Sea Shepherd no Move it Festival

Move It Festival nos dias  21 e 22 dez, 2019.

São Paulo SP – Sea Shepherd Brasil no Move It juntou-se com ambientalistas, artistas, ativistas de causas sociais e público alternativo no último final de semana para falar sobre veganismo, ativismo animal com música pelos animais e oceanos.

O Move Institute atua na “causa animal, e em especial interações e problemas do convívio entre humanos e animais, tais como, venda, maus tratos, abandono, confinamento e exploração” e  o local do evento, o Centro de Tradições Veganas (CTV),  “nasceu com o objetivo de reunir ativistas, ONGs, grupos independentes e conteúdos que tenham sinergia com o veganismo e a construção de um mundo mais justo para todas as espécies”. CTV

O evento reuniu bandas como Dead Fish, Dominatrix , Bioma, Make It Stop, Boca de Lobo, A Vida Toda Um Quase,  , Eskröta, Tpjs , Queerpunx, In Venus, Der Baum com feira vegana, bate papo, flash tattoo, workshops, brechó para as atividades do CTV,  comidinhas veganas e muita consciência ambiental num local de muito verde e ótima energia. E o Sea Shepherd Brasil teve a oportunidade de falar da missão de defender, conservar e proteger os oceanos com exposição da Operação Ondas Limpas, Bycatch e lojinha para arrecadação de fundos.

Junte-se a nós nesta missão de encontrar alternativas mais sustentáveis para a humanidade, protegendo os animais e os ecossistemas marinhos.

Pelos oceanos!

Ondas Limpas em Porto Alegre

No dia 21 de dezembro, o núcleo do Rio Grande do Sul da Sea Shepherd Brasil realizou uma ação de limpeza na Praia de Ipanema, zona sul de Porto Alegre, como parte da Operação Ondas Limpas. A ação durou aproximadamente 3 horas e contou com a presença de 8 voluntários, percorrendo um trecho de 150 metros da orla.

Durante a ação, foram retirados 6,7 quilos de resíduos, em sua grande maioria canudos, tampas de garrafas (plásticas e metálicas), abraçadeiras de plástico, pedaços de corda, bitucas de cigarros e diversos outros itens de plástico e papel. Além disso, foi encontrada uma ponta de seringa com agulha descartada incorretamente.

Apesar de ser um trecho pequeno, toda a orla em si é utilizada diariamente pela população para pratica de atividades físicas e lazer, no entanto, é comum aos finais de semana, especialmente aos sábados e domingos no final de tarde, o encontro de pessoas que consomem bebidas alcoólicas e descartam incorretamente estes resíduos no calçadão e na beira da praia, não levando em consideração o apreço por uma área tão bonita da capital.

Por fim, a ação se encerrou com uma roda de conversa sobre a importância de se descartar corretamente o lixo e também o quão são fundamentais estes tipos de ações para conscientizar acerca do consumo, hábitos e do correto descarte e destinação do lixo.

O Natal sem lixo: formas simples de criar menos lixo

O natal está quase chegando e gostaríamos compartilhar algumas dicas para reduzir o consumo e o descarte de lixo nessa época do ano. Se repensamos no real significado do natal, talvez comecemos a mudança de uma experiência de natal sem lixo.

        1.  Use sacolas reutilizáveis.

Antes de comprar qualquer coisa, no mercadinho, nas feirinhas das ruas, na padaria, na livraria, ou shopping, seja presentear ou acalmar esse desejo próprio de consumo. Por favor, lembre-se de trazer sua sacola de tecido ao invés de receber sacolas de plásticos ou de papel. Seja sincero consigo mesmo, apenas você os usa uma vez e logo vá para o lixo. 

     

2.  Use utensílios de vidro, alumínio, porcelana.

Nestas festas, as visitas são muito comuns. Por isso, evite comprar descartáveis (copos, pratos, talheres). Faça, de lavar louças, parte de uma atividade entre sua família. Cantando, contando histórias, ou experiências enquanto lavem elas. A gente tem convívio na hora de lavar louças, também.

3  . Faça decorações com suas próprias mãos, decorações sustentáveis.

Fomos abençoados com o dom da criatividade. Use sua imaginação e crie suas próprias decorações com materiais reutilizáveis.

4.  Pare de adivinhar o que a pessoa deseja para o natal…

Sei que você amaria surpreender a aquela pessoa querida com um presente especial, mas outras vezes compramos presentes, na qual a pessoa realmente não deseja ou precisa. É Melhor perguntar o que eles (as) gostariam receber, ou também, pode pedir sugestões.

   

5.   Presenteie coisas que você fez.

Você poderia tricotar ou costurar uma peça de roupa, criar e escrever um cartão de natal, cozinhar um bolo especial ou criar algum objeto artesanal. Este tipo de detalhes é muitas vezes mais apreciado do que os objetos comprados em lojas.

6.   Presenteie experiências ao invés de objetos materiais.

Ingressos para o teatro, cinema, paradisíacas praias, festivais gastronômicos ou culturais, viagens inesquecíveis. Os objetos ficam ali em algum espaço, mas as lembranças/experiências são levadas para sempre nos nossos corações.

  7.   Pare de embrulhar presentes.

Oculte os presentes. Prepare atividades, pequenos mapas ou dicas de onde estão cultas. Podem participar crianças e adultos que se resistem em crescer. Procurando os presentes em lugares comuns ou lugares inesperados como na geladeira, embaixo da pia, entre outros. Outra opção é embrulhar com folhas e decorá-las com flores e folhas.

 

 8.   Evite comprar presentes sem conhecer bem às pessoas.

É inegável que o amigo segredo é uma forma de socializar e conhecer melhor aos colegas ou conhecidos. Sejamos sinceros: Se você não conhece à pessoa bem, terá uma alta probabilidade de dar e receber um presente que em curto tempo se tornará em lixo, também.

Espero que estas dicas sejam úteis a vocês, um natal sem lixo é o desejo para esta festividade.

Por Evelyn Peñaloza, voluntária do núcleo Rio de Janeiro da Sea Shepherd Brasil

São Sebastião SP – Treinamento de Agentes Voluntários de Defesa Ambiental

Esta foi a segunda turma de 2019 do Treinamento de Agentes Voluntários de Defesa Ambiental que aconteceu na Transpetro em São Sebastião SP.  Cerca de 50 agentes receberam instruções do plano de contingência em resposta às emergências em derramamento de óleo nas praias e costões brasileiros.

O treinamento também veio em resposta ao ainda desconhecido petróleo que continua a contaminar nossa costeira do maior acidente de derramamento de petróleo brasileiro. Diante disso, participamos do treinamento para maiores informações de ação e de como ampliar a nossa ajuda aos grupos locais na prevenção destes acidentes costeiros. 

Todas estas informações seguiram um roteiro de procedimentos e as análises de risco levantaram as melhores formas de agir na contenção e limpezas das áreas que vão desde avaliar os tipos de óleo das regiões afetadas até conhecer os tipos de equipamentos de contenção, recolhedores, absorventes, locomoções disponíveis e níveis de emergência.

Mas antes de qualquer procedimento devemos acionar os seguintes contatos em qualquer acidente com petróleo.

Transpetro 168  transpetro.com.br

Marinha 185

Ibama 0800618080

Cetesb 11 31334000

Corpo de Bombeiros Mar 193

Petrobras 08007289001

Ao avisar as autoridades é importante avaliar as praias, mares, tipo de areia, se área sensível ou se no mar, assim poderemos ter resposta de segurança aos perigos, sempre utilizando os EPIs (equipamentos de proteção pessoal) para evitar contaminar própria, novas áreas e controlar as já contaminadas. Ainda assim, o plano poderá trazer mais equipamentos e estações com containers de  contingência para reabilitação de fauna e gestão de resíduos.

Esteja preparado! Saiba mais consultando gratuitamente na internet o PDF Ambientes Costeiros Contaminados por Óleo – Procedimentos de limpeza.

https://cetesb.sp.gov.br/emergencias-quimicas/wp-content/uploads/sites/22/2017/02/ambientes-costeiros.pdf

Doe para ajudar na Operação Ondas Limpas

Doe para ajudar nas Ações de Educação Ambiental

Palestra Campanha Milagro – Bycatch Curso Desemalhe ICMBio

No “ Dia PARE a Captura Acidental” ou incidental  (Stop ByCatch Day 2019) foi um dia para colocar em discussão a situação atual dos problemas da captura incidental das atividades pesqueiras, tanto oceânicas quanto costeiras. O evento foi realizado nas instalações de estabilização de animais marinhos do Instituto Argonauta em São Sebastião, na Praia Grande no início do mês.

As palestras visaram conscientizar especialistas, estudantes, pescadores, órgãos públicos, políticos e a população em geral, sobre essa grande atividade que ameaça os animais marinhos e ecossistemas inteiros.

A contribuição do Sea Shepherd neste dia foi apresentar a palestra da Campanha Milagro que está salvando a Vaquita Mexicana. Estamos neste momento no Alto Golfo da Califórnia, com os navios retirando redes ilegais e fantasmas com apoio do exército já há 6 anos. Estamos evitando sua extinção!

Ainda, dentro do mesmo tema, do espaço físico e de grande relevância , houve treinamento de desemalhe de baleias para as equipes de resgate e reabilitação de animais marinhos do litoral sul ao norte de São Paulo. Este treinamento, riquíssimo em detalhes e experiências, ensinou os agentes da teoria à prática de como desemalhar um grande cetáceo no mar, estando em velocidade ou ancorado. Somos muito gratos ao ICMBio, Instituto Baleia Jubarte e Instituto Viva Baleias e Golfinhos pela oportunidade de receber nossos voluntários Mara Lott e Lelinho (Vanderlei Soares) para integrar os participantes teóricos.

   

Parem a Captura Incidental! Stop bycatch.

Doe para ajudar nas Ações de Educação Ambiental

Doe para ajudar na Operação Ondas Limpas

#OpOndasLimpas