Home » Notícias

Monitoramento de Ninho de Tartaruga na Praia de Camburi/ES é feito pelos voluntários da Sea Shepherd do Espirito Santo.

30 novembro 2016

Na noite do dia 29, frequentadores da praia de Camburi flagraram uma tartaruga Cabeçuda (Caretta caretta), fazendo um ninho no meio da praia. A internauta Adriana Maia, após registrar o evento, acionou a Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Vitória, que compareceu ao local, identificou e protegeu o ninho.

foto-1

foto-2

(Créditos: Gazeta Online / Adriana Maia)

A Semman deu um parecer que irá monitorar o ninho diariamente com a fiscalização, junto com parceiros do programa de monitoramento de praia, que atua diariamente no local, além da participação do Projeto Tamar. Os institutos também contam com o apoio da população para proteger e acompanhar o nascimento dos filhotes, que tem previsão para nascerem em janeiro do ano que vem.

Além da ação indevida e ilegal humana, uma outra maior ameaça nas praias de desova é a iluminação direta sobre o ambiente, que desorienta os filhotes na hora do nascimento, que podem seguir o sentido contrario do mar, podendo ser facilmente predadas ou atropeladas em vias públicas (caso já ocorrido em Vila Velha).

“O Núcleo do Espírito Santo do Instituto Sea Shepherd Brasil do qual é legitimado pelos princípios, leis e acordos internacionais, irá atuar ativamente em prol da conservação desse respectivo ninho. Estamos elaborando um projeto de monitoramento secreto, do qual iremos acompanhar e fiscalizar não apenas a promessa dos órgãos públicos “competentes”, mas, como também, a ação ilegal do homem. O Núcleo do Espírito Santo empreenderá esforços visando firmar acordos de cooperação entre instituições e ongs que trabalham em prol da causa, para a efetivação da proteção desse ninho e de outras espécies e habitats marinhos.” Disse Thiago Barrack – Diretor Regional do Núcleo do Espírito Santo do Instituto Sea Shepherd Brasil.

foto3

foto4

(Créditos: Cíntia Silva – Núcleo ES – ISSB)

“A praia de Camburi não é um local onde a tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta) costuma desovar. Se esse local tiver sido escolhido devido à degradação ou prejuízo de outro ambiente que ela teria por hábito, então nós não recebemos só o presente da vida na forma deste ninho, nós recebemos também um alerta. E, neste momento, a consciência ambiental de toda a população é muito importante, pois o ninho está em uma praia inserida no contexto urbano. Essa espécie corre risco de extinção, assim sendo, devemos entender a sua fragilidade e respeitar os processos que dão continuidade à vida, começando pelo próprio local da desova.” Relatou Cíntia Silva – Coordenadora Técnico-Científica e Bióloga do Núcleo do Espírito Santo do Instituto Sea Shepherd Brasil.

CONHEÇA A TARTARUGA-CABEÇUDA (CARETTA CARETTA):

 

foto5

(Créditos: Projeto Tamar)

Nome Científico: Caretta caretta

Nomes comuns: Cabeçuda ou Mestiça

Status internacional: Endangered (classificação da IUCN)

Status no Brasil: Ameaçada

Distribuição: Ocorre nos mares tropicais e subtropicais de todo mundo e também em águas temperadas

Habitat: Variável ao longo do ciclo de vida. Os filhotes e juvenis vivem em alto-mar; os adultos em áreas de alimentação situadas a profundidades entre 25 e 50m; sub-adultos têm sido capturados incidentalmente

Tamanho: Até 136 cm de comprimento curvilíneo de carapaça no Brasil

Peso: Média de 140 kg

Estimativa mundial da população: 60 mil fêmeas em idade reprodutiva

Curiosidades: No Brasil, as áreas prioritárias de desova estão localizadas no norte da Bahia, Espírito Santo, norte do Rio de Janeiro e Sergipe.

All Contents Copyright © 2017 Sea Shepherd Conservation Society.

produzido por GPS Digital
EnglishFrançaisDeutschPortuguêsEspañol