Home » Destaque, Notícias

Operação Marco Zero do ISSB tem início em Recife (PE)

31 julho 2013

Desde 2007, quando lançou a Campanha em Defesa dos Tubarões, o Instituto Sea Shepherd Brasil (ISSB) vem trabalhando intensamente pela preservação destes animais, desenvolvendo uma série de atividades relacionadas, como ações judiciais, investigações, campanhas de educação ambiental e conscientização pela proteção das espécies.

ISSB defende o direito à vida das espécies marinhas em seu habitat natural. Foto. Daniel Botelho (Embaixador do Mar - ISSB)

Em 26 de outubro de 2007, o ISSB ingressou com uma pioneira ação civil pública na Justiça Federal do Amapá, contra a captura e matança de 83 golfinhos que seriam vendidos como isca para pesca de tubarões por embarcações estrangeiras no litoral norte do Brasil, conseguindo a apreensão destas embarcações.

No dia 07 de maio de 2009, o ISSB ingressou na Justiça Federal de Rio Grande, com a primeira ação civil pública contra a pesca ilegal de tubarões e a cruel prática do finning (a extração de barbatanas) destinadas ao mercado asiático. Estas ações judiciais até hoje tramitam na Justiça Federal, e aguardamos a punição dos culpados.

Foto: Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis- IBAMA

Foto: Gérson Pantaleão / Instituto Sea Shepherd Brasil

Na data de 09 de julho de 2012, o Instituto Sea Shepherd Brasil entregou, durante uma audiência no Senado Federal, um pedido de moratória, solicitando a paralisação total por 20 anos da pesca de tubarões na costa brasileira.

Wendell Estol, Diretor Geral do ISSB (à direita) Foto: Geraldo Magela

No dia 11 de janeiro de 2013, o ISSB colocou no Mercado Público de Porto Alegre (RS), um container simulando uma apreensão feita pelo IBAMA de 3,4 toneladas de barbatanas (equivalente a 40 mil tubarões mortos), que objetivou uma ação judicial da organização. O objetivo é alertar a população e as autoridades para a pesca ilegal de tubarões na costa brasileira.

Foto: Instituto Sea Shepherd Brasil

E, recentemente, no dia 21 de maio de 2013, através de uma investigação de combate ao comércio ilegal de elasmobrânquios (tubarões e raias) iniciada em 2010, o ISSB possibilitou que a Polícia Federal realizasse a prisão de 02 proprietários de empresas que comercializam pescado dentro da CEAGESP e efetuassem a apreensão de cerca de 700 kg da espécie rhinobatos horkelli, conhecida como raia-viola ou cação-viola, que estão ameaçadas de extinção.

Foto: Delemaph / Departamento de Policia Federal (DPF)

O Instituto Sea Shepherd Brasil, através de seu histórico de ações bem sucedidas em prol da vida marinha, novamente entra na linha de frente no combate  à matança de tubarões em toda a costa brasileira.

Sabendo que, 100 milhões de tubarões são mortos a cada ano e que 67% das espécies estão ameaçadas na costa brasileira, não podemos permitir que verdadeiros “grupos de extermínio” ajam sem quaisquer consequências.

As praias de Pernambuco, em especial a Praia da Boa Viagem, estão sendo palco do maior exemplo de irresponsabilidade que o ser humano pode cometer contra o meio ambiente. Grupos de pessoas estão mobilizando-se para matar os tubarões na costa pernambucana e o ISSB entrou nesta luta pagando uma recompensa, em dinheiro, para fotos e vídeos que comprovem essa atrocidade contra os oceanos, este material será usado posteriormente em ações judiciais contra os “ativistas” que pretendem aniquilar este animal importantíssimo para o ecossistema marinho.

ISSB irá recompensar provas contra crimes ambientais em PE

Regras a serem observadas antes do envio de material para o ISSB

O material enviado será analisado pela equipe técnica do ISSB que é formada por profissionais de diversas áreas.

Somente serão considerados materiais válidos:
– Fotos com a data comprovada (usa-se um jornal do dia como referência)
– As fotos devem mostrar o autor do crime ambiental, sem isso não podemos utilizar o material como prova na ação judicial.
– Se aprovada pela equipe técnica, o autor do material preencherá um formulário com seus dados autorizando o uso de imagem pelo ISSB.

Somente efetuaremos o pagamento da recompensa caso todos os requisitos requeridos pelo ISSB sejam preenchidos.

IMPORTANTE:
Em hipótese alguma o nome do autor da foto será divulgado.
As fotos e os vídeos devem ser enviados para o e-mail: denuncias@seashepherd.org.br

 

All Contents Copyright © 2017 Sea Shepherd Conservation Society.

produzido por GPS Digital
EnglishFrançaisDeutschPortuguêsEspañol