Home » Notícias

Japão Admite Vitória da Sea Shepherd no Santuário de Baleias da Antártida

15 abril 2008

A frota japonesa retornou ao porto de Tóquio com os restos de 551 baleias sacrificadas no Santuário de Baleias da Antártica. Da sua cota de 935 baleias, os baleeiros mataram 551. Da cota de baleias Fin e de baleias Jubarte, nenhum mamífero foi abatido.

“O Japão abateu apenas 53% da quota autorizada,” diz Capitão Paul Watson. “Eu acredito que é certo dizer que a Sea Shepherd afetou significativamente a lucratividade deles nesta temporada. Eu e minha tripulação estamos felissísimos que 484 baleias estão neste momento nadando livres ao invés de terem sido sacrificadas em vão. Estamos especialmente contentes que nem uma única baleia Fin ou Jubarte foram mortas, isto é uma vitória” completa.

O Japão culpou o fracasso de sua frota baleeira em capturar a cota anual, referindo “interferência intolerável” de ecologistas e descreveu a situação como “lamentável”.

“É verdadeiramente lamentável que nós não conseguimos completar o projeto como planejado,” disse o Ministro da Agricultura japonês Toshiro Shirasu. “A sabotagem pelos ativistas é o fator principal de nosso fracasso em alcançar nosso objetivo,” disse um funcionário do governo.

“É óbvio que o número de baleias capturadas foi baixo por causa da sabotagem,” diz Shigeki Takaya, um porta-voz da Agência de Pescas. “Nós estamos furiosos com eles mas parece que isso não os perturba. Eles não tem o menor medo de nós”.

Peter Hammarstedt, o segundo oficial do navio Steve Irwin da Sea Shepherd achou graça do comentário.

“Claro que não nos pertuba que os números do massacre de baleias ficou bem abaixo da meta deles e estamos orgulhosos que conseguimos salvá-las. Pretendemos retornar na próxima temporada para salvar mais baleias. Nossa tripulação fez um trabalho maravilhoso este ano e estamos contentes que criamos constrangimento e resistência à indústria baleeira japonesa, além de prejuízo financeiro,” ele disse.

Os japoneses informaram que o governo australiano está investigando os “crimes” causados pela Sea Shepherd contra as atividades baleeiras deles. A Sea Shepherd não está ciente de nenhuma investigação. Seu navio, o Steve Irwin, não foi inspecionado por nenhuma autoridade.

All Contents Copyright © 2017 Sea Shepherd Conservation Society.

produzido por GPS Digital
EnglishFrançaisDeutschPortuguêsEspañol