Home » Destaque, Notícias

Negada Proposta do Japão para Retomar Caça Comercial de Baleias

14 setembro 2018

Durante a 67ª Comissão Internacional da Baleia (IWC), realizada em Florianópolis, o Japão perdeu a votação sobre sua proposta para o retorno da caça comercial à baleia.

Imagem de Amostra do You Tube

Florianópolis, BRASIL – 14 de setembro de 2018 – O 67º Encontro Internacional da Comissão Baleeira (IWC) acaba de terminar no Brasil. Este ano, a reunião semestral prometia ser aquecida, pois duas propostas opostas para o futuro da CBI foram trazidas à mesa.

O país anfitrião Brasil, juntamente com a Argentina, Colômbia, México, Chile, Costa Rica, Panamá e Peru, propôs a “Declaração de Florianópolis”, uma oposição direta à proposta do Japão de “Way Forward”.

A Declaração de Florianópolis consiste em mudar o papel da IWC de uma organização voltada para a gestão de estoques de cetáceos para um órgão regulador de conservação de cetáceos. Reafirma a moratória à caça comercial de baleias e concorda que o uso de métodos de pesquisa letais é desnecessário.

Em contrapartida, o Way Forward do Japão, dizia que a moratória da caça comercial já deveria terminar. A proposta defendia o retorno da caça comercial à baleia. A moratória sobre a caça às baleias foi estabelecida por essa mesma comissão em 1986. Apesar disso, mais de 32.000 baleias foram mortas desde então pelo Japão, Islândia, Noruega e Rússia (a Rússia continuou matando baleias após a moratória em 86 e 87).

O Japão, a Noruega e a Islândia nunca respeitaram as restrições da comissão. A Islândia estava no plenário do Brasil, afirmando que a caça comercial deveria retornar como uma prática sustentável. Ao mesmo tempo, a Islândia está atualmente envolvida no assassinato comercial de baleias-comuns ameaçadas de extinção, incluindo algumas que estão grávidas. As Ilhas Faroe dinamarquesas também continuaram sua caça aos golfinhos e baleias-piloto enquanto a convenção continuava e havia um representante na comissão.

A Declaração de Florianópolis foi adotada por maioria de votos e a proposta japonesa para o retorno da caça comercial perdeu 41 votos contra 27. Quatro países se abstiveram de votar.

Anteriormente, o Japão, a Noruega, a Islândia e as Ilhas Faroé (Dinamarca) não mostraram qualquer respeito por quaisquer regras ou regulamentos deste ou de qualquer outro organismo regulador. É questionável se eles respeitarão a resolução deste ano.

Durante o discurso do Japão após a derrota de sua proposta, eles ameaçaram deixar a IWC, ou formar um órgão separado que atenderia aos países que querem o retorno da caça comercial.

O fundador da Sea Shepherd, Capitão Paul Watson, que passou muitos anos se opondo aos programas japoneses de “pesquisa científica”, declarou esta manhã: “Após a muito bem-vinda Declaração de Florianópolis, a derrota da proposta japonesa fez da 67ª reunião da Comissão Baleeira Internacional uma impressionante evento histórico para as baleias do mundo ”.

“A Declaração de Florianópolis declara que o objetivo da CBI é a conservação das baleias e que a matança comercial de baleias não deve mais ser discutida”, concluiu o Capitão Watson.

FLORIANÓPOLIS, SC, 10.09.2018 – IWC-SC – protesto durante de ongs ambientais 67ª reunião anual de Membros da IWC (International Whaling Commission) em Florianópolis nesta segunda-feira 10. (Foto: Naian Meneghetti/Brazil Photo Press/Folhapress)

Florianópolis nesta segunda-feira 10. (Foto: Naian Meneghetti/Brazil Photo Press/Folhapress

Florianópolis nesta segunda-feira 10. (Foto: Naian Meneghetti/Brazil Photo Press/Folhapress

Florianópolis nesta segunda-feira 10. (Foto: Naian Meneghetti/Brazil Photo Press/Folhapress

FLORIANÓPOLIS, SC, 10.09.2018 – IWC-SC – protesto durante de ongs ambientais 67ª reunião anual de Membros da IWC (International Whaling Commission) em Florianópolis nesta segunda-feira 10. (Foto: Naian Meneghetti/Brazil Photo Press/Folhapress)

FLORIANOPOLIS, SC, 10.09.2018 – EVENTO – Vice-Minister for Foreign Affairs Mitsunari OKAMOTO and taniai masaaki membro do parlamento japones falao na 67ª reunião anual de Membros da IWC (International Whaling Commission) em florianopolis brasil na tarde desta segunda-feira 10. (Foto: Naian Meneghetti/Brazil Photo Press/Folhapress)

FLORIANOPOLIS, SC, 10.09.2018 – EVENTO – plenaria de abertura da 67ª reunião anual de Membros da IWC (International Whaling Commission) em florianopolis brasil na tarde desta segunda-feira 10. (Foto: Naian Meneghetti/Brazil Photo Press/Folhapress)

FLORIANOPOLIS, SC, 10.09.2018 – EVENTO – joji morishita fala na 67ª reunião anual de Membros da IWC (International Whaling Commission) em florianopolis brasil na tarde desta segunda-feira 10. (Foto: Naian Meneghetti/Brazil Photo Press/Folhapress)

Florianópolis nesta segunda-feira 10. (Foto: Naian Meneghetti/Brazil Photo Press/Folhapress

Florianópolis nesta segunda-feira 10. (Foto: Naian Meneghetti/Brazil Photo Press/Folhapress

FLORIANÓPOLIS, SC, 13.09.2018 – IWC-SC – embaixador da Representação Permanente do Brasil junto a Organismos Internacionais (Rebraslon) em Londres, Hermano Telles Ribeiro e comissario do brasil na cib 67ª reunião anual de Membros da IWC (International Whaling Commission) em Florianópolis nesta Quinta-feira 13. . (Foto: Naian Meneghetti/Brazil Photo Press/Folhapress)

 

BB tries to stop whale loaded on Nisshin.
© Sea Shepherd/ Glenn Lockitch 2013

 

Minke whale iillegally slaughtered by Japanese whalers in Australian Antarctic waters off Mackenzie Bay.
© Sea Shepherd/ Glenn Lockitch 2013

 

Minke whale iillegally slaughtered by Japanese whalers in Australian Antarctic waters off Mackenzie Bay.
© Sea Shepherd/ Glenn Lockitch 2013

 

Fonte: SeaShepherd Conservation Society

All Contents Copyright © 2017 Sea Shepherd Conservation Society.

produzido por GPS Digital
EnglishFrançaisDeutschPortuguêsEspañol