambientalista estejamos isentos da responsabilidade de nossas ações. Pelo contrário, assim como existem ONGs ambientalistas oportunistas existem surfistas oportunistas, que não pensam nas conseqüências de suas ações. Daqui há algum tempo iremos lembrar disto tudo e veremos quem são os verdadeiros ambientalistas e veremos quem são os verdadeiros surfistas.

Aprendi que verdadeiros ambientalistas e verdadeiros surfistas possuem valores em comum. Respeitam o mar e a vida marinha acima de tudo, querem, lutam e vivem, de uma forma que promova um mundo melhor para seus filhos e netos. São pessoa que ainda se emocionam ao ver uma onda perfeita, um por do sol alaranjado e disforme no horizonte, ou uma ave voando livre sobre suas cabeças. Estas pessoas sentem-se mais perto de Deus quando uma brisa mansa bate no rosto e o gosto salgado do mar lhes molha a boca. Verdadeiros surfistas ao entrarem no mar pedem licença aos deuses que os protegem e os inspiram. Verdadeiros surfistas assim como verdadeiros ambientalistas são responsáveis em suas ações e abrem mão de promoções pessoais em virtude de ações injustas. Surfar na Ilha dos Lobos não é justo.

Quem é o maior surfista? Aquele que respeita a natureza, os animais marinhos e seus próprios limites, ou aquele que quer o sucesso e o reconhecimento a qualquer preço? Será que em um país com 8.000km de costa e centenas de locais fantásticos para o surf é necessário invadir uma Reserva Ecológica de 2 hectares?

Será que surfar na Ilha dos Lobos merece repúdio ou premiações e espaço na mídia?

Nenhuma pessoa neste planeta terá admiração e respeito quando promover ações que ameaçam a vida de animais marinhos. Surfar na Ilha dos Lobos fragiliza ainda mais este lugar. Aos surfistas que estão fazendo força para sinalizar a Ilha dos Lobos como local para o surf, ficará a nossa luta. E lutar para proteger a Vida Marinha é a nossa especialidade.

Peço desculpas as pessoas que sentiram-se ofendidas ou agredidas com esta mensagem, na verdade não foi para estes que esta mensagem foi escrita. Esta mensagem foi escrita para os verdadeiros surfistas, pessoas que merecem ser chamados assim. Quando nos manifestamos não queremos agradar a todos. Normalmente pescadores ilegais, baleeiros e pessoas que destroem a vida marinha não gostam muito da postura da Sea Shepherd, mas isto nos sinaliza que estamos cumprindo nossa missão.

Aos verdadeiros surfistas fica nossa admiração e respeito. Aos verdadeiros surfistas fica o orgulho de tê-los ao nosso lado na proteção da Vida Marinha.

Em nome dos oceanos,

Alexandre Castro

Surfista
Biólogo/Mestre em Ecologia
Professor Pesquisador da UNISINOS
Fundador e Diretor do Instituto Sea Shepherd Brasil
01.08.2003

Back to list